Google Drive terá acesso facilitado em desktops




O Google anunciou um novo recurso para o seu serviço de armazenamento online, o Google Drive, que permitirá que os usuários acessem mais facilmente os arquivos salvos na nuvem usando seus aplicativos favoritos do desktop. O recurso, porém, não está disponível para os aplicativos em si, mas como uma extensão do Chrome, navegador da empresa. Uma vez instalado, o usuário poderá clicar com o botão direito nos arquivos do Google Drive e escolher em qual programa deseja acessá-lo. Além disso, é necessário que seja atualizada a versão do Drive instalada para a mais recente disponível (1.18), e que os arquivos estejam sincronizados com o computador para a extensão funcionar.

A iniciativa do Google em facilitar o acesso ao Drive por aplicativos não próprios parece estranha, mas o objetivo principal da ideia é tentar aproximar e facilitar a relação entre computadores e nuvem, uma vez que a novidade coloca os programas do PC e os documentos, planilhas e apresentações do Google em “pé de igualdade”. Dar o braço a torcer também representa o reconhecimento de que alguns usuários não podem, não querem, não confiam ou não gostam da ideia de mudarem completamente de ambiente de trabalho, no caso, para os aplicativos na nuvem. Talvez por utilizarem um recurso específico que o Google Docs não suporta, ou pela comodidade de já estarem acostumados com as ferramentas disponíveis no Office, como Word e Excel, ou até mesmo por suas atividades requererem um software mais sofisticado, não oferecido online pelo Google.


A extensão, por mais simples que possa parecer, pode ajudar a persuadir esses usuários mais exigentes (ou acomodados) a, aos poucos, migrarem suas atividades para dentro do navegador. Uma vez lá, podem começar a tirar vantagem do recurso de armazenar seus arquivos na nuvem e poder acessá-los facilmente em seus programas favoritos, independente de quais sejam (documentos, vídeos, projetos ou qualquer outro).

A empresa informou que a extensão será disponibilizada “dentro dos próximos dias”.

Por Felipe Foureaux Freitas


Google Drive

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *