Hibernação de computadores – Boa opção aos usuários




A utilização de hibernação é muito comum com vários usuários de todo mundo. Ele serve para deixar o equipamento em funcionamento contínuo e evitar que uma nova inicialização seja feita, que é normalmente mais demorada. Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas se a hibernação é uma boa alternativa ao invés de desligar o computador.

A hibernação funciona como um processo de “quietação” do computador. Nessa opção, o equipamento fica parecendo estar desligado, mas na verdade as informações abertas ficam gravadas, as janelas do navegador ficam abertas e programas que estavam em execução permanecem ativos. Tudo no disco rígido do aparelho. Quando o usuário hiberna o computador e depois retorna para o seu uso, as informações deixadas no HD voltam a funcionar exatamente como foi deixado.


O mais interessante da hibernação, além de voltar a funcionar tudo o que ficou em aberto, a opção de hibernar do computador não consome em nada a bateria do notebook. A função desligar também não consome bateria, claro, mas quando o usuário escolhe em desligar o computador, o sistema operacional envia uma mensagem para os programas ativos dando-os uma última chance para salvar os dados e configurações. Caso seja feita a confirmação, o sistema desliga a máquina e fecha todos os aplicativos em aberto, impossibilitando usá-los de onde parou.

Não há problema nenhum deixar o computador em estado de hibernação. Contudo, vale lembrar que se o usuário deixou várias sessões e programas abertos, pode ser que para voltar a funcionar, o sistema demore a reiniciar tudo de novo, já que são muitas informações para serem processadas e voltadas à ativa novamente.

A verdade é que colocar o computador para hibernar algumas vezes pode ser até melhor do que ficar ligando e desligando o aparelho toda hora. Muitos especialistas explicam que o processo de ligar e desligar pode danificar o equipamento, um desgaste cumulativo efetivo no circuito elétrico dele.


A hibernação é importante e de muita utilidade para aqueles usuários que usam o computador com uma constância alta, podendo ter essa opção de deixar programas abertos sem precisar desativá-los e ativá-los a todo o momento.  

Por Carolina Miranda

Hibernar

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *