Microsoft pretende demitir 18 mil funcionários


A Microsoft deu continuidade na sua estratégia de demissões na última quarta-feira, deixando em aberto cerca de 3.000 postos de trabalho. A empresa divulgou um comunicado curto indicando estar próxima de dispensar os 18.000 funcionários conforme informou em anúncio oficial, em julho deste ano. Ainda no comunicado, a empresa informou que as vagas deixadas em aberto são de diferentes funções, e em várias unidades diferentes ao redor do mundo.


Se a informação de que 3.000 funcionários foram demitidos for precisa (a empresa não confirmou exatamente a quantidade de colaboradores demitidos), apenas algumas centenas de postos de trabalho ainda continuam ocupadas, do total de 18.000 que foram anunciados que deixariam de existir. A maior parte dessa redução de pessoal é proveniente da recente aquisição, por parte da Microsoft, do setor de fabricação de aparelhos celulares da fabricante finlandesa Nokia. Colocando na ponta do lápis a primeira leva de demitidos de mais de 12.000 funcionários (foi estimada uma quantidade de 12.500), a segunda de aproximadamente 2.100 e esses últimos 3.000 ex-funcionários da empresa de Bill Gates, ainda estão previstas mais 400 demissões na empresa.


O número ainda pode crescer. Há rumores nos bastidores de que o remanejamento organizacional da gigante da informática é um trabalho ainda em situação de progresso, o que deixa no ar a sensação de que é possível (ou provável) que uma quantidade ainda maior de demissões possa fazer parte das mudanças.


Em entrevista a um canal de TV, empregados remanescentes da empresa disseram que não estão se sentindo ameaçados nem pressionados, e o comentário comum no discurso de todos eles foi de que tudo fazia parte de estratégia da empresa para continuar crescendo, apesar de que em alguns poucos casos houve críticas à rapidez com que o processo está acontecendo. Vale lembrar que o escritório principal da empresa praticamente não teve participação no alto número de cortes no seu quadro de colaboradores.


Por Felipe Foureaux Freitas


Foto: Divulgação


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.