Você sabe a diferença entre os Sistemas Operacionais Surface RT e Windows RT da Microsoft? Pois é, você não é o único que  tem essa dificuldade e a empresa inclusive foi alertada diversas vezes de que os nomes adotados em seus diferentes sistemas causavam confusão no consumidor e não auxiliavam em nada no processo de escolha.

Tanto o Surface RT quanto o Windows RT foram um fracasso comercial e acabaram por causar um prejuízo milionário à companhia. As versões RT são mais leves, otimizadas especialmente para funcionarem em tablets com processadores ARM e não executa programas que funcionavam em outros SO como o Windows 7, por exemplo.

Já o WIndows 8 é o SO padrão da Microsoft com arquitetura x86 e roda aplicativos de sistemas mais antigos. Entretanto, a interface metro e os blocos dinâmicos típicos são exatamente os mesmos, o que dificulta a diferenciação.

Com isso, a empresa resolveu abandonar o nome RT no anúncio do Surface 2, de forma a deixar mais claro para o consumidor qual é o sistema presente em cada aparelho e qual é público ao qual ele é destinado.

Segundo notícias recentes, a Microsoft pretende abandonar aos poucos o sistema RT e manter apenas um SO em todos os seus dispositivos de forma a recuperar o mercado perdido. A Nokia também é uma peça chave da Microsoft para recuperar o mercado perdido, principalmente em smartphones.

Por Ebenézer Carvalho


E mais um lançamento da Nokia vem por ai.

Segundo o site Microsoft- News, a marca estaria preparando o lançamento de um tablet que roda o sistema operativo Windows RT.

Lembrando que esse mesmo sistema foi deixado de usar por outras empresas devido à problemas na execução de aplicativos, a versão usada pela Nokia é nova.

De acordo com o anunciado pelo site, o tablet viria equipado com uma tela Full HD de 10,1 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon 800 2,15 GHz, entradas USB 3.0, entrada HMDI e possuiria 32 GB de armazenamento. Aparentemente este futuro lançamento lembra em muito o antigo modelo de tablet da marca, Surface, que foi apresentado ao mercado em 2012.

O novo tablet vem equipado com o teclado destacável e pode ser usado como proteção de tela. Segundo informações, este novo dispositivo móvel da Nokia deverá ser apresentado em setembro, em caráter oficial, juntamente com o phablet e para isso terá o apoio da operadora AT&T.

A relação entre a Nokia e a Microsoft estava um pouco abalada pela declaração do CEO da primeira, Stephen Elop, de que o Windows 8 não estava tendo o desempenho esperado.

Por Melina Menezes.


A Asus não utilizará mais na suas linhas de tablets o sistema Windows RT.

Numa entrevista concedida pelo CEO da Asus, Jerry Shen, ao jornal The Wall Street Journal, o diretor falou que uma das principais razões para que a empresa tomasse essa decisão foi ver a incompatibilidade desse sistema com o processador Intel usado nos dispositivos pela marca. Outra questão citada por Shen é que essa parceria está dando baixo retorno, ou seja, os consumidores não estão querendo consumir o Windows RT, portanto deixam de comprar os aparelhos da marca.

Isso mostra que a plataforma não está agradando aos consumidores e sendo assim, a Asus acredita que não há outra solução. Mediante esta situação, o executivo informou que de agora em diante será usado o Windows 8 em notebooks e desktops que possuírem o processador Intel x86.

A Asus não é o único fabricante que está desistindo deste sistema operacional do Windows elaborado para tablets e lançado no ano passado pela Microosoft.

Mesmo que a grande empresa de Bill Gates afirme que está trabalhando para melhorar o RT, fica claro que ela parece estar sozinha nesse barco visto que o sistema não conseguiu chamar a atenção dos consumidores.

Por Melina Menezes.


Conforme informações obtidas pelo site Bloomberg, a HTC deve ser a próxima fabricante, depois da Nokia, a lançar um tablet rodando com o Windows RT, da Microsoft.

As informações do Bloomberg indicam que o projeto de desenvolvimento do tablet já está muito avançado e as primeiras unidades devem chegar às lojas no terceiro trimestre deste ano. Além disso, seriam duas versões do tablet, uma com 12 polegadas de tela e outra com 7 polegadas. Entretanto, parece que os tablets também serão capazes de fazer ligações telefônicas.

Se as informações forem confirmadas, a HTC será a primeira empresa a lançar um tablet com Windows RT que tenha tela tão “pequena”, de 7 polegadas. Isso com certeza será algo bom para a Microsoft, que poderá competir diretamente com alguns dos aparelhos mais conhecidos do mercado: iPad Mini, Nexus 7 e Kindle Fire.

As especificações do tablet da HTC não foram divulgadas ainda, mas tudo indica que será a Qualcomm a responsável por fornecer os processadores dos dispositivos.

Ainda, informações de que um projeto de um tablet com Windows 8 também surgiram, mas este foi abandonado após a empresa chegar à conclusão de que teria que vender o dispositivo por US$ 1.000.

Por Guilherme Marcon


A Microsoft está buscando ganhar um mercado do gigante de buscas Google: o serviço de e-mail.

Isto ocorre porque o Google informou que irá eliminar, de forma gradativa, a sincronização das contas de e-mail de novos clientes por meio do EAS (Microsoft Exchange ActiveSync).

Este serviço é utilizado por meio do licenciamento do EAS da empresa Redmond pelo Google e Apple para oferecer e-mail em smartphones e tablets além de realizar a sincronia entre calendário e contatos em várias situações.

Por isso, o Google Sync ficará restrito à contas grátis que já foram criadas e a clientes do Google Apps que pagam a partir de 30 de janeiro de 2013.

Com essa decisão a única organização que perde é a Microsoft já que o Google informou que não irá criar aplicativos do Gmail, Google Drive e outros voltados para o sistema operacional Windows RT ou Windows 8.

Por isso, a Microsoft está incentivando os usuários não pagantes do Gmail que utilizem o Outlook.com com a manutenção de seus endereços eletrônicos atuais.

Por Ana Camila Neves Morais


Quando a Microsoft apresentou seus novos tablets ela disse que eles tinham uma diferença entre si, o Surface RT contaria com a versão ARM Windows RT do sistema operacional, e o Surface Pro traria o Windows 8, a mesma plataforma usada nos desktops. Para o chefe da divisão de PCs da Dell, Jeffrey Clarke, o nome Windows para a versão RT iria apenas confundir os consumidores. O executivo pediu para que a fabricante mudasse o nome, mas a Microsoft não atendeu seu apelo.

De acordo com o The Australian Financial Review, Clarke havia feito o pedido da mudança de nome do sistema operacional para Steve Ballmer, CEO da Microsoft, alegando que já que o sistema operacional era baseado na arquitetura ARM, ele não iria conseguir rodar os programas antigos do Windows.

Porém, Ballmer decidiu manter o nome, alegando que o nome Windows tem um peso muito forte no mercado e não poderia ser substituído. Para Jeffrey, o nome Windows iria deixar os consumidores confusos, pois eles poderiam comprar um tablet pensando que o aparelho fosse compatível com os aplicativos antigos presentes nas versões anteriores da plataforma.

O que  Ballmer não contava é que o pedido feito pelo executivo da Dell teria sentido, pois a Microsoft tem passado por dificuldade ao tentar demonstrar a diferença entre o Windows 8 e o Windows RT.

Por Felipe Santos Bonfim


Foi lançado oficialmente nesta quinta-feira (dia 25 de outubro) o tão esperado Windows 8. O sistema operacional da Microsoft ainda não começou a ser comercializado, mas já bateu um recorde. De acordo com o presidente do Windows, Steven Sinofskym, o sistema foi testado por 1,24 bilhão de horas, por usuários de 190 países.

O novo sistema virá implantado em mais de mil aparelhos (PC´s, tablets e notebooks).

O sistema obteve boa resposta dos usuários, que juntos somaram mais de 16 milhões de downloads dos três programas protótipos disponibilizados gratuitamente.

Além do lançamento do novo sistema operacional, a Microsoft aproveitou a oportunidade para divulgar os números atuais da empresa, que vendeu 670 milhões de licenças do Windows 7. O SkyDrive, plataforma de hospedagem da companhia, também sofreu um aumento significativo e alcançou a marca de 14 petabytes de dados armazenados.

Duas versões do Windows 8 já estão disponíveis para o consumidor: o Windows 8 e o Windows 8 Pro. O preço do novo sistema operacional é de aproximadamente R$ 270. O Windows RT, edição para tablets, também foi anunciado neste mesmo evento.

Fonte: Techtudo

Por A.V.S


A Microsoft anunciou recentemente que a Lenovo, Samsung e Dell irão lançar tablets com Windows RT, o Windows 8 para processadores com arquitetura ARM. Além delas, a própria Microsoft e a Asus lançarão dispositivos com a nova plataforma.

De acordo com o site The Verge, dentre as principais companhias a única que até então não informou ser irá ou não lançar um tablet com Windows RT foi a HP. No ano passado a fabricante desistiu do lançamento de sua nova linha de tablets com plataforma WebOS e este ano informou que seu foco é desenvolver dispositivos para uso corporativo.

Segundo a Microsoft, as empresas não só lançarão tablets com Windows RT, como também irão lançar notebooks completos. Nenhuma das empresas revelou a data de lançamento dos dispositivos, mas a expectativa é que os aparelhos cheguem ao mercado junto com o lançamento do Windows 8.

Segundo a publicação do site, os testes realizados na bateria dos primeiros aparelhos com Windows RT revelaram resultados bastante favoráveis. O tablet e o notebook possuem autonomia de bateria de 8 a 13 horas, sem que seja necessário efetuar uma nova recarga no aparelho durante este tempo.

Por Felipe Santos Bonfim


A Samsung com certeza conseguiu se consolidar no mercado tecnológico e vem trazendo bastante inovação a cada lançamento. Agora, a fabricante sul-coreana planeja lançar um tablet com sistema operacional Windows RT em outubro deste ano, bem a tempo de acompanhar a estreia da nova plataforma.

Algumas fontes deram entrevista a Bloomberg e, de acordo com elas, a empresa tem planos de utilizar em seu tablet um chip com arquitetura ARM desenvolvida pela Qualcomm.

Até o momento a Samsung não se pronunciou sobre as informações, mas ainda assim vale lembrar que recentemente a empresa anunciou seu apoio ao novo sistema operacional móvel da Microsoft. Desta forma, a fabricante de softwares soma mais um aliado de grande peso na batalha contra o iPad da Apple, que ainda  ocupa o primeiro lugar no ranking deste segmento.

O tablet da Samsung irá competir diretamente com o Surface da Microsoft, mas não deverá bater de frente com os produtos da HTC e da HP, que deram preferência para o Windows 8 em seus novos aparelhos.

O Windows RT traz diversas novidades e dentre as principais características do sistema está o fato de que ele é baseado na mesma arquitetura usada nos smartphones atuais, onde as baterias são totalmente otimizadas para que seja possível trabalhar de maneira mais eficiente.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: