O novo update do Windows 8.1 foi liberado e muitos usuários ainda têm dúvidas de como proceder a atualização. O termo técnico para a nova versão do sistema operacional da Microsoft é KB2919355, ela traz várias novidades de funcionalidades para quem usa o sistema. Abaixo colocamos os procedimentos de como fazer a nova atualização.

A primeira coisa que o usuário precisa verificar é e há conexão à internet e uma fonte de energia estável. O procedimento precisa ser olhado com cuidado antes de iniciar o processo para não acontecer nenhum problema. Caso o Windows Update estiver programado para instalar automaticamente a nova atualização, o usuário só precisa deixar o computador ligado e conectado à internet.

Caso o computador exige que o usuário faça a atualização manualmente, será preciso ir na tela “Iniciar” do Windows 8.1, apontar o mouse no canto superior direito da tela e, quando a barra lateral aparecer, clicar na opção “Configurações”. Logo quando aparecer o quadro de “Configurações”, novamente precisa-se clicar em “Mudar configurações do Computador”. Na mesma barra de configurações, clique em “Atualização e recuperação”. Nesse espaço haverá uma alternativa “Windows Update” e logo depois é preciso clicar em “Verificar agora”.

O computador irá verificar se há atualizações a serem feitas. Se precisar, o computador irá mostrar uma barra escrita “Exibir detalhes”, clique no termo e o computador irá mostrar as atualizações disponíveis. Caso o computador não encontre nenhuma atualização para o Windows 8.1 Update ou "KB2919355", seu sistema pode estar sem atualizações anteriores.

Alguns usuários que ainda possuem o Windows 8 não conseguirão fazer o update. Para conseguir, será preciso fazer todas as atualizações até ter um Windows 8.1 atualizado e pronto para instalar o Windows 8.1 Update. O processo é o mesmo: selecionar as atualizações e depois instalar. Depois de instalar atualizações anteriores, o usuário deve reiniciar o computador e verificar novamente se há atualização para "KB2919355". Caso apareça, clique em cima dele e baixe-o. O Windows 8.1 Update será instalado. Depois disso, reinicie o PC novamente.

Por Carolina Miranda


A Intel apresentou recentemente um novo conceito do Black Brook, um All-in-One que roda o sistema operacional Windows 8.1 e possui uma bateria integrada que visa garantir a mobilidade. A companhia afirma que o futuro dos computadores serão os portáteis e potentes. Isso porque o consumidor necessita de um computador potente para trabalhar, que seja conectado na tomada e utilize o mouse e o teclado. Mas ele deve servir também para os momentos de entretenimento, tornando-se uma plataforma com tela sensível ao toque e sem estar plugado, rodando jogos, vídeos e filmes.

A tela do All-in-One do Black Brook da Intel é touchscreen, com tamanhos de até 27 polegadas. A tela é bastante sensível, podendo ser utilizada por designers para fazerem suas criações. Por meio das câmeras 3D RealSense e um microfone que possui quatro entradas de áudio, o usuário poderá comandar diversas funções por meio de gestos e comando de voz. A bateria, depois de carregada, pode dar ao computador horas de funcionamento constante. Seu sistema operacional já está atualizado, com o Windows 8.1. Com ele, todas as tarefas serão facilitadas. Os processadores adotados serão superiores ao Intel Core i, como placa de vídeo de alta definição NVIDIA. Sua memória interna também irá variar, mas como possibilidade de extensão por meio de cartões de memória ou HDs externos.

A Intel lançou um vídeo no seu site oficial, chamado “What is a Portable All-in-One?”, ou “o que é um portátil All-in-One?”, que mostra ao público como será o funcionamento do novo produto e quais as tecnologias incorporadas. Porém, ele deverá chegar no mercado internacional somente daqui um ano, segundo os executivos da empresa. Seu preço não foi divulgado. É provável que seu custo será proporcional ao tamanho da tela, que pode variar.

A sua chegada aqui no Brasil poderá ser alguns meses após o seu lançamento.

Por Danilo Gonçalves

Intel Black Brook

Foto: Divulgação


A Dell revelou um tablet Windows 8.1 que será executado no novo sistema Trail da Intel Bay em um chip.

Com uma tela de 8 polegadas, o aparelho foi anunciado no Intel Developer Fórum, que foi realizado em San Francisco, em setembro deste ano. Poucos detalhes sobre o próximo dispositivo foram divulgados pela Dell, mas quem viu o protótipo durante o Fórum aproveitou para verificar a potencialidade de atingimento do aparelho no mercado.

"Este é um dispositivo com assinatura Trail Bay muito fina, com preços razoáveis e  muito sexy", disse Rob Enderle, analista do Enderle Group.

Dell Venue

Foto: Divulgação

A Dell tem lutado no mercado de dispositivos móveis dos EUA. A marca local foi inicialmente para smartphones, mas em dezembro, a  Dell saiu do negócio de smartphones completamente.

Quanto aos tablets, a Dell vendeu apenas algumas centenas de milhares de unidades de seu SPX-10 e Latitude 10, conforme o  vice-presidente da empresa de computação pessoal, afirmou em julho.

Embora a Microsoft não tenha feito bem no mercado de tablets, tendo tido para amortizar cerca de USS $ 1 bilhão destes produtos. Com o lançamento do Dell Venue é provável que o impacto aja de forma positiva.

A escassez de apps Windows, no entanto, pode afetar as vendas do Venue. Sem aplicações modernas, a maioria dos usuários estará utilizando a máquina essencialmente em um modo Windows 7. Eles vão ser majoritariamente a execução de aplicativos tradicionais, provavelmente com um mouse e um teclado conectado.

O lançamento do tablet vai ajudar  a Microsoft a chegar a um certo nível de consciência do consumidor. A Microsoft e a Intel trabalharam de perto com o Windows 8.1 para oferecer uma experiência consistente para os usuários.  Na verdade, as relações históricas da Dell com Intel e Microsoft representam um bom exemplo de como as parcerias de tecnologia, tanto de hardware e software, pode afetar um OEM chegando ao mercado. 

Por Jaime Pargan


Todos nós já vimos smartphones rodando o SO Windows Phone 8 e agora, a versão mais recente 8.1 já está saindo do forno. Segundo fontes confiáveis do site especializado WinSuperSite.com, a versão vai além e busca a compatibilidade com uma diversidade ainda maior de aparelhos, incluindo a faixa de 7 a 10 polegadas.

Para a empresa americana, essa seria uma jogada que objetiva ganhar uma parcela do mercado que é dominada pelo Android. Caso as informações venham a se concretizar, isso significa que podem surgir tablets em breve rodando as versões do Windows Phone 8.1.

No entanto, a Microsoft deve enfrentar alguns problemas com isso, já que um sistema para tablets baseado no Windows RT já existe e foi criado para o mesmo propósito. De fato, o sistema padrão para tablets foi abandonado pelos desenvolvedores de conteúdo, que deixaram o Surface 2 e Surface RT carentes de novidades há bastante tempo. Além disso, a App Store disponível atualmente para tablets com Windows 8 também deixa muito a desejar e precisa urgentemente de uma reformulação.

Caso a empresa comece a substituir seu sistema padrão pelas novas versões do Windows Phone 8.1, será necessário todo um investimento em infraestrutura para que ele possa deslanchar e competir de forma mais acirrada com o Android, que é preferência absoluta atualmente.

Por Ebenézer Carvalho


A Microsoft já definiu o preço da versão mais nova do seu sistema operacional. O Windows 8.1 será lançado oficialmente no dia 18 de outubro, contudo a empresa já tem divulgado uma gama de informações sobre o lançamento.

Os interessados poderão comprar a versão de entrada do Windows 8.1 por US$ 119, enquanto a versão Pro será de US$ 199, cerca de R$ 273 e R$ 457, respectivamente, caso não haja cobrança de impostos.

Entre as novidades do sistema operacional está a melhoria da ferramenta de busca e a possibilidade de personalização, além de 21 novas mudanças significativas. A versão de entrada e a versão Pro, apresentam diferenças sensíveis ao usuário.

Não haverá versões mais acessíveis do SO, por essa razão, a Microsoft irá disponibilizar somente a versão completa do sistema. A boa notícia fica por conta do upgrade para quem possui o Windows 7, porém será necessário reinstalar os programas, até mesmo o pacote Office.

Quem já possui o Windows 8 instalado no computador pode realizar o upgrade gratuito para rodar o 8.1. Quem possui o Windows Vista ou XP no PC, pode ter dificuldade para instalar a nova versão. Para esses usuários, a Microsoft irá lançar um DVD oficial explicando como fazer a instalação de maneira adequada.

Por Robson Quirino de Moraes


A Microsoft já havia anunciado a nova versão do Internet Explorer. O novo navegador estará disponível para o novo sistema operacional, o Windows 8.1, que será lançado em outubro e para o Windows 7. Uma novidade, já que parecia não estar nos planos da empresa. A versão nova do Internet Explorer já está disponível para a avaliação de desenvolvedores desde julho.

Duas versões de avaliação foram disponibilizadas para desenvolvedores. Uma em julho e outra em setembro. Segundo a Microsoft, a versão prévia do IE apresenta atualizações para suportar os novos padrões da web, firmados pelo World Wide Web Consortium (W3C), além de uma melhor compatibilidade com os demais recursos já existentes.

Segundo a empresa, a nova versão trará novos controles para o usuário, que poderá compartilhar o browser. O novo Internet Explorer facilitará o uso, permitindo configurar as preferências, que serão automaticamente salvas. Os desenvolvedores também terão mais ferramentas para diagnosticar problemas e otimizar aplicativos com rapidez.

A nova versão será cerca de 9% mais rápida e apresenta uma melhoria de 5% em relação a primeira versão apresentada em julho. Os usuários que usam o IE diminuíram gradativamente, sobretudo pelos surgimentos de navegadores como o Google Chrome e Mozilla Firefox. 

Por Robson Quirino de Moraes


Dell Inspiron 11A Dell, fabricante de PCs e notebooks americana divulgou o lançamento do Inspiron 11. O lançamento tem uma tela de 11.6 polegadas touch e processador AMD e uma versão com processador Intel com tecnologia Haswell. O modelo é uma nova aposta da marca que volta a produzir PCs, após um tempo focada em outros produtos e serviços. 

O sistema operacional será o Windows 8.1, com uma versão gratuita do Microsfot Office pré-instalada. Não haverá modelos com o Windows 7 saindo de fábrica. A bateria do Inspiron possui uma autonomia de até 8 horas com uma única carga.

Para manter o modelo mais seguro, a Dell instalou uma tela com a tecnologia Gorilla Glass, desenvolvida pela Samsung. O modelo ainda apresenta webcam integrada, portas USB 3.0 e saída HDMI.

O Inspiron 11 será vendido nos Estados Unidos pelo preço de US$ 349 com processador AMD e US$ 379 para a versão com processador Intel. Valores baixos para um modelo potente e com ótimo desempenho. É de se esperar que os modelos sejam lançados no dia 18 de outubro, juntamente com o lançamento oficial do Windows 8.1.

Por Robson Quirino de Moraes


Não é de hoje que as empresas do setor de tecnologia têm o hábito de pagar para que usuários – ou não – de seus softwares detectem erros.

A Microsoft recentemente resolveu abrir mais uma oportunidade para os especialistas na área. A companhia do bilionário Bill Gates está pagando mais de US$ 100 mil (aproximadamente R$ 223.400) para quem conseguir encontrar algum erro na Preview do Windows 8.1 que está previsto para ser lançado no fim deste mês. Esse fato nada mais é do que uma precaução da empresa na busca de identificar possíveis falhas que possam ter passado sem que ninguém percebesse durante a atualização do sistema operacional.

Os US$ 100 mil serão pagos para quem identificar e informar as falhas de segurança do sistema. Já quem encontrar soluções para os problemas identificados poderá ganhar até US$ 50 mil. Além desses valores, a Microsoft também informou que pagará certa de  US$ 11 mil para quem conseguir identificar pontos vulneráveis no Internet Explorer 11.

No passado a empresa já havia promovido a realização de um concurso oferecendo prêmios em dinheiro para quem identificasse falhas. Mas esta é a primeira vez que oferece pagamentos para quem encontrar bugs.

Além de melhorar o sistema a Microsoft tem outro objetivo com isso tudo: Impedir ainda no começo de que as falhas encontradas sejam vendidas no mercado negro e que o tempo passe e seja tarde de mais para agir.

Por Denisson Soares





CONTINUE NAVEGANDO: