Os investimentos da Microsoft estão cada vez mais diversificados e o próximo empreendimento da empresa de Bill Gates será a atuação em streaming de programas de televisão que será feito por nuvem.

Esta inovação possui o nome de Microsoft Interactive Entertainment Business que tem como função administrar toda a área de lazer da empresa e que já está à procura de funcionários para o desenvolvimento do programa chamado “Cloud TV”.

Nesta nova idéia, a Microsoft irá buscar estratégias para a criação de servidores destinados a uma nova plataforma de televisão com base na nuvem já que este é um ramo com um bom crescimento na atualidade.

Além da Cloud TV, a Microsoft possui ainda aparelhos interessantes para o entretenimento como o Kinect, Zune, Xbox Live, Mediaroom e Xbox 360.

Por Ana Camila Neves Morais


A empresa Cbeyond divulgou nesta semana resultado de uma pesquisa sobre o uso de computação em nuvem.

Segundo o estudo, as pequenas e médias empresas dos Estados Unidos já usam o armazenamento de dados em nuvem para 64% de seus negócios e possuem expectativas de aumentar este tipo de serviço.

Com relação a seus benefícios, a maioria dos entrevistados considera que a computação em nuvem tem uma maior flexibilidade além de permitir economia de dinheiro e aumentar a produtividade nos negócios realizados.

Por Ana Camila Neves Morais


No mundo dos smartphones e tablets há uma verdadeira batalha de sistemas operacionais. E, por enquanto, a Microsoft está em desvantagem com o seu Windows Phone 7. Porém, no mundo dos desktops, servidores e notebooks, a empresa outrora comandada por Bill Gates reina absoluta. Mesmo depois do fracasso do Vista, o Windows 7 segue ganhando cada vez mais terreno.

E os rumores em torno do seu sucessor começam a surgir com mais frequência. Agora o sistema já conta até com um apelido: Windows Next. Previsto para ser lançado apenas em 2012, a nova versão do sistema operacional poderá ser baseado na nuvem. Em outras palavras, a Microsoft poderá focar o na Cloud Computing. Isso significa que os aplicativos rodariam num servidor e não mais localmente.

Se isso for verdade, o Windows 8 poderia ter sua própria App Store, com aplicativos especialmente feitos para ele. Verdade ou mentira, talvez ainda seja muito cedo para afirmar algo com certeza.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra





CONTINUE NAVEGANDO: