Que tal um notebook com tela de 17 polegadas que se pode enrolar?



O avanço da tecnologia é cada vez mais assombroso, sobretudo na produção de celulares e notebooks.

No início deste mês de novembro os líderes da grande multinacional LG registraram mais uma importante patente, cujo documento oficial descreve a estrutura e modo de utilização de um novo tipo de notebook, que porta uma tela capaz de ser enrolada, em uma base, como uma espécie de tela de projeção.



Essa ideia não é inédita, pois está inspirada em configurações utilizadas na produção da Signature OLED (R), que consiste em um modelo de TV pode ocultar seu display por se poder enrolar este componente e acondiciona-lo no interior de um móvel, estando disponível em diversos tamanhos, dado que se trata de um tipo de tela que pode ser vazada em vários modelos.

Conforme o que explicam alguns especialistas no ramo, de acordo com dados disponíveis, os desenhos registrados na patente indicam que este notebook está configurado em 17 polegadas, desprovido, portanto, da tampa de tela, que se fecha, própria dos notebooks tradicionais, que são portáteis, embora não sejam muito populares, mas, presentes no atual mercado.



Entretanto, esse tipo de estrutura ainda é único para a configuração física de um notebook, dado que a própria altura de elevação de tela é muito variável iniciando em 13,3 polegadas, e ajustável em qualquer nível para a sua elevação máxima possível, dentro dos padrões de um computador portátil.

Portanto, já que não há tampa de tela, existe risco de o teclado estar exposto e desprotegido. Entretanto, esse problema também tem uma solução, que vem do próprio corpo de base, o qual, aparentemente tem estrutura dobrável. Portanto, essa condição garante que toda a parte que compõe o Touchpad e o supor de descanso para pulsos que pode ser posicionado para dentro, de modo que todo o conjunto ocupe menos espaço possível.

Leia também:  JVC lançou novas filmadoras super-resistentes

A companhia mantém o projeto de experimento de telas enroláveis para demais produtos de seu rol.

O histórico no mercado mostra que não é a primeira vez que esta multinacional aposta dessa versatilidade tecnológica, pois o desenvolvimento de gadgets capazes de guardar o próprio display por meio de um sistema de tela que pode ser enrolada, como uma cartolina. Esse tipo de tela, como foi dito, está no mercado, com o modelo de TV Signature OLED/R. Há poucos meses foi apresentada uma nova espécie de aparelho smartphone, com capacidade de aumentar seu próprio tamanho, por ser produzido sobre a mesma base e estrutura.

Um aparelho celular, ou um detalhe bem pequeno do mesmo, foi exibido em no vídeo do lançamento oficial do modelo LG Wing, constituindo um aparelho munido de tela com dispositivo que a faz girar para adaptar-se à orientação da paisagem que está em foco, revelando, nesse movimento um segundo display, ou tela.

Assim, esta nova patente registrada para a estrutura de notebook constitui a estrutura mais pioneira, nesse sentido, dentro do projeto de produção de telas enroláveis pela LG. Entretanto, essa mesma patente ainda não detalha sobre as demais partes desse modelo; não há qualquer descrição da potência de resolução que a mesma exibe, ou detalhes sobre como opera este mecanismo que se eleva no conjunto do aparelho. Especialistas especulam que poderá ser muito semelhante ao das TVs nesse formato.

É muito importante observar que esse registro de patente não é sinônimo de produto pronto para chegar às prateleiras das lojas especializadas. A meta, por enquanto, é manter a concorrência equilibrada, adiantando um processo de autoria, e impedindo que as concorrentes produzam algo parecido. Esta é a nova propriedade intelectual da LG.

Leia também:  iTunes inicia Venda de Músicas e Cds dos Beatles

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *