O Windows 10 Fall Creators Update já está disponível para o update gratuito.

Foi liberada pela Microsoft na última terça-feira, dia 17 de outubro, uma nova atualização para o seu sistema operacional mais recente. Trata-se do “Windows 10 Fall Creators Update”, que já está disponível para o update gratuito.

Porém, para quem não ouviu falar sobre essa inovação, precisa saber que a novidade traz diversas novas funcionalidades que buscam dar maior poder à imaginação de seus usuários, facilitando, por exemplo, a comunicação com os amigos, uma rica experiência em jogos e, obviamente, ajudar na organização do trabalho. Não bastasse isso, o sistema ainda ganha uma nova identidade visual, chamada essa de “Fluent Design”.

Para que você não perca nenhum lance de tudo que está vindo por aí, nós te explicamos tudo que mudou e quais as novidades do Windows 10. Vamos a elas.

Visual renovado

Logo que o usuário realizar a atualização do seu computador, já poderá perceber os primeiros toques no design do Windows 10. Com efeitos de maior transparência e com aspecto de acrílico, o sistema terá botões que se iluminam somente com o simples passar de um mouse, bem como terá efeitos de movimentos em alguns aplicativos, como é o caso da renomeada “Microsoft Store”.

A outra grande novidade é a barra intitulada “Suas Pessoas”, que objetiva mostrar todos os contatos daquelas pessoas com as quais você mais conversa em alguns apps, como o Skype e o próprio e-mail. Com a possibilidade de fixar atalhos rápidos para o bate-papo com os seus amigos, falando com eles diretamente e por meio da barra de tarefas, a Microsoft adicionou também um atalho para os famosos “emojis” do sistema.

Para acessá-lo, é muito simples. Basta pressionar a tecla com o símbolo do Windows e, após, o botão de ponto-e-vírgula (;) ou o próprio ponto (.).

Aplicativo de Fotos e Microsoft Edge

O app de fotos do Windows 10 recebeu também um novo recurso, chamado esse de “Story Remix”. Com a sua utilização, é possível a criação de montagens automáticas com todos os seus vídeos e fotos, adicionando legendas, efeitos em 3D e trilhas sonoras. Esses trabalhos podem ser salvos no seu computador ou, inclusive, serem compartilhados nas suas redes sociais.

Já no navegador Microsoft Edge, há a permissão de que o usuário consiga adicionar um site à sua barra de tarefas no próprio sistema, salvando os favoritos em pastas. Completando isso, ainda é possível fazer as anotações nos arquivos em formato PDF, utilizando também um narrador para que faça a leitura das páginas em voz alta.

Realidade Mista

A atualização chegou com muitas funções que são focadas na realidade mista, ou seja, uma união entre aquilo que é concreto e do mudo real com o virtual. Sendo assim, o sistema ganhou um visualizador que possibilita adicionar e tirar fotos dos elementos virtuais em um mundo real, utilizando somente a câmera do notebook ou do tablet. Ainda, há a possibilidade, também, de importar os modelos do novo Paint 3D e do portal Remix 3D.

E quem for fã de jogos pode agora, ainda, acompanhar o desempenho gráfico de seu computador muito mais facilmente. Para isso, basta acessar o gerenciador de tarefas e buscar pelo monitoramento de GPU (Unidade de Processamento Gráfico).

Mais produtividade e outras mudanças

Em termos de produtividade, a atualização do Windows 10 garante ao OneDrive um novo recurso, o Arquivos sob Demanda. Com a sua utilização, fica ainda mais fácil gerenciar e decidir quais são os documentos e as imagens que ficarão no seu computador e quais são aqueles que serão mandados para a nuvem, economizando assim espaço em disco.

Se conectando agora facilmente a smartphones com os sistemas iOS e Android, bastando o acesso na opção “Telefone” do app de configurações e, após, digitando o número do seu telefone, o novo Windows possui ainda algumas outras mudanças muito importantes. Alguns exemplos são: a nova central de configuração da assistente pessoal, a Cortana; teclado virtual com o suporte a gestos em telas que são sensíveis ao toque; e funções avançadas na limpeza de discos.

Como faço para atualizar o meu Windows 10?

Depois de tudo que foi falado, está interessado em atualizar o seu Windows 10? Pois, para isso, basta abrir o seu aplicativo de configurações, clicando em atualização e segurança e, após, buscar o update.

Para alguns, é possível que a versão demore alguns dias para chegar, uma vez que a Microsoft somente libera as atualizações de forma gradual. Portanto, fique ligado que, em breve, a novidade chega até você, já que o “Fall Creators Update” também será baixado automaticamente e em segundo plano nos PCs com a opção habilitada de atualizações automáticas.

Por Kellen Kunz

Windows 10


Saiba aqui o que fazer para atualizar gratuitamente o seu Windows para a versão 10.

A Microsoft anunciou que o update gratuito do Windows 10 seria encerrado no dia 29 de julho de 2016. Dessa forma, muitas pessoas perderam essa atualização e, provavelmente, tiveram que pagar por isso ou recorrer a ativadores piratas. Mas ainda existe uma maneira de obtê-la de graça.

Isso é possível através de um simples truque. Ele está no fato de que a companhia permite a atualização, em qualquer momento, por portadores de deficiência auditiva ou visual, que necessitam de alguns recursos específicos para acessar um dispositivo de forma independente. Estes fazem parte das tecnologias adaptativas da Microsoft, as quais facilitam esse acesso.

Como fazer a atualização gratuita do Windows 10

É importante informar que esse procedimento poderá levar o tempo de aproximadamente 60 minutos. Assim, seu computador ou notebook deverá estar ligado durante esse período.

1° passo – Acesse este link. Clique no botão “Atualizar agora”. O arquivo para instalação aparecerá.

2° passo – Clique no arquivo e aceite o termo de licença.

3° passo – Siga os passos indicados pelo sistema.

O Windows 10 pode ser atualizado em dispositivos com Windows 7 ou 8. Porém, é muito importante que eles atendam a outros requisitos. Do contrário, uma série de problemas poderá surgir. Entre eles, está a impossibilidade de instalar e utilizar vários softwares.

Essa última versão do sistema traz várias mudanças e recursos mais avançados. Por esse motivo, ela necessita de algumas configurações específicas para operar normalmente.

Veja quais os principais requisitos para realização eficaz do update:

· Placa gráfica que tenha suporte para Directx 9 ou superior, com driver WDDM 1.0.

· Memória RAM de 2GB para 32 bits ou para 64 bits.

· O HD deverá ter um espaço livre de 16 GB (32 bits) ou 20 GB (64 bits).

· Tela de 800×600.

Portanto, se o seu computador ou notebook for um pouco mais antigo, é melhor continuar com as outras versões do sistema. Dessa maneira, seu funcionamento não ficará comprometido.

Não demore muito para fazer a atualização. Apesar de ela estar sem data para encerramento, é interessante que seja feita o quanto antes, pois isso pode mudar a qualquer momento.

Você já fez a atualização? Pretende fazê-la? Conte para a gente nos comentários!

Camilla Silva


Atualização será disponibilizada gratuitamente aos usuários

A Microsoft informou que vai oferecer uma versão gratuita do seu novo sistema operacional, o Windows 10, porém, será para os usuários do Windows 7 e 8. Estes usuários poderão obter o novo sistema operacional da empresa através de atualização. A Microsoft já vem trabalhando há algum tempo para que os computadores possam receber este novo sistema.

A atualização para o Windows 10 recebeu o nome de KB3035583 e através dela será permitido obter vários recursos para as notificações do Windows Update e assim, a atualização é que irá comunicar ao usuário quando o Windows 10 estiver pronto para ser baixado e instalado no computador. Desde o dia 28 de março que o Windows 10 já vem sendo distribuído para usuários do Windows 8.1 e Windows 7 com Service Pack 1. E agora, há uma previsão de que a versão final do Windows 10 seja lançada entre os meses de julho e setembro deste ano.

Esta atualização para o sistema Windows 10 é gratuita e os usuários poderão conhecer um pouco do novo sistema operacional da Microsoft, que espera, com esta atitude, fazer testes e ter um retorno do que ainda falta ser corrigido no Windows 10, as incompatibilidades, entre outros problemas e assim possa corrigir tudo para que no lançamento da versão final do novo sistema, haja o mínimo de falhas possíveis.

Pode até parecer cedo para se falar no novo Windows 10, mas na verdade a Microsoft já está atrasada, pois há muito ainda o que melhorar, que corrigir e que se concluir no novo sistema.

A maior dificuldade da Microsoft era convencer os usuários a usarem esta versão de teste do Windows 10, afinal, quem vai querer ter em seu computador um sistema operacional com falhas e brechas? Mas disponibilizando esta atualização de forma gratuita e, principalmente, de forma fácil, a Microsoft contará com muitos candidatos que querem testar o novo sistema operacional.

O usuário poderá recusar a atualização para o Windows 10, mas a Microsoft acredita que através de banners e anúncios, conseguirá fazer com que o usuário experimente o novo Windows 10.

Por Russel

Windows 10

Foto: Divulgação


Para não ficar muito para trás, a Mozilla resolveu na terça-feira, dia 24, anunciar a próxima versão de seu navegador, o Firefox – versão 36, para Linux, Android e Windows. Até aí tudo normal. As alterações que seriam feitas não eram tão grandes. Já o que tem chamado mesmo a atenção nem é o anúncio da versão em si e sim o HTTP/2. Isso mesmo, o suporte para um dos protocolos mais usados e importantes da web estará presente em sua nova "opção".

A Mozilla informou também que irá contar com uma série de rascunhos do HTTP/2 em seu navegador por algum tempo. Mas futuramente o novo protocolo estará presente em definitivo e sem nenhum tipo de problema para o usuário. Aliás, a mudança vem mesmo com outro objetivo: o de melhorar a experiência daqueles que usam o Firefox.

Com a estreia do HTTP/2 também teremos uma série de benefícios que serão implantados. Dentre eles os mais esperados como um carregamento mais rápido, itens que chegam mais rápido até o usuário e conexões mais longas.

A informação inicial é de que o protocolo fará uso das mesmas APIs presentes no HTTP atual. Entretanto, haverá diversas novas ferramentas.

Esse novo padrão tem um gigante bem conhecido por trás. Melhor dizendo, ele é fundamentado no protocolo SPDY do Google. A título de curiosidade ele é atualmente usado  em diversas tecnologias que tem como finalidade a manipulação de dados, a redução de latência e, claro, o aumento de segurança.

O que importa mesmo é que todos os trabalhos resultaram em páginas sendo carregadas mais rapidamente e uma maior segurança.

Fique sabendo:

Não faz muito tempo o Google também havia anunciado a mudança no seu navegador, o Chrome.

O protocolo HTTP recebe a modificação após uma longa jornada. São dezesseis anos sem nenhuma atualização.

A versão do HTTP – sigla para Protocolo de Transferência de Hipertexto, atual é a 1.1. Ela foi lançada nos idos anos de 1999. De lá para cá nada de novo.

Apesar das principais empresas do setor estarem adotando o protocolo rapidamente ainda não é possível dizer em quanto tempo todos estarão usando o HTTP/2.

Por Denisson Soares

Firefox


A web vai passar por uma mudança como nunca se viu igual! É que o HTTP passará a ser chamado HTTP/2 e a mudança não é apenas no nome, em breve, o protocolo de transferência de hipertexto vai receber uma atualização como nunca se viu igual e já está tudo oficialmente aprovado e pronto para entrar em funcionamento!

O HTTP/2 começou a ser desenvolvido ainda no ano de 2012 quando foi selecionado um outro protocolo para a internet, o SPDY da empresa Google. Este foi o ponto de partida para chegar ao resultado que hoje foi obtido. O processo passou por 17 etapas, sendo que a cada nova etapa ele era melhor elaborado, falhas eram eliminadas e assim, conseguiu-se um resultado realmente surpreendente.

O presidente do Grupo responsável pelo HTTP, Mark Nottingham, divulgou através de seu blog a confirmação de que o HTTP/2 está pronto, já tendo sido aprovado pela Internet Engineering Steering Group – IESG.

A próxima etapa para que o HTTP/2 seja admitido como o novo padrão para a internet é ser publicado como um Request for Comments, uma espécie de pedido de comentários.

Entre as novidades que o HTTP/2 traz estão as novas funcionalidades: maior velocidade e requer menor banda, além de garantir vantagens para as conexões que exigem segurança.

Uma das novidades é a possibilidade de muitos "HTTP Requests", que antes eram evitados para não deixar a página mais pesada, mas agora já é possível, sem problemas, garantindo assim que em uma mesma conexão, muitas mensagens possam ser intercaladas, sem que uma mensagem bloqueie a outra.
E o melhor de tudo é que o HTTP/2 não trará nenhum problema durante sua transição, pois não prejudicará em nada o HTTP/1, com isso, o usuário nem perceberá as modificações que estão sendo realizadas, contando somente com os benefícios deste novo protocolo da web.

E o Google já está preparando uma atualização para o seu navegador Chrome que dará suporte ao novo HTTP/2, substituindo assim o seu antigo protocolo SPDY.

Quem desejar consultar as perguntas mais frequentes sobre o HTTP/2 e as respostas, basta acessar: http2.github.io/faq.

Por Russel

HTTP/2


O Firefox, navegador que se tornou alternativa durante muitos anos ao Internet Explorer sendo o terceiro navegador mais usado do mundo, chegou a mais uma versão. Depois de disponibilizar o novo visual na versão 29 após muito tempo, lançou a versão 29.0.1, que vem para a correção de diversos bugs e erros no aplicativo.

A Mozilla informou que corrigiu em um componente PDF. O erro fazia que páginas impressas pelos usuários saíssem em branco e não com o conteúdo solicitado. Outra correção importante e que merece o update dos usuários é no que tange as abas em branco (erro exclusivo no Windows 8.1 ou posterior). Além disso, correção de erros após a restauração da sessão do navegador depois de algum erro ou fechamento inesperado e correções de segurança se fazem presentes. A Mozilla ainda notificou que alguns erros ainda estão em correção como renderização de texto no Windows 7 e encerramentos lentos estão em investigação e virão em versões posteriores do navegador.

O Firefox, como é conhecido, leva a filosofia de software livre aos seus usuários. Está disponível tanto em dispositivos Android como Tablets e Smartphones. Além disso, está disponível em versões de 32 bits para computadores e notebooks com Windows, Linux ou MAC OSX. A versão 64 bits da raposa existe apenas para Linux. O programa também é conhecido pela grande personalização, principalmente na parte de temas. Como é em Software Livre, quem entende de programação pode fazer alterações no código fonte e disponibilizar a todos.

Hoje, o Firefox concorre contra Chrome, Internet Explorer, Opera e Safari. Seus anos dourados foram lá em 2004. Desde então, o seu maior vilão é o travamento constante, erros de Script e principalmente a concorrência forte com o ecossistema Chrome, do Google que vem integrando cada vez mais os dispositivos.

A versão já está disponível nos sites do navegador e também por atualização.

Por Leandro de Souza

Firefox

Foto: Divulgação


O iMac daApple iMac 27 polegadas, conhecido por sua tela grande recebe algumas melhorias  que serão bem-vindas

A atualização em 2013 chega menos de um ano depois de mudança radical de design feita em 2012. Mas enquanto o iMacs do ano passado nos trouxe um formato novo, ultra-slim, as atualizações deste ano são todas internas. Os processadores Ivy Bridge são atualizados para novos chips da Intel Haswell, os chips gráficos foram atualizados para Nvidia GPUs e conectividade sem fio series 7 foram impulsionados a partir de WiFi.

Mas do lado de fora, eles permanecem exatamente como iMacs do ano passado. Não que isso seja uma coisa ruim. O redesign em 2012 nos trouxe uma segunda porta Thunderbolt e uma tela redesenhada que é totalmente laminada, perdendo a e uma sua cobertura e um revestimento anti-reflexivo adicionais, usando um novo processo de deposição de plasma, permitindo que ele seja aplicado de forma muito fina, muito reduzida sem afetar a reprodução de cores.

O áudio também foi melhorado, com alto-falantes e dois microfones direcionais. A atualização de 2013 mais uma vez nos traz quatro modelos: os dois iMacs de 27 polegadas aqui analisados, e duas versões de 21,5 polegadas. Todos são atualizáveis ​​usando as opções personalizadas na loja online da Apple, mas as opções de atualização pós-venda são extremamente limitadas.

Foto: Divulgação

Naturalmente, o iMac não é o único computador slimline tudo-em-um. Outros exemplos podemos citar o Lenovo IdeaCentre B540p que tem um painel touchscreen de 23 polegadas e capacidades 3D,  o Acer Aspire 5600U que é um grande centro de mídia, e o Asus Transformer AiO P1801 , um tablet híbrido e desktop com dois processadores separados, um com Windows 8 e um rodando o Android 4.1

O primeiro no ranking; o Mac Pro não se encontra à venda na Europa e está prestes a ser reformulado com um novo lançamento, então agora não é o melhor momento para investir no modelo.

Por Jaime Pargan


Nexus 7Apesar de todos os elogios referentes ao novo Nexus 7, ele não ficou livre de falhas. Alguns consumidores do tablet next-gen encontraram problemas ao usar dois dedos para aumentar e diminuir fotos. O rumor sobre a disfunção começou logo nos dias após o lançamento e a empresa estava trabalhando no problema.

Um dos gerentes da comunidade do Android postou um comentário em um fórum de reclamações do Google, explicando que uma nova atualização do sistema havia começado a ser realizada, e que deveria vir para resolver as questões disfuncionais do multitouch, ou seja, mais de um toque.

O aparelho ainda está listado como Android 4.3 Jelly Bean, e a atualização JSS15Q deve dar conta do problema. O aparelho em si não terá nenhuma mudança aparente, portanto não devemos esperar nenhuma atualização.

O Nexus 7 é atualmente um dos mais avançados tablets do mercado, contando com tela de 7.2 polegadas, bateria com duração de até 9 horas, tela LCD IPS de 1200 x 1920 pixels (323 ppi). O produto encontra-se esgotado em diversas lojas no Brasil, e seu preço em nosso mercado permeia os R$ 1.300. Isso tudo mesmo considerando a pequena falha de alguns aparelhos.

Por Fábio G. Santos


Provavelmente a Amazon esteja dedicando e dirigindo esforços na atualização dos tablets Kindle Fire HD, até que esta informação não parece ser descabida visto o teste de benchmark que foi feito pelo GFXBench.

Segundo os resultados conseguidos no teste, descartou-se a possibilidade do novo tablet vir equipado com o chip MediaTek, visto que os testes verificaram que o aparelho poderia vir com o processador Qualcomm Snapdragon 800 sendo que esse processador é o único que aceita a GPU Adreno 330.

Outra das observações feitas no benchmark é que a tela do tablet seria de 8,9 polegadas com uma resolução de 2560 x 1600 pixels.

De acordo com as informações fornecidas pelo site AndroidCommunity, a Amazon poderia estar diminuindo gradativamente o preço dos seus produtos de mesmo segmento para posteriormente lançar no mercado com um preço diferenciado o Kindle Fire HD.

Se ocorrer mesmo o lançamento do produto com tais características, a Amazon terá substituído os processadores da empresa Texas Instruments pelos da Qualcomm.

Especula-se que a companhia esteja disposta a trazer alguma novidade no setor de tablet na feira que acontece no mês de setembro em Berlim,  a IFA 2013.

Por Melina Menezes.


Na última quarta-feira, 10 de julho, a Google iniciou o processo de liberação da atualização do Google Maps para tablets e smartphones com sistema Android. A nova versão do aplicativo conta com uma interface reformulada e com grandes melhorias nas funcionalidades do serviço. O novo Google Maps vem com grandes novidades anunciadas pela companhia durante o Google I/O para a versão web, como exibição otimizada de construções e novas cores.

A nova versão contará com a opção “Explorar”, que irá oferecer aos usuários uma experiência de descoberta de lugares novos de maneira fácil e rápida. Sem precisar digitar nada, o usuário terá apenas que tocar na caixa de pesquisa e o aplicativo dará dicas de locais próximos, como hotéis, lugares para fazer compras e restaurantes.

Os usuários também terão uma navegação aprimorada com o novo Google Maps. Segundo a companhia, além dos recursos atuais oferecidos pelo serviço em questão das condições de transito, ele apresentará novas informações sobre problemas nas vias caso haja algum. O aplicativo também terá integração com o Google+, assim como acontece com a versão da web.

A Google liberará a atualização do Google Maps gradativamente aos usuários com Android 4.0.3 ou superior e, em breve, liberará para os aparelhos da Apple com iOS 6.

Por Felipe Santos Bonfim


Após as vendas fracas do tablet da Samsung, o Playbook, a empresa decidiu não fazer a atualização mais recente do sistema operacional, o Blackberry 10.

Segundo um dos gestores da Samsung, Thorsten Heins, durante a apresentação dos resultados na sexta-feira 30 de Junho, esta decisão foi tomada pelo fato de que o sistema não estava conseguindo ter o desempenho esperado nos tablets, ou seja, o sistema rodado não estava atingindo um nível satisfatório, por isso a atualização não seria autorizada. Atualmente, a empresa  está focando os seus esforços na nova linha de Blackberry em que será colocado o sistema atualizado Blackberry 10.

Heins afirmou que durante o último trimestre fiscal de 2014 (março a maio de 2013) o Playbook vendeu somente 100 mil unidades, desta maneira os investimentos serão reduzidos nessa categoria e em aproximadamente cinco anos a empresa deixaria de comercializar o produto, visto que os consumidores não sentiriam atração por adquiri-los.

O Playbook chegou no mercado em Agosto de 2011 e já entrou nas lojas colecionando diversas críticas pelos poucos aplicativos que oferecia.

A Samsung não está somente preocupada pelo insucesso nas vendas do tablets, mas também com as vendas insatisfatórias do smartphone.

Por Melina Menezes


Para evitar qualquer desconforto dos donos do Samsung Galaxy Note, a fabricante sul-coreana liberou a atualização chamada de Premium Suite para a primeira versão, após disponibilizar o pacote de upgrade para o Galaxy Note 2.

Com a instalação do pacote de atualização, o Galaxy Note recebe diversas novidades para melhorar a performance do dispositivo ao mesmo tempo em que são disponibilizadas novas alternativas e maior facilidade de uso.

Dentre as principais características, estão a atualização para o Android Jelly Bean (4.1), o aplicativo Easy Clip, o Enhanced S Note, o Paper Artist, o PhotoNote/Photo Frame – que permite fazer anotações nas fotos tiradas, o Popup Note – que serve para o usuário fazer anotações, o suporte para escrita à mão e para múltiplas janelas (multiwindow). E também, a Premium Suite possibilita que o Google Now passe a exibir informações personalizadas com base no histórico de busca, na localização geográfica do usuário e na hora atual.

O problema é que, por enquanto, somente quem reside nos EUA poderá fazer o download da Premium Suite para o Galaxy Note. Além disso, nenhuma informação foi divulgada sobre a disponibilização do upgrade para outros países, incluindo o Brasil.

Por Guilherme Marcon


Surgiu na imprensa internacional um rumor novo a respeito do sistema operacional Windows. De acordo com um usuário do fórum PCBeta, a Microsoft está com planos de lançar todo ano atualizações do Windows para garantir sempre novidades estruturais com mais agilidade aos seus clientes.

O usuário do fórum atende pelo nick de “Maxy” e disse que é um membro muito importante dentro da companhia de Redmond e caso as informações dele estejam certas, é provável que já na metade deste ano o novo sucessor do Windows 8 apareça no mercado. A próxima versão do sistema seria chamada de Windows Blues e apresentaria diversas atualizações baseadas em plataformas móveis, incluindo até a possibilidade de poder redimensionar as tiles do Windows 8 para tornar o sistema mais personalizado.

Além disso, a atualização ainda traria outra grande novidade que estaria presente na modificação Kernel usada pelo sistema operacional da Microsoft. A versão nova apresentaria diversas modificações estruturais para que o sistema fique mais fluído e leve. 

Vale lembrar que tudo isso não passa de rumores, mas com certeza seria muito bom se a Microsoft começasse a liberar atualizações anuais para seus sistemas operacionais.

Por Felipe Santos Bonfim





CONTINUE NAVEGANDO: