Empresa deve descontinuar o modelo Air para focar na versão Pro e nas versões com Retina.

O mercado de ultrabooks não emplacou como o esperado há alguns anos atrás, quando esse novo modelo de laptop foi lançado no mercado, entretanto, antes mesmo dos ultrabooks, já tínhamos o "MacBook Air", da maçã Apple, precursor desses dispositivos. Agora, infelizmente, o modelo Air do MacBook pode estar chegando bem perto do seu fim.

Informações divulgadas recentemente na rede constataram que a Apple pode descontinuar o MacBook Air muito em breve, indo contra a perspectiva que alguns sites da mídia tinham de que a empresa da maçã poderia lançar uma versão com 13 polegadas e outra com 15 polegadas para o Air também em breve.

Ao que parece, a Apple está focada no MacBook de 12" e também no MacBook Pro e suas versões Retina, o que acabou fazendo com que o modelo Air ficasse completamente de lado na empresa, ainda mais se considerarmos que esses novos modelos terão um novo design, bem como devem ser ainda mais finos, o que era a grande ''propaganda'' da versão Air, como mencionado, precursora dos atuais Ultrabooks. Os novos modelos podem ser até mesmo mais leves que as versões lançadas até então do Air, fazendo cair por terra qualquer atrativo que o já quase saudoso modelo da Apple oferecia aos seus usuários até então.

Ainda se acredita que o fato de até mesmo a versão Air do iPad ter ficado de lado com os novos lançamentos da família iPad, como a versão com tela de 9.7" e o de 12", é um novo indício de que a empresa está deixando a versão Air de lado aos poucos.

Um dos motivos mais apontados para o fim do MacBook Air, porém, é uma mudança de concepção no mercado atual, visto que atualmente os usuários buscam ou modelos que contam com alto desempenho para jogos e programas que exigem do hardware da máquina ou versões mais simples que cumpram com o que o usuário necessita no seu cotidiano, como acessar a Internet e realizar tarefas simples, ao invés de buscarem por modelos mais finos e leves, como no passado.

Se já não bastasse isso, atualmente existem versões com mais recursos do MacBook como o Pro.

Por aqui, tanto a versão Air como outras possuem preço elevadíssimo, podendo beirar os R$ 20.000, o que deve fazer com que os usuários, ao menos em teoria, não sintam tanta falta de uma versão antiga do MacBook.

Laisa Silva


Quando pensamos em um notebook que apresenta um desempenho de ponta não podemos esquecer-nos do MacBook Air da Apple.

Um notebook que para aqueles acostumados em ficar horas e horas trabalhando, estudando ou senão curtindo os mais diversos tipos de sites chega a ser indispensável, pois consegue manter uma capacidade de bateria superior aos modelos convencionais apresentados no mercado.

O MacBook Air apresenta dois tipos diferentes de modelos nos quais um possui 11 polegadas e outro tem 13 polegadas, mas que tem uma bateria com duração de até 9 horas e também de 12 horas respectivamente. Outro ponto interessante é que esses dois modelos conseguem reproduzir de filmes através do já conhecido iTunes em um período que vai de 8 horas para o primeiro modelo, enquanto que o outro faz o mesmo processo por 10 horas.

Notebooks.

Outro item que não deve ser deixado de lado é o processador que fica por conta do Intel Core i5 e também do i7 de quarta geração que faz com que a parte gráfica fique com uma performance 40% mais rápida dos padrões normais.

Quando reunimos bateria com maior durabilidade, um processador de alto desempenho não podemos esquecer o Wi-fi e no caso do notebook ele acaba operando com a tecnologia Wi-fi 802.11 ac que produz um desempenho do wireless três vezes superior ao que foi utilizado pelo modelos anteriores e que também consegue ser eficiente também quando comparamos o acesso ao Bluetooth.

Podemos verificar que outro ponto interessante é referente ao tipo de armazenamento que agora é em flash, no qual consegue ser 9 vezes mais rápido que um simples disco rígido de  5400 rpm e que podemos encontrar disponível com uma capacidade que dependendo do modelo pode chegar até 512GB, além de também apresentar nesse mesmo tipo de armazenamento uma rapidez 45% superior aos modelos anteriores de MacBooks.

Thunderbolt, USB 3, monitor, câmera, microfones e outros itens tornam esse um dos melhores notebooks do mercado e para obter maiores informações a respeito acesse o site http://www.apple.com/


Qualquer pessoa que tem acompanhado a evolução do OS X e iOS em algum momento percebeu que os dois sistemas operacionais  estão lentamente interagindo um com o outro. Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, que recentemente tentou fundir o telefone Borda Ubuntu que iria funcionar como um desktop, certamente notou o processo de fusão aparentemente lento da Apple e seu desktop. Ele prevê agora que a Apple vai mesclar hardware Mac e iPhone muito em breve, gerando a criação de um dispositivo similar ao Edge Ubuntu.

Quando se fala de PC Pro, Shuttleworth disse que, apesar de sua empresa Ubuntu Borda não ter alcaçado seu objetivo com a fusão entre o telefone e PC, ele mantinha bastante interesse em um telefone que funcionasse como um PC desktop, assim como outras empresas que adotam o conceito similar à sua . 

Se a Apple converger o iPhone e o MacBook Air, como prevê Shuttleworth, o que lhe parece? A resposta imediata é que seria semelhante ao Ubuntu – um dispositivo com um fator na forma de um smartphone, mas com potencialidades suficiente para remeter a um desktop completo quando conectado a um monitor. No entanto, o MacBook Air é um notebook muito leve, fino, o que o torna portátil e diferente de colocá-lo em uma tela de área de trabalho estática. 

Mesmo assim, a tela do iPhone seria muito pequena. Quem sabe se Shuttleworth está certo em prever que a Apple iria convergir os dois dispositivos, especialmente porque isso seria certamente anunciar uma queda no lucro.

Shuttleworth não é a única pessoa que acredita que este é o lugar onde para onde a indústria está indo. Outros especialistas já postulou inclusive que, no futuro, o PC e o smartphone srao uma única caoisa. A questão, no entanto, não é se a Apple ou qualquer outra empresa irá convergir smartphone e PC, na intenção de um único objeto de uso. mas quando isso poderá ocorrer.

Por Jaime Pargan


Apple pode anunciar uma atualização em sua linha de MacBook Air no mês de junho, durante o evento WWDC 2013, que traz as principais novidades da empresa voltadas para desenvolvedores.

Entre as grandes novidades que a empresa pode lançar a que mais chama atenção para o mercado de notebooks é a inclusão da nova linha Haswell de processadores da empresa Intel.

De acordo com o SlashGear, o indício de uma nova linha de produtos deve ser uma realidade devido a muitas lojas serem informadas que não receberam novos estoques dos atuais modelos da empresa.

Além do grande upgrade nos processadores dos MacBooks Air, alguns sites ainda dizem que é possível que a linha de produto ainda ganhe uma versão com a aclamada tela Retina Display. Porém, esse boato ainda não é uma realidade, principalmente pelo fato de que acoplar a nova tecnologia ao Air iria encarecer extremamente o produto, podendo prejudicar bastante as vendas.

Informações oficiais ainda não foram divulgadas, mas podemos esperar muitas novidades da Apple, principalmente na linha de software com o novo iOS e várias atualizações na sua linha de notebooks.

Por Henrique Nicolau


Para quem não abre mão de versatilidade e capacidade de armazenamento, a pedida é o MacBook Air, o notebook da Apple que apresenta a melhor relação custo benefício do mercado.

Ele não está na lista dos mais baratos, mas possui qualidades que justificam o preço. Ele pesa apenas 1,36 kg e apresenta um disco rígido de memória sólida, ou seja, soldada na placa mãe, o que evita seu desgaste rápido. O design é super moderno e promete agradar todos os tipos de público.

O MacBook possui armazenamento em flash, que garante que seu uso fique bem mais ágil e com maior desempenho que os notebooks tradicionais. A tela de alta resolução, com milhões de pixels, possui iluminação de LED em 13.3 polegadas.

Para trabalhar, o MacBook é a escolha certa. Ele é compacto e possui as versões mais recentes do processador IntelCore, i5 e i7, com velocidade de até 1,8 GHz, além de vir com um processador gráfico, o que facilita as videoconferências e transferência de arquivos.

Um dos pontos fracos do Air é a falta de retroiluminação das teclas, o que dificulta o manuseio em ambientes com pouca luminosidade. A porta de infravermelho para apresentações também não está mais disponível, o que acaba sendo uma grande desvantagem para quem trabalha com palestras e workshops, para compensar, a bateria tem ótima durabilidade.

Por Bruna Fernandes

O MacBook Air foi considerado ‘mais verde’ pelo Greenpeace, organização que vinha criticando a Apple por causar muito impacto ambiental. 


Durante o evento Worldwide Developers Conference (WWDC) 2012, desenvolvido pela Apple para apresentar seus novos serviços e alguns aparelhos, a fabricante resolveu revelar a série de atualizações que será feita na sua famosa linha de notebooks ultraleves, os Macbooks Air.

Na apresentação dos novos aparelhos, a Apple mostrou que o seu novo Macbook Air está pronto para concorrer com os ultrabooks que virão com o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 8. Para isso, os novos Macbooks Air virão equipados com processador Ivy Bridge Core i5 de até 1.8 GHz. Além disso, os notebooks terão até 256 GB de memória de armazenamento em Flash, bateria que dura até sete horas consecutivas, Intel HD Graphics 4000 como processador gráfico, entradas USB 3.0, Câmera FaceTime para vídeos de até 720p e memória RAM de 4 GB.

Os novos Macbooks Air começaram a serem vendidos já na última segunda-feira nas lojas dos Estados Unidos, pelo mesmo preço dos modelos antigos.

Não há informações sobre o lançamento da nova linha de notebooks ultraleves da Apple em outros países, como o Brasil.

Por Guilherme Marcon


O sonho de consumo do momento é o novo MacBook Air. Quem diz que não quer é por que não conhece. Quem já adquiriu um está por aí desperdiçando felicidade pelos poros. E sabe por que?

O novo computador lindíssimo da Apple tem 1,7 centímetro de espessura, possui memória flash e com isso inicia em longos (sarcasmo) quinze segundos, para desligar apenas três segundos. É quase como que instantâneo.

O modelo ainda possui treze polegadas, bateria de sete horas além de funcionar com 80% da capacidade do Pro. "Meio" que achamos que Steve Jobs deu "aquela" viajada legal e exagerou horrores, mas palavras do gênio Jobs que estas sete horas de bateria duram mesmo com o Wi-fi ligado e o computador em stand-by. Pode? Por essas e por outras que o Mac Book Air é o sonho de consumo de dez entre dez pessoas que sabem o que é um lap top!

Por Teresa Almeida


A linha de notebooks mais finos e leves do momento pode crescer, de acordo com um boato publicado pelo blog Circuit Breaker, da CNET. O modelo atual já é considerado um bom exemplo de portabilidade e praticidade. Entretanto, a Apple quer revolucionar ainda mais este mercado.

Entretanto, o rumor de uma nova versão menor e mais leve do MacBook Air pode entrar em conflito com a atual menina dos olhos da empresa de Steve Jobs, o iPad. O novo Air deve ter sua tela reduzida abaixo das 13.3 polegadas atuais e ficar um pouco acima das 9.7 polegadas da tela do iPad. O tamanho estimado para o tamanho da tela deste novo notebook é de aproximadas 11.6 polegadas.

Outra notícia que pode animar os fãs do MacBook Air é o tempo de bateria que deve aumentar nesta nova versão. Ainda assim, existem muitas controvérsias sobre as especificações técnicas e os componentes a serem utilizados neste novo notebook.

Por Luísa Barwinski


Um dos notebooks mais cobiçados pelos amantes da tecnologia, o MacBook Air é leve e fino. Ideal para ser usado durante viagens de negócios ou de lazer. No entanto, muito consideram o portátil um produto ultrapassado, que enfrente até mesmo a concorrência de outras linhas de MacBook da Apple.

Há cerca de dois anos no mercado, e praticamente sem qualquer alteração, o MacBook Air precisa de renovação urgente para não perder seu lugar no mercado. E a Apple certamente sabe disso. Rumores dão conta, enfim, de que o Macbook Air ganhará uma repaginada em seu visual do mesmo modo que os MacBook Pro.

Os novos Macbook Air poderão ter tela de 11,6 polegadas e corpo de alumínio. Também passarão a usar os novos processadores da Intel Core i3 e i5. O lançamento poderá ocorrer nos próximos meses, e a meta da Apple é vender cerca de 400 mil unidades do laptop.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: