Informações sobre o novo tablet da Samsung foram reveladas após o aparelho passar pela certificação do TENAA.

A Samsung é uma das poucas empresas do mercado atual que segue investindo fortemente no mercado de tablets, ainda não tendo voltado suas atenções para os cada vez mais comuns dispositivos híbridos. Mostrando mais uma vez a esperança da empresa em fazer sucesso com esse mercado, um novo tablet da empresa passou por uma certificação do TENAA, tratando-se do novíssimo Galaxy Tab S3 8.0, que deve ser anunciado pela sul-coreana nas próximas semanas.

A certificação da TENAA, uma espécie de Anatel da China, ocorreu na última semana, revelando definitivamente todas as características do novo tablet de 8 polegadas da empresa da Coreia do Sul. Além das características de hardware, fotografias que caracterizam design e visual do dispositivo também foram revelados por meio da certificação. A Samsung ainda não se pronunciou a respeito do lançamento do seu novo tablet, porém, a certificação indica que isso possivelmente está bem próximo de acontecer, já que a certificação só ocorre quando o modelo está definitivamente pronto e é enviado pelo órgão fiscalizador para verificar se o dispositivo está de acordo com o que é pedido e exigido em cada país.

O tablet contará com uma tela Super AMOLED de 8 polegadas Quad HD, com 3GB de RAM, 32GB de armazenamento interno (que pode ser expandido por meio dos cartões microSD), processador Snapdragon 652 octa-core com clock máximo em 1,8 GHz, placa gráfica Adreno 510, além de câmera traseira de 8 megapixels e frontal de 2 megapixels. O aparelho ainda conta com 4.000 mAh de bateria e o Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional.

Se comparado com o seu antecessor, o Galaxy Tab S2 8.0, definitivamente é possível encontrar poucas diferenças e evoluções no hardware, o que deverá fazer com que haja uma baixa migração de usuários do antigo tablet para a versão mais recente.

Talvez seja pelo fato de que a Samsung pretende atrair novos consumidores para a empresa, embora, de qualquer maneira, o fato de termos dois dispositivos quase idênticos no mercado e da mesma empresa pode fazer com que muitos usuários, na dúvida sobre qual escolher, acabem optando pelo modelo mais barato, neste caso, o modelo mais antigo, ou seja, o Galaxy Tab S2 8.0.


Nesta semana a Dell lançou a segunda geração do Venue 11 Pro com novos processadores Core M de 5ª geração. Trata-se de um tablet com uma tela de 10,8 polegadas que roda Windows 8.1 e possui um hardware atualizado em relação à versão anterior. Com um teclado portátil como opção, ele pode ser utilizado como um notebook, o que o deixa um concorrente de peso para o Surface Pro, da Microsoft. 

No mercado brasileiro o Venue 11 Pro custa a partir de R$ 3.198. O modelo mais básico tem um processador Core M-5Y10, um chip dual-core de 2 GHz com uma GPU Intel HD Graphics 5300 integrada. Além disso, ele vem com 4 GB de memória RAM, 64 GB de memória flash e uma bateria que promete aguentar bem todas as boas configurações do aparelho. Segundo a fabricante, a bateria tem autonomia de até 10 horas. Já sua tela de 10,8 polegadas é equipada com a tecnologia IPS como resolução de 1920×1080 pixels e suporte até 10 toques simultâneos.

O modelo mais caro é vendido por R$ 4.098 e tem um upgrade considerável com 128 GB de armazenamento e um teclado físico no pacote.

Assim como nas outras versões, há uma câmera traseira de 8 megapixels e uma frontal de 2 megapixels, suficientes para vídeo chamadas. As versões disponibilizadas no Brasil não acompanham 4G, apenas Wi-Fi.

No mercado brasileiro o Venue 11 Pro Série 7000 será vendido como um "tablet corporativo", até por causa de alguns recursos de segurança do Windows 8.1 e do processador, que suporta vPro.

Entre os pontos negativos do aparelho estão sua espessura e peso. Embora a Dell tenha reduzido à espessura em 15%, ele ainda apresenta 11 mm e um peso de 733 gramas, algo não muito convidativo para ser utilizado como tablet. O aparelho já está disponível na loja da Dell.

Por William Nascimento


Na última sexta-feira (7 de março), a HP revelou apenas com uma única imagem o seu novo tablet de baixo custo, o HP 8. A divulgação foi silenciosa, já que não houve textos, apenas uma imagem divulgadora. O aparelho é servido com uma tela de oito polegadas, com um design chamativo, por ser desenhado em cor branca com detalhes prateados. A diferenciação se deu para destacar do preto escolhido pela marca para sua linha Slate. O preço do aparelho é bem razoável para o mundo dos tablets: o gadget tem preço sugerido de US$ 169,99, algo em torno de R$ 400, fazendo a conversão para o dólar atual.

As configurações, no entanto, são modestas, assim como o preço. O HP 8 é barato em comparação com outros tablets, mas é simples para o uso mais complexo e é limitado em possibilidades. O aparelho possui o sistema Android 4.2.2 Jelly Bean e utiliza um processador de quatro núcleos da empresa chinesa Allwinner, que daí se consegue visualizar como a HP possibilitou o barateamento do equipamento, já que a Allwinner oferece preços mais em conta. Entretanto, a escolha não é a mais comum no mercado tecnológico. O tablet tem 1 GB de memória RAM e possui 16 GB de armazenamento interno, com o tradicional slot para cartão SD, que possibilita a extensão para até 32 GB de memória.

A bateria, que é de 3.800 mAh, também é outro fator que deve ser considerado na apresentação do tablet. A configuração da bateria não é suficiente para aguentar a necessidade de energia exigida pela tela LCD de oito polegadas do produto. O destaque do aparelho vai mesmo para a tela, que consegue se diferenciar em comparação aos outros tablets de baixo custo. A resolução do display é de 1024 x 768 pixels e o equipamento só possui o Wi-Fi como método para se conectar a internet.

A HP também possibilita ao consumidor um armazenamento de 25 GB online no Box, serviço na nuvem que permite o compartilhamento de arquivos e a colaboração em tempo real.

Por Carolina Miranda


Não vai levar muito tempo para que os cadernos e as canetas sejam substituídos pelos tablets nas mesas das escolas e universidades. A praticidade e modernidade do aparelho podem auxiliar com muito mais eficiência e rapidez os estudos. É claro que aqui no Brasil ainda é economicamente muito mais viável comprar um caderno e um par de canetas do que investir em um tablet para a volta às aulas, mas essa realidade está mudando aos poucos.

Já existem no mercado opções de tablets de qualidade e com preços mais acessíveis: a partir de R$ 399,00. Um exemplo disso é o Evo 7, da marca Alcatel, o primeiro a ser produzido aqui no Brasil. Com tela de 7 polegadas, resolução de 600×1024 pixels, sistema operacional Android 4.0, processador de 1 GHz, memória de 1GB e capacidade de armazenamento expansível através de cartão microSD, o aparelho é ideal para atender as necessidades de um estudante. Além disso, ele ainda tem acesso wi-fi, bluetooth, MP3 Player, câmera, e-mail e GPS. Bem completinho!

Por possuir a tela um pouco menor que a grande maioria dos tablets disponíveis no mercado, o Evo 7 é mais prático para ser carregado na mochila e também não é muito pesado: tem aproximadamente 400 gramas. Além de utilizá-lo na faculdade, você também pode usá-lo em seus estágios, nos eventos e palestras que você participar e também no ambiente profissional.

Na TIM, operadora que recebeu o modelo com exclusividade, é possível pagar menos de R$ 400,00 por ele, dependendo do plano de internet que você escolher. Atualmente o Alcatel Evo 7 é o tablet 3G mais barato do mercado.

Por Nathália Sartorato


Segundo informações apresentadas pelo The Korean Economic Daily, a Samsung está preparando um grande lançamento que como sempre, promete mexer a estrutura do mercado de tecnologia móvel.

A inovação seria um tablet com uma tela de 12 polegadas, este dispositivo será lançado em outubro, provavelmente. Esta informação é um tanto particular e comprometedora visto a forma que foi encontrada, em documentos da empresa. 

De acordo com a mesma fonte, os lançamentos não ficariam por ai, a empresa estaria elaborando novos modelos de smartphones também. Embora estas informações não sejam de fontes oficiais, há grande probabilidade de que isto esteja realmente acontecendo, principalmente pelo fato da empresa estar conquistando cada vez mais o mercado.

No segundo trimestre deste ano foram registrados 8,1 milhoes de tablets vendidos pela companhia.

Esta nova versão de tablet se for fabricada pela companhia, irá completar a coleção desses dispositivos que tem sido elaborados pela Samsung, de forma a ser o aparelho com maior tela da coleção. O tablet com menor tela da sul- coreana possui 6,3 polegadas no Galaxy Mega, já o atual com mais polegadas é o ATIV Smart PC com 11,6.

Por Melina Menezes.


Parece que a LG está tomando coragem novamente e tentando entrar no mercado de tablets novamente, isto porque há alguns anos ela desistiu de competir nesse segmento e dedicou-se à fabricação de smartphones e novas tecnologias.

Segundo o site TechBlog, a LG está entrando pra valer na concorrência, a marca estaria elaborando um tablet com tela de 8,3 polegadas de 1920 x 120p de resolução. Desta forma, o LG G Pad como é atualmente chamado, viria para o mercado com capacidade de competir com o Nexus 7, nova criação da Google.

Ainda de acordo com informações do TechBlog, o dispositivo móvel possuirá 2 GB de memória RAM, fará chamada de voz, entrada para SI e processador dual- core.

O blog de tecnologia adianta que o tablet será de fácil portabilidade e que ele poderá ser carregado nos bolsos das calças. Essas informações sobre o aspecto físico do modelo acrescentam que ele é bem fino e leve.

Especula-se que este novo aparelho possa ser divulgado no evento IFA 2013, que ocorre em setembro. na Alemanha, mais precisamente em Berlim.  A marca irá apresentar outras surpresas que fazem parte dos novos tempos da companhia.

Por Melina Menezes.


E mais um lançamento da Nokia vem por ai.

Segundo o site Microsoft- News, a marca estaria preparando o lançamento de um tablet que roda o sistema operativo Windows RT.

Lembrando que esse mesmo sistema foi deixado de usar por outras empresas devido à problemas na execução de aplicativos, a versão usada pela Nokia é nova.

De acordo com o anunciado pelo site, o tablet viria equipado com uma tela Full HD de 10,1 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon 800 2,15 GHz, entradas USB 3.0, entrada HMDI e possuiria 32 GB de armazenamento. Aparentemente este futuro lançamento lembra em muito o antigo modelo de tablet da marca, Surface, que foi apresentado ao mercado em 2012.

O novo tablet vem equipado com o teclado destacável e pode ser usado como proteção de tela. Segundo informações, este novo dispositivo móvel da Nokia deverá ser apresentado em setembro, em caráter oficial, juntamente com o phablet e para isso terá o apoio da operadora AT&T.

A relação entre a Nokia e a Microsoft estava um pouco abalada pela declaração do CEO da primeira, Stephen Elop, de que o Windows 8 não estava tendo o desempenho esperado.

Por Melina Menezes.


A empresa Tectoy divulgou nesta semana os mais dois novos integrantes da sua familia de tablets no Brasil: o Acqua TT-1710 e o Octopus TT-2800.

Estes dois dispositivos vem para o mercado brasileiro com a intenção de dar aos consumidores menos favorecidos economicamente, a possibilidade de compra de um tablet. O diferencial que a Tectoy disponibiliza é um bom custo- beneficio devido a que os dois serão produzidos no Brasil.

Avaliado em R$350, o Acqua TT-1710, possui como processador o single-core 1GHz, 4GB de armazenamento, câmera na parte de trás do dispositivo de 2 MP e uma dianteira de O,3 MP. Conta com uma tela de 7 polegadas e resolução 800×480.

O Octopus TT-2800 ainda não chegou ao território brasileiro, porém o preço de venda será R$ 550, aproximadamente.

Ele possuis processador dual-core de 1,5 GHz, 8GB de armazenamento. As câmeras traseiras e dianteiras possuem a mesma resolução que as do Acqua TT-1710. A tela é de 8 polegadas com uma resolução de 1024×768 pixels e proporção de 4:3.

Ambos os dois aparelhos rodam o sistema Android 4.1 Jelly Bean e possuem 1 GB  de memória RAM.

Por Melina Menezes.


Há pouco tempo, o site Windows Phone Central divulgou informações sobre um possível tablet da Nokia que roda Windows RT.

Já havia alguns rumores sobre o possível lançamento de um novo tablet da Nokia, porém, até então falava-se na versão 8.1 do Windows. Já de acordo com as novas informações, que foram obtidas junto de algumas imagens do tablet que vazaram, o novo gadget terá câmera na parte de trás, possuirá 1.3 GHz de processamento com chip no modelo Tegra 3, terá memória RAM de 2 GB, possuirá entrada para SD Card, terá conexão HDMI, contará com entrada USB e terá tela touch que consegue reconhecer 16 toques.

Além disso, novas informações divulgadas afirmam que a Nokia já possuía um projeto de tablet com Windows RT em desenvolvimento, porém, com as quedas das vendas dessa versão do Windows, a Nokia resolveu segurar o produto mais um pouco.

Essas imagens, postadas no site do WP Central por um usuário chamado Rubik_H2CO3, foram disponibilizadas alguns dias antes do evento que aconteceu no dia 11 de julho em Nova Iorque, porém, o gadget não foi apresentado nessa ocasião e a Nokia não comentou nada a respeito.

Por Guilherme Marcon


Buscando sempre inovar no mercado, há pouco tempo a Sharp lançou um novo display chamando-o de tablet gigante. O aparelho chama-se Big Pad e ele conta com uma tela LED de 20 polegadas.

O novo dispositivo possui tecnologia touchscreen, com multitoque de até 10 toques simultâneos. Além disso, o aparelho conta com uma caneta stylus, tem resolução de 1920 x 1080 pixels e só roda com sistema operacional Windows 8.

O Big Pad pode ser usado tanto na vertical como na horizontal, permitindo que ele seja, de fato, um monitor ou então um local para escrever e desenhar com a caneta. Isso indica algumas das possibilidades que o usuário tem ao adquirir o novo equipamento.

Os principais destaques do dispositivo são as conectividades DisplayPort e HDMI, o tempo de resposta de apenas 5 milissegundos e o contraste de 3000:1.

Conforme informações da Sharp, o Big Pad deve ser lançado no Japão no dia 30 de janeiro. Nada foi dito, até então, sobre o lançamento do aparelho em outros países, nem qual será o valor de venda.

Por Guilherme Marcon


Juntamente do Nexus 4, a Google anunciou no final de outubro o seu novo tablet chamado de Nexus 10. O aparelho é fabricado pela sul-coreana Samsung e é o tablet com mais alta resolução do mercado tecnológico.

O novo Nexus 10 possui tela de 10.1 polegadas, resolução de 2560 x 1600 pixels, duração da bateria de até 9 horas vendo vídeos, sistema operacional Android Jelly Bean, capacidade de armazenamento interno de 16 GB ou 32 GB, 2 GB de memória RAM, processador ARM Cortex A15 com dois núcleos, câmera na parte da frente com 1.9 MP e na parte de trás com 5 MP.

Tal qual o Nexus 4, ainda não há previsão de lançamento do novo tablet no mercado brasileiro. Entretanto, o novo gadget já foi lançado nos Estados Unidos, no dia 13 de novembro. O Nexus 10 sai pelo preço inicial de US$ 399 (mais ou menos R$ 800) no modelo de 16 GB e US$ 499 (cerca de R$ 1000) no modelo de 32 GB.

Mesmo com as configurações muito boas, o tablet ainda não conseguiu atingir os benchmarks do iPhone 5 e do iPad 4, conforme o site AnandTech.

Por Guilherme Marcon


A cada dia que passa, mais a Acer vem investindo em diversos tipos de aparelhos, principalmente em tablets. Há pouco tempo, a empresa lançou um novo modelo que veio para entrar no mercado de aparelhos com 7 polegadas, concorrendo com o iPad Mini e com o Google Nexus 7.

O novo aparelho se chama Iconia Tab A110 e conta com display de 7 polegadas, sistema operacional Android Jelly Bean, processador Tegra 3 da Nvidia com quatro núcleos e 1.2 GHz, resolução de 1024 x 600 pixels, memória RAM de 1 GB, capacidade de armazenamento interno de 8 GB (que permite a adição de 32 GB via cartão micro SD) e entradas micro USB, micro HDMI, além de câmera na parte da frente com 2 MP e compatibilidade com Wi-Fi e Bluetooth.

O novo tablet já começou a ser vendido tanto nos Estados Unidos como no Canadá, porém, não há previsão de lançamento no mercado brasileiro.

O valor do Iconia Tab A110 é de aproximadamente US$ 230, o que equivale a R$ 460 sem impostos. Isso comprova que de fato o dispositivo da Acer veio para competir com o Nexus 7 e com o iPad Mini, pois até no preço ele foi inserido de forma competitiva.

Por Guilherme Marcon


Finalmente a Arnova anunciou oficialmente as características e especificações do novo aparelho da série Archos, chamado de GBook. O aparelho é um híbrido de e-reader com tablet, mas ainda possui foco na leitura de livros digitais.

O gadget roda com sistema operacional Android 4.0 Ice Cream Sandwich (sem previsão de atualização para o Jelly Bean) e possui display com 7 polegadas e resolução de 800 x 480 pixels. Além disso, o aparelho possui processador Cortex A8 com 1 GHz, memória RAM de 1 GB e capacidade de armazenamento interno de 4 GB, mas que pode ser expandida para até 32 GB via cartão de memória. Para completar, há uma entrada USB 2.0 e conectividade com Wi-Fi.

Tendo em vista o foco do produto na leitura de livros digitais, o Archos GBook possui pré-instalado uma versão Premium do Aildiko, para que o leitor consiga abrir arquivos em PDF e ePub, mesmo que estejam protegidos pelo Adobe DRM. Em questão de vídeos, o novo GBook consegue rodar vídeos em Full HD com resolução de 1080p, suportando o codec H264, que muitos aparelhos do mercado não têm compatibilidade.

O problema é que mesmo rodando com sistema operacional Android, o Archos GBook não é credenciado para ter acesso ao Google Play, o que de certa forma obriga o usuário a comprar diretamente na loja de apps da Arnova ou então de outras empresas.

Não há informações sobre preços e data de lançamento.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: