Compensa comprar um tablet? Dicas de melhores marcas




Quando lançados, foram uma febre como poucas vistas no mundo tecnológico nos últimos tempos. Todos queriam um tablet. Ficar batendo os dedos numa tela de vidro e ela abrir vídeos, músicas, internet e jogos era sensacional.

Os primeiros tablets tinham preços muito altos e, então, pouco acessíveis. Em pouco tempo a China, como de costume, chegou no pedaço e fez todos os concorrentes reverem seus preços. Milhões de tablets foram vendidos, mas, como eu sempre digo em relação à área de tecnologia: temos sempre que esperar 365 dias para dar um "ok" positivo para qualquer coisa.


Digo um ano porque é o tempo suficiente para os circuitos existentes dentro de qualquer engenhoca mostrar se são confiáveis ou não. Enfim, o tablet mostrou-se eficiente para algumas funções e horrendo para outras.

Para jogar é bom. Mexer no Facebook, abrir um e-mail, ver algumas fotos. E pronto. Serve pra isso. Qualquer função a mais no aparelho faz ele ficar lento, travar e até desligar. Está certo que existem muitos modelos, marcas e configurações de tablets, mas os testes apontam para os mais vendidos. Claro que qualquer aparelho top de linha tende a apresentar menos defeitos. 

Os melhores equipamentos disponíveis no mercado, que valem a pena o investimento, são os da empresa chinesa Huawei, que têm tela de 7 polegadas e trazem as seguintes configurações de hardware: processador quad-core Hisilicon Kirin 910, GPU Mali-450MP4, 2 GB de RAM e 16 GB de espaço de armazenamento.


O tablete da gigante Amazon conta com processador Qualcomm Snapdragon 800, GPU Adreno 330 e 2 GB de RAM. Há versões com 16 GB, 32 GB e 64 GB disponíveis para o consumidor.

E o melhor tablet, na opinião de especialistas e consumidores, é o Galaxy Tab S, da Samsung, com tela de 8,4 polegadas. O produto já está disponível nas lojas brasileiras e tem preço sugerido de R$ 1.800,00.

Segundo testes realizados no aparelho, ele responde bem a todos os quesitos e vale a aquisição.

Por Luciana Viturino

Foto: divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *