Confira aqui mais detalhes sobre o PC Acer Predator Orion 9000.

Os fãs de games tem mais um bom motivo para ficar de olho nas novidades tecnológicas que vem surgindo por aí. A mais recente anunciada é o Predator Orion 9000, um novo computador lançado pela marca Acer e voltada para os gamers.

É claro que essa máquina traz como um dos seus maiores destaques os processadores Intel Core i9 Extreme Edition, que possui 18 núcleos, 36 threads e, ainda, quatro placas de vídeo de geração top de linha.

Porém, essa brincadeira não sai barata. O preço divulgado para o PC é de US$ 7.999,99, que na conversão direta custa nada mais e nada menos que R$ 26 mil. Não estão inclusos no valor os impostos que recaem sobre a máquina.

Design resistente e maleável

O computador para gamers é uma aposta e tanto, já que possui design resistente e muito maleável, produzido com uma malha de metal e com uma tampa lateral para dar facilidade ao acesso do hardware. Conforme a empresa taiwanesa responsável pelo PC, o chassi possui traços que remetem à uma nave espacial, sendo projetado, portanto, para atender todas as necessidades daqueles usuários mais exigentes.

Outras características marcantes do Predator Orion 9000 são os LEDs com possibilidade de programação via software, rodinhas posteriores que facilitam na hora do transporte e as duas alças para carregar onde quiser.

Hardware de destaque

Apesar de sua aparência potente e reforçada, o maior destaque vai para o hardware do computador. É possível que o comprador escolha entre duas opções, sendo a primeira um PC com um total de quatro placas AMD Radeon RX Vega. Já a segunda vem com duas placas NVIDIA GTX 1080 Ti GeForce em SLI.

Não bastasse isso, ele possui ainda um botão que é dedicado para o overclock, chamado esse de “One-punch Overclocking”. Quando apertado, o Predator Orion 9000 é levado para trabalho em uma capacidade máxima de clock.

Na placa-mãe, há 8 portas USB 3.1 Gen 1; 2 portas USB 3.1 Gen 2, destacando que uma delas é USB-C; e, por fim, 2 portas USB 2.0. Para suportar as quatro placas de vídeo, há quatro slots de PCle X16.

Memória imbatível

É claro que, para rodar os jogos, o PC precisa de uma memória gigante. E é exatamente isso que o Predator Orion 9000 oferece, com memória RAM em padrão DDR4 de até 128 GB. Para o armazenamento, temos 2 TB e, por fim, para acelerar o carregamento do Windows e dos jogos, está disponível 512 GB de SSD.

Outras especificações

Para conseguir resfriar a máquina e todos os seus componentes, mantendo a melhor e mais interessante performance, o Predator Orion 9000 possui um total de cinco coolers com dimensões em 120 mm. Esses estão espalhados por todo o gabinete, garantindo o resfriamento.

Além disso, ainda há um watercooler, produzido pela Cooler Master, e um sistema de fluxo de ar chamado de IceTunnel 2.0, fabricado pela própria marca Acer. Esse última sistema acaba separando o interior do PC em diferentes zonas térmicas, oportunizando que cada uma delas tenha um túnel diferente de fluxo de ar. Com isso, todo o ar quente é expulso da máquina.

Apesar de ser uma novidade que vem chegando com tudo, em agosto de 2017 já havia sido divulgado durante a IFA 2017, a maior feira européia de eletrônicos. Na ocasião, também foi revelado pela Acer o Aspire S 24, um PC que trabalha com o conceito “tudo em um” e com um design muito diferenciado em relação à tudo que já surgiu por aí.

E as novas tecnologias não devem parar por aí. Basta ficar ligado que, de tempos em tempos, muita coisa nova vem chegando para esse mercado em constante expansão.

Kellen Kunz


Modelo é a 6ª geração da linha Aspire e vem com o sistema operacional Windows 10 Home.

Para que está em busca de um notebook, uma boa opção é o modelo Aspire ES1 – 572 – 347R da Acer. Esse modelo é a 6ª geração da linha Aspire já vendida há algum tempo e vem com o sistema operacional Windows 10 Home.

A Acer é uma empresa que já está no mercado há muito tempo, fundada no ano de 1976 e com sede em Nova Taipé, em Taiwan, a Acer hoje é considerada uma das maiores empresas de computadores.

Com bom acabamento e bom espaço de memória RAM e no HD que torna possível guardar vários arquivos, e faz dele um notebook rápido além de ser muito fácil de usar.

O modelo vem com 4 GB de memória RAM DDR 4, é expansível até 16 GB caso o usuário sinta essa necessidade e conta ainda com 500 GB no HD fazendo com que o modelo tenha capacidade para armazenar, de acordo com a Acer, cerca de 500 mil documentos, 45 mil fotos, além de 20 mil músicas e 50 vídeos em formato HD, vem com placa de vídeo Intel HD Graphicis 520 integrada. O computador conta com um processador Intel core I 3 que garante ótima performance e vem com chipset integrado. Possui entrada para cartões SD, USB e HDMI.

Sua tela de LED com 15,6 polegadas HD oferece ao usuário imagens mais nítidas e cores bem mais vivas, é LCD, antirreflexo e conta com 1366 x 768 de resolução além do aparelho estar equipado com um áudio de alta definição que vem com dois alto falantes estéreos.

Vem equipado também com uma webcam de modelo Acer Crystal Eye possui 640x 480 de resolução e um Touchpad multitoque.

O teclado do Aspire ES1 – 572 – 347R vem no padrão ADBN em português e o teclado numérico integrado.

Seu navegador Microsoft Edge possui recursos como anotações na tela, modo de leitura que permite que fique em evidencia apena o conteúdo que o usuário está lendo e ainda possui uma ferramenta chamada Hub que ajuda o usuário encontrar arquivos que já foram salvos, os links de leituras que ele utilizou e o que está na barra de favoritos.

Tem três entradas USB, duas dessas entradas são para USB 2,0 e uma delas é para USB 3,0, tem entrada para carregador de bateria, para microfone e para fone de ouvido. Tem também saída HDIM com suporte HDCP e leitor de cartão SD.

A bateria dele é de 4 células e ela dura durante seis horas fora da tomada, de acordo com a marca.

O peso de produto é de 2,4 kg e é importante lembrar que ele não vem com leitor e com gravador de CD e nem de DVD.

Seu preço atualmente tem saído na faixa de R$ 1.600,00 a R$ 1.700,00. Quem tiver interesse em efetuar a compra do modelo pode fazer através da internet em diversos sites ou ir até uma loja de sua preferência. O modelo Aspire ES1 – 572 – 347R da Acer de 6ª geração, pode ser encontrado nas principais lojas do país. Ele é encontrado nas cores preto e branco.

Após realizar a compra o cliente terá garantia limitada do produto durante um ano. Juntamente com o notebook vem o carregador de bateria que é bivolt com padrão AC e com o cabo de energia. Dentro da caixa com o aparelho vem ainda os manuais de instruções e o termo da garantia.

Para mais informações sobre o modelo da Acer entre no site https://br-store.acer.com/p/211/notebook-acer-es1-572-347r-intel-core-i3-4gb-ram-500gb-hd-156-windows-10 que pertence à própria marca, lá terão mais informações a respeito do produto. Lá, quem tiver interesse em adquirir o notebook, poderá ter mais detalhes sobre o funcionamento do mesmo.

Por Rosângela Rodrigues

Acer Aspire ES1-572-347R


O notebook Positivo Motion é uma mistura de design moderno e tecnologia.

Quem gosta de usar Notebook vai se encantar com o novo modelo da Positivo. Ele é uma mistura de tudo que precisamos e apreciamos no quesito tecnologia.

Notebook Positivo Motion traz muita modernidade

Esse modelo da Positivo veio para agradar os usuários exigentes e por isso as chances de ele ser um sucesso de vendas é enorme. A funcionalidade dessa máquina é quase perfeita, e vamos falar sobre elas logo abaixo:

Positivo Motion tem bateria de alta duração

Uma das maiores preocupações dos usuários de Notebook é a duração da bateria. E o Positivo Motion tem bateria com duração de 10.000 mAh. Essa bateria promete duração de mais de 6 horas e isso muito bom. Principalmente para quem precisa usar o Notebook no trabalho ou para estudar.

Positivo Motion vem com valor de mercado de R$ 1.079,00

Considerando que esse Notebook é um lançamento e moderno, seu valor de mercado está muito bom. Ele pode ser considerado uma ótima aquisição, serve para quem estuda, trabalha ou usa o Notebook como hobby.

Design bonito e moderno

Outra observação bem interessante sobre esse novo modelo de Notebook, é o seu design moderno. A Positivo inovou e investiu na aparência desse Notebook. Ele é compacto e com textura emborrachada. Também é considerado um Notebook fácil de carregar, pois ele pesa apenas 1,4 kg e tem espessura de apenas 18mm. Por ser tão leve e fácil de transportar, ele vai agradar em cheio os seus usuários. Suas opções de cores são o vermelho e o prata, o que o torna muito bonito e com design moderno.

Positivo traz seu novo modelo com tela narrow frame de 14 polegadas

A modernidade desse Notebook também está na sua tela. Ela tem bordas finas que traz um destaque maior ao design desse modelo. A resolução da tela é em HD. Isso significa que ver filmes e vídeos não será nenhum problema para o usuário.

Memória de 32GB

O Notebook Positivo Motion é ideal para quem precisa de espaço. Normalmente quem estuda ou trabalha usando o Notebook precisa de espaço para guardar documentos, fotos e vídeos. Com esse modelo isso não será um problema, ele ainda tem a opção de expandir a memória em até 64 GB usando o cartão SD.

Sistema operacional Windows 10

O Positivo Motion vem com Windows 10, que é seu sistema operacional de fábrica. Já sabemos que esse Windows agrada a maioria das pessoas que usam Notebook ou PC tradicional.

Veja abaixo as principais funções do Windows 10:

– Ocupa menos espaço no seu HD

– Tem novas opções de jogos além dos tradicionais: paciência, campo minado e freecell.

– Design revisitado

– Muitas atualizações

Memória RAM com maior desempenho e menor consumo de energia

Outra função encontrada nesse lançamento é o desempenho da memória RAM. Ela tem desempenho maior do que os modelos concorrentes e gasta menos energia. Isso só facilita a vida do usuário desse Notebook.

Recurso moderno que guarda arquivos na nuvem

Uma das funções mais faladas desse lançamento é o recurso que ele possui de guardar os arquivos na nuvem. Isso é uma ótima opção para quem tem a preocupação de usar todo o espaço do Notebook e ficar na mão. Com esse recurso fica muito mais fácil e seguro guardar todos os arquivos que não cabem no seu notebook. Os arquivos são guardados dentro de uma plataforma online. Esse recurso não é cobrado pelo tempo de 1 ano, e é conhecido como nova solução em cloud.

Lançamento em breve

O lançamento dessa máquina maravilhosa está previsto para os próximos dias e a espera já é muito grande.

Para quem gosta de ter um Notebook moderno e com um preço justo, o Positivo Motion é o modelo ideal!

Por Cristiane Amaral

Positivo Motion


A Dell disponibiliza duas versões principais nesta linha: o Inspiron 13 5000 2 em 1 e o Inspiron 15 5000 2 em 1.

A linha Inspiron da Dell é famosa por aliar excelente custo-benefício com o padrão de qualidade tanto de hardware quanto de construção aos seus consumidores e não é diferente na linha Inspiron 5000 2 em 1.

Por se tratar de uma série intermediária posicionada entre a mais cara e com mais recursos que é a 7000 e de entrada que é a 3000, os notebooks Dell Inspiron 5000 2 em 1 têm como principal objetivo aliar performance e recursos de um notebook com a mobilidade e portabilidade de um tablet. O resultado é um notebook excelente com ótimas configurações sem pesar demasiadamente no bolso de quem precisa de uma máquina rápida e versátil.

A Dell disponibiliza duas versões principais para escolha:

– Inspiron 13 5000 2 em 1, com tela de 13 polegadas com preços a partir de R$ 2.529,00

Inspiron 15 5000 2 em 1, com tela de 15 polegadas com preços a partir de R$ 3.408,00

As principais diferenças fora o tamanho de tela são os recursos de cada uma, o modelo de 15’’ incorpora câmera com infravermelho com reconhecimento facial, no modelo com de 13’’, o peso é menor, cerca de 1,62kg contra os 2,08kg do irmão maior, isto pode parecer pouco, mas faz uma enorme diferença para quem vive transportando seu equipamento durante todo o dia. Ambos possuem tela Full HD de 1920p por 1080p de resolução, teclado em padrão ABNT 2, a conectividade é garantida pela placa Dell Wirelles, o vídeo tem como padrão a Intel Graphics HD 620, enquanto que o áudio é suprido por dois alto-falantes com o sistema Waves Maxx Audio.

Para suportar tantos recursos, a bateria oferecida é integrada ao equipamento de 3 células e 42Wh.

Todos acompanham uma entrada HDMI e três USB, com leitor de cartão de memória também, o sistema operacional é o Windows 10 Home, a Dell oferece também o Microsoft Office como avaliação por 30 dias e o antivírus McAfee gratuito por um ano.

Mais recursos e mais espaço

O consumidor tem a disposição variações com menos ou mais espaço e potência de processamento, os discos rígidos se iniciam com 500GB no modelo de 13’’, podendo a chegar a 1TB, existe a possibilidade de adquirir também uma versão com SSD de 256GB, a memória pode variar de 4GB a 8GB e o destaque maior fica por conta dos processadores, todos da 7° geração com modelos que partem dos i3-7100U de 2.4GHz, passando pelo i5-7500U de 2.7GHz e, por fim, o mais potente que é i7-7500U de 2.7GHz com cache de 4M.

As principais configurações de cada modelos são:

Inspiron 13 5000

Inspiron 13 5000 Touchscreen com i3, Windows 10, 4GB de memória e HD de 500GB por iniciais R$ 2.529,00

Inspiron 13 5000 Touchscreen com i5, Windows 10, 8GB de memória e HD de 1TB por iniciais R$ 3.409,00

Inspiron 13 5000 Touchscreen com i7, Windows 10, 8GB de memória e HD de 1TB por iniciais R$ 3.779,00

Inspiron 13 5000 Touchscreen com i7, Windows 10, 8GB de memória e SSD (unidade de estado sólido) de 256GB por iniciais R$ 3.779,00

Inspiron 15 5000

Inspiron 15 5000 Touchscreen com i5, Windows 10, 8GB de memória e HD de 1TB por iniciais R$ 3.408,00

Inspiron 15 5000 Touchscreen com i5, Windows 10, 8GB de memória e HD de 1TB e Assistência Técnica completa por um ano por iniciais R$ 3.467,00

Inspiron 15 5000 Touchscreen com i7, Windows 10, 8GB de memória e HD de 1TB por iniciais R$ 3.769,00

Inspiron 15 5000 Touchscreen com i7, Windows 10, 8GB de memória e HD de 1TB e Assistência Técnica completa por um ano por iniciais R$ 3.828,00

Versatilidade, performance e padrão de qualidade na construção e na assistência técnica são qualidades que pesam na escolha em comparação aos concorrentes.

Ficou interessado? Visite o site www.dell.com/br/p/laptops/inspiron-laptops e boa escolha.

Por Carlos B.

Inspiron 15 5000 2 em 1

Inspiron 13 5000 2 em 1

Fotos: Divulgação


O Inspiron 13 faz parte da linha 5000 de notebooks da Dell. Confira os detalhes.

Segundo a Dell a sua linha Série 5000 foi desenvolvida para apresentar ainda mais poder de performance focando no uso de dispositivos 2 em 1. Para otimizar, recursos de ponta foram integrados ao aparelho. O design também foi trabalhado. Esses notebooks contam com telas touchscreen opcional Full HD.

Há mais espaço para armazenamento além de personalizações tais como teclados com iluminação traseira. Para uma visão mais profunda vamos analisar um dos integrantes da linha, o Inspiron 13 5000. Confira!

Inspiron 13 5000 Análise

Em linhas gerais podemos dizer que o Dell Inspiron 13 5000 é um notebook interessante. Temos aqui um aparelho 2 em 1. Isso quer dizer que o usuário poderá usá-lo como um tablet com o sistema operacional Windows 10. Os preços iniciais do aparelho ficam entre 2.600 e 4.050 reais de acordo com a opção feita pelo usuário.

Design e usabilidade

O teclado é retroiluminado. A tela é muito bem presa ao corpo do aparelho e o trackpad apresenta ótima resposta. Isso passa uma sensação de segurança maior já que não há uma preocupação constante de que ela vá simplesmente quebrar.

Com seus 2 kg ele se mostra um tanto pesado se a necessidade do usuário exigir que o aparelho seja carregado de um canto para outro durante o dia.

A tela é um display que conta com 13,3 polegadas e resolução Full HD. Um ponto positivo para os usuários que curtem vídeos do YouTube ou os filmes e séries da Netflix já que a maior parte deles não vão ter problemas para serem reproduzidos no aparelho.

Configurações

O Dell Inspiron 13 5000 não deixa muito a desejar em termos de componentes. Basicamente, esse aparelho seria mais indicado para pessoas que querem um dispositivo mais focado em produtividade. Por isso, ele vai se mostrar muito desanimador caso o que o usuário pretenda seja jogar nele.

Um dos principais motivos para isso é que ele não tem uma placa de vídeo dedicada. Se o caso for games que exigem apenas uma configuração de hardware básica, então está tudo bem.

O Dell Inspiron 13 5000 vem com um processador da Intel, é um Intel Core de 7° geração. Entretanto, a Dell está disponibilizando versões que contam com os chips Core i3, Core i5 e Core i7.

São oferecidas duas opções no caso de memória RAM. Uma tem 4GB e a outra 8GB. Outro ponto que varia é a capacidade de armazenamento interno. Claro que isso vai depender de quanto o usuário está a fim de gastar na compra. De qualquer forma ele é vendido com um HD com capacidade para 500 GB ou 1 TB. Também há a opção com um SSD de 256 GB.

Essa última alternativa é a que apresenta uma melhor performance se o caso for a produtividade.

Em vários testes de benchmarks o Dell Inspiron 13 5000 se mostrou capaz. Muitos dos bons resultados obtidos pelo aparelho foram possíveis graças a uma boa combinação feita entre uma boa quantidade de RAM, um bom processador e o armazenamento em SSD.

Bateria

Talvez esse seja um dos pontos mais negativos do Dell Inspirion 13 5000. Para uma noção mais ampla, basta destacar que o dispositivo não conseguiu ficar três horas longe da tomada em testes com brilho no máximo, reprodução de vídeos offline e conexão a uma rede Wi-Fi.

Nesse sentido o New MacBook e o Lenovo ThinkPad X1 Yoga acabaram se mostrando melhores.

Vale a pena?

Ele não desamina. Mas também não traz nada que encante. Se o usuário quer um aparelho que seja bom para trabalhar e para ver vídeos depois de um dia de serviço ele pode ser uma boa opção.

Um dos problemas que vão incomodar é o peso. Mas talvez isso não importe muito dados os recursos voltados para a produtividade, uma tela que gira e o teclado retroiluminado.

Por Denisson Soares

Dell Inspiron 5000


A Série 3000 possui modelos leves, compactos e ideais para tarefas do cotidiano.

A Dell Technologies é a maior empresa no mercado de soluções tecnológicas dos Estados Unidos da América e uma das maiores do mundo e sua história começa quando, em 1984, o calouro da Faculdade de Medicina da Universidade do Texas, Michael Dell, abriu uma empresa com apenas mil dólares chamada PC’s Limited. A empresa foi crescendo e inovando no mercado de computadores pessoais, ao ponto de Michael ter que abandonar a faculdade para se dedicar aos negócios. Já em 1986, apresentou o computador mais rápido da época e, até os dias atuais, a Dell busca comercializar produtos de alta performance.

O portfólio da Dell contempla diversos modelos de computadores, notebooks, monitores e acessórios para diversos públicos: gamers, empresas, famílias, cinéfilos, etc. Uma das linhas de sucesso é a Série 3000.

Composta por notebooks que também podem ser usados como tablets, por conta da tela ser inclinável 360º em relação ao teclado, a Série 3000 possui modelos leves, compactos e ideais para tarefas do cotidiano. Segundo o portal da Dell, seus pontos fortes são a tela touchscreen e a mobilidade do aparelho. Atualmente, a Série 3000 possui o Inspiron 11 3000 2 em 1.

O Inspiron 11 possui 4 GB de memória RAM e disco rígido de 500 GB. Sua tela é Led HD de 11,6 polegadas com touchscreen e câmera de alta definição (720 p) com microfone integrado. E para melhorar ela é resistente a derramamento de líquidos! Seu touchpad é multitoque e ativado por gestos com rolagem integrada – ideal para jogos.

Possui quatro modos de uso: PC, Tent, Stand e Tablet, de acordo com o ângulo de rotação da tela. Tem entrada USB, HDMI e para cartão de memória micro SD. A bateria pode durar até 7 horas – segundo a Dell, Essa é uma política da empresa de manter o notebook o mais tempo possível longe da tomada para que não se torne um “computador de mesa” móvel. Possui também dobradiças resistentes, resistência ao calor de até 65º C, botões que aguentam mais de 40 mil toques, alguns chegando a 10 milhões de toques sem apresentar qualquer variação de seu estado normal.

Caso deseje maximizar sua experiência com o Inspiron 3000, a Dell recomenda alguns acessórios. O primeiro deles é o mouse sem fio preto WM126 que é surpreendentemente leve e de longa duração de bateria. Além disso, você pode ouvir suas músicas ainda mais alto com o alto-falante portátil com Bluetooth AD211 que leva o seu som aonde quiser, pois inclui também bateria de longa duração recarregável. Agora, se você precisa reproduzir CD’s e DVD’s, vai precisar da Unidade Óptica de DVD externa e fina DW136. Conectável por cabo USB, essa unidade roda todos os tipos de discos modernos e você ainda pode gravar o que quiser.

Com tudo isso, o Inspiron 11 3000 possui características que vão atender aos seus anseios diários de um notebook (ou tablet) que tenha um preço acessível se comparado ao seu desempenho. Seu preço varia de R$ 1.759 a R$ 2.139, sem contar com acessórios. É um dos mais barato das séries da Dell e vem com ampla cobertura de garantia e suporte técnico.

No próprio site da empresa estão alguns drivers para otimizar o desempenho do Inspiron 11 3000.

Fica a dica então, mas não deixe de pesquisar mais sobre as opções que a Dell disponibiliza ao público brasileiro. No portal da empresa (www.dell.com/br/p/inspiron-11-3168-2-in-1-laptop/pd?oc=cai3168w101731202br009w1&ref=PD_OC), é possível verificar as especificações completas do Inspiron 11 300 e de outras séries como a 5000 ou 7000. O importante é você encontrar um produto que te complete e auxilie em seus desafios diários. E, claro, que caiba no seu bolso.

Por Mateus de Faria

Dell Inspiron 3000


Supercomputador será capaz de executar em 130 petaflops, ou seja, terá a capacidade de efetuar 130 quatrilhões de cálculos por segundo.

Quando falamos ou escutamos falar sobre avanços tecnológicos, inovação, qualidade e eficiência, o que vem a nossa mente é o Japão. Um país que se reinventou depois das guerras e perdas catastróficas que tiveram naquela época.

Buscou de todas as formas estarem sempre inovando com soluções para melhorar a qualidade de vida de sua população. O Japão está muito a frente de muitos países quando o assunto é tecnologia. E sempre vemos notícias de suas novas invenções tecnológicas.

Há pouco tempo, o mundo se surpreendeu com a rapidez que reconstruíram uma avenida que havia aberto uma enorme cratera. Um grande buraco de 450 m2 que engoliu cinco pistas de uma vez. E após uma semana, a avenida já estava intacta como se nada houvesse ocorrido.

E agora qual é a noticia da vez?

São incríveis, eles não param de apresentar inovações ao mundo. A expectativa agora são os planos da construção de um “supercomputador”, mas não apenas super, e sim o mais potente do mundo.

O plano desta ambiciosa construção vai além do imaginário. Representa um avanço da tecnologia e a reafirmação da posição do país mais tecnológico do mundo. Isso porque China e Coreia do Sul têm representado muito bem este setor da tecnologia no continente asiático.

O investimento de 19,5 bilhões de ienes, equivalente a US$ 173 milhões de dólares ou R$ 592 milhões de reais. Este valor é para custear o projeto da construção de uma máquina capaz de executar em 130 petaflops, traduzindo, tem a capacidade de efetuar 130 quatrilhões de cálculos por segundo, um absurdo!

A China atualmente é responsável pelo computador mais potente do mundo. Em junho deste ano inaugurou suas atividades com o "Sunway TaihuLight" que chega até 93 quatrilhões de cálculos por segundo. Ou seja, o Japão tem a ambição de construir um computador com 40% mais potencia em relação ao supercomputador Chinês.

O supercomputador japonês será disponibilizado para as empresas locais (Japão), conforme anunciou o diretor do Instituto Nacional de Ciência Industrial Avançada e Tecnologia, por um valor não determinado, com o objetivo de evitar o que vem acontecendo atualmente. As empresas locais, para processar grandes quantidades de dados, recorrem ao Google e a Microsoft, companhias americanas.

Avanços em inteligência artificial, nada mais do que ser um dos objetivos deste supercomputador, fazer uso da técnica em que cria sistemas capazes de imitar a forma em que o cérebro humano aprende novas informações, ir além disso, realizar tarefas sem depender da interação do ser humano.

Quando vai acontecer? A previsão é para o ano de 2017. Até o momento não há informações sobre quais componentes serão utilizados neste supercomputador.

Por Marcio Ferraz

Supercomputador do Japão


Modelo alia boa performance com um design arrojado.

Se você já teve de carregar um computador pesado (2Kg ou mais) sabe que não é tarefa fácil – o incômodo é grande quando se trata de ter que trabalhar no dia a dia. Aí entra o Samsung S50. A leveza e a performance do Samsung S50 fazem deste notebook um dos mais aceitos no mercado de informática. Para quem gosta de uma máquina com boa performance aliado com um design arrojado, essa é uma excelente opção para quem está pensando em comprar um notebook para o trabalho profissional. Com um valor competitivo, o valor sugerido do produto é de R$ 6.499,00, tendo em vista os seus concorrentes, como é o caso do Dell XPS 13, que sai por mais de R$ 8 mil.

O seu design tem um revestimento metálico, o que torna o computador resistente aos manejos do quotidiano profissional. Seu peso é de 860 g, com 1,34 cm de espessura. Testes demonstram que sua estrutura é bem firme e estável.

Uma das características dessa versão é o teclado com retroiluminação, o que facilita na digitação em ambientes menos iluminados (pode ser ajustado conforme o ambiente). A bateria garante uma autonomia de 10 horas de uso, sem ter que estar conectado à energia elétrica. A tela em Full HD traz uma experiência de qualidade na resolução gráfica em qualquer tipo de ambiente.

Com relação ao suporte, o notebook vem com o Suporte Técnico Gratuito, o S-Service (via telefone ou chat), sem limite de validade, um apoio para resolver os problemas e dúvidas mais comuns.

Configurações do notebook Samsung S50:

  • Intel® Core™ i7 6500U (2.5 GHz até 3.1 GHz 4 MB L3 Cache)
  • Windows 10 Home
  • Memória: 8 GB LPDDR3 1866 MHz
  • Tela: 13.3" LED Full HD (1920 x 1080)
  • Armazenamento: 256 GB SSD
  • Multimídia: Autofalantes 3 W estéreo (1.5 W x 2); SoundAlive™; Microfone integrado; Webcam HD (720p)
  • Teclado: Teclado US-International Retroiluminado
  • Alimentação: Fonte Adaptadora AC 40 W; Bateria 30 Wh
  • Cor: Prata

Avaliação: Como dito antes, o design e a performance é o atrativo do notebook. No quesito portátil, é superleve e prático para se manejar. Pronto para quem tem de trabalhar no dia a dia com um computador às mãos.

Por Cristiane Magalhaes

Samsung S50

Samsung S50

Fotos: Divulgação


Centros de Recondicionamento de Computadores dá aos jovens carentes a oportunidade de aprender uma profissão.

Os números não são nada animadores, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), “cerca de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico serão descartados inadequadamente no planeta até 2017”.

Só no Brasil, são cerca de 1 milhão de resíduos eletrônicos, basicamente computadores descartados anualmente, sem uma lei específica que regule essa prática.

As causas desse excesso de resíduos eletrônicos são, entre outras coisas, os avanços da tecnologia na área de computação, que produz hardwares e softwares com alto poder de processamento de dados e que, por isso, tornam rapidamente obsoletas as máquinas.

No entanto, algumas iniciativas já vêm sendo feitas no sentido de minimizar os impactos negativos desses avanços tecnológicos, como as que acontecem no Canadá, por exemplo, onde a cada ano cerca de 1300 jovens e adolescentes são capacitados em informática através da reciclagem de computadores, que vão para o mercado ao valor irrisório de US$ 64,00. Mostrando que, sim, é possível através de esforços conjuntos diminuir os impactos ambientais provenientes dos avanços da tecnologia.

No Brasil, uma iniciativa do Ministério das Comunicações, através do decreto 7.462/2011, já autorizou a instalação dos Centros de Recondicionamento de Computadores (CRCs).

Nesse sistema, órgãos públicos, privados e pessoas físicas doam computadores usados e estes são recondicionados por jovens carentes de todo o Brasil.

Os números indicam que já são mais de 6 mil jovens que, através desse processo, formam-se em técnicos em computação, manutenção de micro, programadores, etc; muitos deles sendo introduzidos no mercado de trabalho.

E mais, graças a essa reciclagem de computadores, entre 10 e 12 mil equipamentos que seriam descartados são reaproveitados, gerando renda e contribuindo para a sustentabilidade; além de formarem o acervo de bibliotecas, laboratórios, escolas, cursos técnicos e demais instituições por todo o Brasil.

Uma ação que o meio ambiente agradece, pois são milhares de resíduos tóxicos que deixam de ser descartados inadequadamente (com os computadores sendo reutilizados), ganhando novas funções; além de gerar economia na produção de novos computadores.

Somam-se a isso, o ganho efetivo das indústrias do ramo da tecnologia mecatrônica, eletrônica, robótica e dos setores de reciclagem, que recebem material gratuito e ainda em bom estado de conservação.

Enfim, um contingente enorme de equipamentos que seriam inadequadamente descartados, são reaproveitados nesses Centros de Recondicionamento de Computadores, em sua imensa maioria constituídos por jovens carentes, que têm a oportunidade de aprender uma profissão, contribuir com o meio ambiente e, efetivamente, entrar no mercado de trabalho através desse processo de reciclagem de computadores.

Os contatos dos primeiros órgãos engajados nesse projeto, que tem a ver com o futuro sustentável do planeta e das próximas gerações, podem ser conferidos abaixo:

 

Vivaldo Pereira da Silva


Apesar da constante queda nos números, consultoria acredita que em 2016 teremos um crescimento se comparado com 2015.

Mesmo com duros resultados sendo amargados nos últimos trimestres, tem gente afirmando que ainda há muito dinheiro rolando quando o tema é o setor de computadores pessoais. Ao menos é nisso que a Gartner acredita. A empresa de consultoria chama a atenção para algumas “saídas” para que os fabricantes de PCs possam garantir seus lucros.

Considerando os últimos cinco anos, as vendas em escala global de desktops e notebooks tiveram uma queda de 343 milhões de unidades no ano de 2012 para algo em torno de 232 milhões de unidades agora em 2016. Já no que diz respeito às receitas, lá em 2012 o mercado de computadores possuía um contrato de US$ 219 bilhões. Atualmente em 2016 a previsão é de que as receitas fiquem em US$ 137 bilhões, de acordo com alguns analistas.

Entre esses especialistas está a analista Meike Escherich. Segundo ela, o recuo nas vendas desse tipo de equipamento está ligado a aspectos culturais bem como migração tecnológica. Ela aponta que os computadores já deixaram de ser a primeira ou a única escolha dos usuários para o acesso à internet.

Empresas já famosas como a Toshiba, Sony, Samsung, Fujitsu e Acer chegaram a perder 10,5% de participação no mercado desde o ano de 2011. O cenário negativo não muda nem quando algo bom aparece. Neste ano, por exemplo, a Dell, a Lenovo e a HP chegaram a ganhar participação no mercado. Porém isso não foi o suficiente para evitar o declínio que vem acontecendo ano após ano.

Outros fatores também têm prejudicado o setor. Entre eles o fato de que os negócios regionais estão se alterando. Questões como preço do petróleo e até problemas políticos podem interferir nesse mercado.

Mas onde é então que estão as oportunidades? Segundo Meike, os PCs continuam figurando como importantes ferramentas e mais especificamente nas áreas onde tablets e smartphones ainda não conseguem satisfazer as necessidades dos usuários. A consultoria aponta que nesse tipo de situação a melhor saída são os ultraportáteis premium. Esse segmento é tido como o único que deverá apresentar algum crescimento ainda em 2016.

A Gartner fez uma projeção apontando que esse mercado deva movimentar cerca de US$ 34,5 bilhões em 2016. É um aumento de 16% em relação a 2015.

Por Denisson Soares


Novo Computador para Jogos da Dell possui 3 opções de configuração e custa R$ 5 mil.

A Dell decidiu recentemente trazer para o mercado brasileiro uma versão superpotente de uma das suas opções de computadores voltadas para o público gamer. O aparelho que conta com configurações avançadas e de ponta se trata do desktop XPS 8900 Special Edition. Então vamos conhecer um pouco da novidade.

Bom, para início de conversa, o desktop XPS 8900 Special Edition chega ao Brasil com um processador Intel de sexta geração integrado (até o Core i7-6700k). Também vamos encontrar uma placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 960. Além dela há a alternativa que conta com a AMD Radeon HD R9 370. Temos ainda no aparelho a possibilidade de armazenamento SSD, bem como recursos exclusivos para os jogos.

A chegada da novidade até que já era esperado no mercado, uma vez que ela faz parte de uma estratégia adotada pela companhia com o objetivo de reforçar o portfólio especialmente no que diz respeito ao setor gamer no país, proporcionando para os consumidores equipamentos de alta performance.

Sobre o novo produto, a Gerente de Marketing para o Consumidor Final da empresa no Brasil, Raquel Martins Braga, informou que o XPS 8900 Special Edition conta com desempenho que é exigido para rodar os principais games em FullHD. De acordo com ela, o equipamento ainda possui um alto padrão de detalhamento gráfico.

Segundo as considerações da gerente, o usuário uma vez que terá um equipamento que possui armazenamento híbrido equipado com SSD, acabará por ganhar ainda mais tempo para jogar e poderá também diminuir o tempo entre uma e outra rodada. Isso porque o desktop é capaz de entregar velocidades de leitura, bem como de gravações, muito maiores do que aquelas que são obtidas nos discos rígidos tradicionalmente usados.

O novo desktop gamer da Dell vai chegar ao Brasil com a possibilidade de três combinações distintas. Sendo que o consumidor ainda tem como opcional a escolha entre as placas de vídeo NVIDIA GeForce GTX 960 (2GB) ou AMD RADEON HD R9 370 (4GB).

O potencial da máquina fica por conta da sexta geração de processadores Intel Core i7, indo até a versão 6700K. O desktop ainda possui um sistema de overclocking dinâmico que tem a capacidade de aumentar o desempenho do equipamento de acordo com a necessidade exigida pelo jogo.

No mais ainda há as opções que possuem 16 GB e 24 GB DDR4 de memória RAM. A Dell ainda equipou o XPS 8900 com duas opções de unidades de armazenamento, sendo elas SSD de 256 GB e um HD de 2TB.

E tem mais, a Dell garante para quem comprar o equipamento até o dia 30 de setembro, ganhar um pacote especial criado juntamente com a Intel composto por 12 aplicativos. Entre os apps vamos encontrar jogos de última geração e programas de edição de vídeo, entre diversos outros.

O preço inicial sugerido do XPS 8900 Special Edition é de R$ 5.649.

Por Denisson Soares


Pesquisadores afirmam que os computadores quânticos poderão se tornar realidade em 2025.

Computadores quânticos? Seriam possíveis? Atingíveis em um futuro próximo? Um grupo de pesquisadores que é liderado por membros do laboratório de pesquisa em computação quântica da empresa Microsoft publicou um artigo em que afirma que esse sonho pode se tornar realidade em breve: no ano de 2025.

No artigo, os autores afirmam que com os recentes avanços no controle dos sistemas quânticos, a viabilidade de um computador quântico está muito próxima, cerca de uma década. No estudo, os pesquisadores descrevem como o uso de algoritmos quânticos aliados a estruturas convencionais da computação poderiam ser usados para analisar tudo aquilo que as tecnologias tradicionais da computação ainda não atingiram.

E continuam afirmando que o computador quântico permitiria simulações maiores e com maior precisão do que qualquer outro conhecido algoritmo clássico. Com o seu uso, muitas questões em aberto sobre questões quânticas seriam facilmente resolvidas com o uso de um pequeno computador quântico com capacidade de cem qubits lógicos.

Segundo matéria publicada no The Verge, o artigo publicado é muito importante, pois muitos pesquisadores não acreditavam nas arquiteturas quânticas existentes, como o atual D-Wave, oferecido pelo Quantum Artificial Inteligence Lab. Dois autores desse estudo também contribuíram para um estudo que analisava o computador quântico existente. O estudo, publicado no mês de junho, colocava em questionamento os avanços que este oferecia, mas foi contestado pela empresa responsável.

O novo estudo sugere que a computação quântica pode oferecer benefícios, mesmo que em sua atual forma, possua imperfeições. O emparelhamento com as tecnologias utilizadas atualmente poderia resolver alguns dos problemas que ainda travam os atuais computadores quânticos.

A matéria do The Verge também afirma que fazer uma arquitetura quântica realmente eficaz tornou-se semelhante a uma corrida armamentista entre as grandes empresas de tecnologia.

A D-Wave firmou uma parceria no último mês com o Quantum Artificial Inteligente Lab, que é um laboratório operado pela NASA e pelo Google. O acordo firmado tem duração de sete anos e dá a garantia de que o laboratório consiga receber cada um dos novos computadores lançados pela empresa, assim que eles estejam disponíveis para uso. Além disso, a Microsoft está investindo em pesquisa com seu grupo Q Station.

Por Rodrigo Silva

Computador quântico

Foto: Divulgação


Antes de comprar um notebook é preciso ficar atento às suas necessidades e o que espera do aparelho.

Os notebooks atualmente enfrentam uma forte concorrência dos tablets e smartphones, sendo que para conseguirem manter as boas vendas, tiveram que passar por uma grande melhoria e hoje os notebooks que encontramos no mercado, são ótimos equipamentos, capazes de rodar até os games e editores de imagens e vídeos mais pesados.

Por isso, é preciso ficara tento à configuração, quando você for comprar seu notebook, pois o mercado oferece ótimos equipamentos, com preços bem mais em conta.

Primeiramente, analise a tela do notebook que irá comprar, pois os mais novos já contam com tecnologia LED, o que garante uma imagem com melhor qualidade e consomem menos bateria.

Mas é preciso saber qual será a finalidade do seu notebook, para que você possa escolher o tamanho ideal da tela para o seu caso. Se você pretende levar o notebook para todo lugar, então a dica é investir em uma tela menor, com 13" ou 14", que lhe atenderá bem, mas se o notebook for ficar em casa, então pode adquirir um modelo que tenha tela maior.

Dê preferência para notebooks que ofereçam várias entradas, do contrário, se você conectar um mouse e um modem 3G já terá ocupado tudo e não terá como utilizar nem um pen drive a mais. Quanto mais entradas oferecer, melhor.

E não deixe de conferir se o notebook já conta com uma placa Wi-Fi, afinal, notebook é sinônimo de mobilidade e você vai querer ficar com o notebook livre em casa, para usá-lo no quarto, na sala, ou onde quiser, sendo assim, é importante garantir o acesso à internet sem fio.

Verifique também o sistema operacional instalado no notebook, pois o mais popular, o Windows, tem um custo para as empresas e, por isso, algumas preferem instalar um sistema operacional gratuito e o usuário, depois de comprar o notebook, terá que pagar um técnico para formatar o notebook novinho e instalar o Windows.

Quanto mais espaço no HD, melhor, então fique atento ao tamanho do disco. Atenção também à memória disponível no aparelho, pois quanto mais memória, melhor será o desempenho.

E, por fim, verifique se o processador é moderno e capaz de rodar vários programas ao mesmo tempo, para garantir que seu notebook continue veloz, mesmo depois que você instalar vários programas nele.

Por Russel

Notebooks

Foto: Divulgação


Novo minicomputador custa cerca de US$ 30 e roda o sistema Remix OS, baseado no Android Lollipop.

A Jide, empresa chinesa, lançou um computador de 30 dólares baseado no Android Lollipop, batizado de Remix Mini. O computador que custa cerca de R$ 90,00 está fazendo um tremendo sucesso e promete conquistar um mercado ainda não explorado.

O Remix Mini mede apenas 12,45 cm X 8,9 cm se parecendo muito com o Dell Chromebox e pode ser conectado ao teclado, ao mouse e ao monitor. A altura do computador é de somente 2,54 cm e surpreendeu até os especialistas na área.

Apesar de ser tão pequeno, o computador de 30 dólares oferece uma boa configuração com um processador Quad-Core de 1,5 GHz, 1 GB de memória e o espaço interno para armazenamento é de 8GB.

Tem ainda uma outra grande vantagem que é a capacidade de rodar um decodificador H.265 FHD, que possibilita ao computador rodar arquivos de vídeo.

E como o mundo está conectado, o Remix Mini também oferece conexão Wi-Fi, Bluetooth 4.0, Ethernet e ainda vem com entrada HDMI.

O computador roda um sistema operacional baseado no Android Lollipop, o "Remix OS", desenvolvido pela própria empresa fabricante, que fez com que o Android Lollipop se tornasse capaz de funcionar utilizando uma tela grande, como qualquer outro desktop.

Outra grande vantagem do sistema operacional Remix OS é que seu design é bastante familiar, oferecendo a "Barra de Tarefas" na parte inferior da tela, da mesma forma que estamos acostumados com o Windows e o Mac OS, o que possibilita ao usuário controlar todos os programas que estiverem sendo executados.

E as semelhanças do Remix OS com um desktop não param por aí, pois ele oferece "Gerenciador de Tarefas Nativo", além de teclado e vem com um cliente de e-mail próprio que atende perfeitamente até os usuários que trabalham com envio e recebimento de e-mail, contando com um fluxo maior de mensagens.

Quem precisa de um computador desktop que seja portátil e principalmente barato, encontra neste minicomputador a melhor opção, pois mesmo não oferecendo uma ótima configuração, atende perfeitamente aos usuários que acessam e-mail, redes sociais, aplicativos, não atendendo porém, os fãs de games e profissionais que precisam rodar softwares mais pesados.

Por Russel

Remix Mini

Foto: Divulgação


Pesquisa revelou que 75,2% da população brasileira possui celular.

Após a chegada dos smartphones a população tem acessado a internet e as redes sociais com mais frequência e em diversos lugares, devido à facilidade e à comodidade que esses aparelhos proporcionam, o que nos leva a crer que os computadores acabaram por perder lugar por não oferecer aos consumidores o mesmo poder de mobilidade que os smartphones oferecem, uma vez que estes podem ser conduzidos para qualquer lugar dentro do bolso do usuário.

Sendo assim, fica uma pergunta: O celular é onipresente no Brasil? Qual lugar ocupa o computador na vida dos brasileiros?

Para responder essa pergunta, o IBGE de São Paulo divulgou uma pesquisa que revela dados expressivos. Dentre os brasileiros com mais de 10 anos de idade, 103,2 milhões possuem telefones celulares. Essa quantidade equivale a exatamente 75,2% de toda a população.

A designação telefone celular é ampla e não concentra apenas os smartphones, aparelhos mais populares por oferecer maior gama de funcionalidade. O estudo aponta que os dispositivos móveis, a exemplo do smartphone e tablet, não são bem distribuídos pelo país.

Podemos apontar como exemplo da afirmação acima o estado do Maranhão, pois apenas 52,3% da população possui um celular. Por outro lado, no Distrito Federal, essa marca chega a quase 90% dos moradores (que possuem um aparelho do tipo).

O estudo realizado pelo IBGE contou com o apoio do Ministério das Comunicações. Esta foi uma das pesquisas realizadas pelo PNAD 2013 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). O intuito é fazer um diagnóstico da forma como os brasileiros fazem uso da tecnologia.

A pesquisa aponta também como exemplo da diferença entre o uso de celulares e computadores pelo brasileiro. No estado do Amapá, 11,9% da população acessa internet através de computadores, enquanto que 40% acessa através de celular ou tablet.

É possível afirmar, portanto, que apesar da expansão do mercado de telefonia móvel e a evolução tecnológica dos aparelhos, o computador não foi totalmente suprimido e sua utilização ainda é necessária, mas ainda há uma pergunta que ainda não pode ser respondida: estamos no curso de uma substituição gradual ou o momento reflete apenas uma soma e agregação de produtos na vida do consumidor?

Por André César

Celular e computador

Foto: Divulgação


A Dell anunciou sua nova workstation no mercado brasileiro, sendo a primeira móvel da marca a ser vendida no país, que chega com tecnologias de ponta ainda pouco encontradas em aparelhos de outras marcas. Dentre os destaques, estão a resolução de tela Ultra HD (4K) e um processador i7 superpotente. Porém, quem quiser tanto desempenho assim terá que pagar cerca de R$ 10.900 pela máquina.

Disponível em dois modelos, o mais completo vem com processador Intel Core i7-4712HQ (Quad Core 2.30GHz, 3.3GHz Turbo, 6MB 37W, w/HD Graphics 4600), memória RAM de 16 GB SDRAM DDR3 a 1.600 MHz, tela de 15,6 polegadas, touchscreen, 4K2K (resolução de 3820 x 2160), com Premium Panel Guarantee, placa de vídeo Nvidia Quadro K1100M, com 2 GB de memória GDDR5 e disco rígido de até 4 TB.

O sistema operacional presente na máquina é o Windows 8.1 PRO, de 64 bits. No site da própria Dell, essa versão está com o preço de R$ 10.965,00.

Quem preferir a versão mais “simples” levará um aparelho com as configurações bem parecidas, porém o que muda é a memória RAM, que vem com 8 GB SDRAM DDR3 a 1.600 MHz, o disco rígido de 500 GB e tela touchscreen, porém com resolução Full HD (1920 x 1080).

Essa versão com menos desempenho também está anunciada no site da Dell pelo preço de R$ 9.699,00.

O usuário ainda pode escolher outro sistema operacional para a workstation, caso o Windows 8 não atenda aos seus requisitos. As outras duas opções são Windows 7 Professional de 64 bits ou Ubuntu Linux 14.01 SP1.

Outro destaque para o computador é sua bateria, que é composta por 6 células, capaz de suportar mais de 13 horas de funcionamento da máquina.

Essa máquina é destina a profissionais da área de fotografia, vídeos e modelagem 3D, que precisam fazer edições em locais móveis. Com todas essas configurações de ponta, o usuário sem dúvidas não ficará na mão, nem enfrentará travamentos por um longo tempo.

Por Rannier Ferreira Mendes

Dell Precision M3800

Dell Precision M3800

Fotos: Divulgação


A Era da Informação está em constante movimento e inovação. Isso se deve não só às novas aplicações ligadas a esse setor, mas também ao aprimoramento versátil dessa área. Estamos falando do desenvolvimento dos computadores quânticos.

Para falar sobre essas perspectivas, a Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, através do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (Imecc). Realizou a SPCoding School de 19/01/2015 a 30/01/2015.

A cerimônia aconteceu no ambiente do programa Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA), da FAPESP, que disponibilizou fundos para organização de cursos de curta duração em tópicos avançados de ciência e tecnologia no estado de São Paulo.

A diferença entre computadores atuais e os quânticos é que os primeiros usam o bit, a menor unidade de dados que pode ser armazenada ou enviada. Já para os quânticos são os qubits, que acompanham as características da mecânica quântica, ramo da física que trata das grandezas próximas ou abaixo da escala atômica.

Com essa nova tecnologia, os computadores podem efetivar concomitantemente uma quantidade bem maior de cálculos.

Segundo Sueli Irene Rodrigues Costa, professora do IMECC, compreender o entendimento quântico da informação faz-se necessário atribuir uma complexidade à sua codificação. Entretanto, no mesmo momento em que análises complexas, que demandariam décadas, séculos ou até milhares de anos, para serem realizadas em computadores comuns, poderiam ser feitas em minutos por computadores quânticos, como também essa tecnologia ameaçaria o segredo de informações que não foram necessariamente protegidas contra esse tipo de novidade.

A maior advertência dos computadores quânticos se deve à criptografia atual está na sua capacidade de quebrar os códigos usados na proteção de informações notável como, por exemplo, as de cartão de crédito.

Segundo Rodrigues Costa, coordenador do projeto Temático “Segurança e confiabilidade da informação: teoria e prática”, patrocinada pela FAPESP, a teoria da informação e a codificação necessitam está na vanguarda do uso comercial da computação quântica.

Ainda segundo a teoria quântica, os procedimentos criptográficos em vigor na se sustentariam aos computadores quânticos por não apresentarem segurança. Há uma certa urgência pelo desenvolvimento de alternativas preparadas para a capacidade da computação quântica também alavancar a teoria da informação a crescer cada vez mais em diversas direções.

Para Rodrigues Costa a evolução da teoria da informação em contraponto ao desenvolvimento da computação quântica provocará revoluções em várias áreas do conhecimento.

Uma das aplicações da codificação quântica, em contraponto das múltiplas aplicações da teoria da informação na atualidade, seria a elevação de diversas áreas da ciência a novos estágios por possibilitar cálculos computacionais ainda mais precisos no mundo físico, lidando com uma quantidade estratosfericamente maior de variáveis em comparação aos computadores clássicos, disse Rodrigues.

Há ainda aplicações da teoria quântica no ramo da biologia, a exemplo disso, no campo da neurociência que apresenta questionamentos importantes que podem ser solucionados com a ajuda da teoria da informação. Isso porque ainda não se sabe como os neurônios se comunicam entre si, como o cérebro funciona em sua plenitude e as redes neurais são um campo de estudo valioso do ponto de vista matemático, da mesma forma como a biologia moléculas.

Conforme Max Costa, Professor da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp, diz que os seres vivos são feitos de informações. Segundo ele os seres humanos são codificados por meio do DNA das células. Desvendar o segredo que existe por trás dos mapeamentos que são obtidos e registrados é um problema de enorme interesse para a compreensão mais profunda do processo da vida.

Por Alexandre de Sá

Computadores qu?nticos

Foto: Divulgação


Aproveitando a última conferência realizada pela Microsoft, em que ela apresentou o Windows 10, nova versão do sistema operacional da empresa, o Microsoft HoloLens foi anunciado e trata-se do "computador holográfico mais avançado que o mundo já viu".

Isso mesmo, o novo computador não é nada mais do que um óculos que cria uma realidade virtual inserida no mundo físico em que estamos, de forma que o usuário possa interagir com computador usando as mãos, movimentos com a cabeça e a fala.

Por mais que isso pareça futurista demais, a Microsoft já possui protótipos funcionando e deverá começar a produção em breve, já que disse que o HoloLens chegará ao mercado à medida que o Windows 10 for se adaptando.

Desde outubro de 2013, já existem rumores de que a empresa estava produzindo um dispositivo desta classe, porém só agora com o anúncio do sistema operacional que estará contido nele que o produto foi anunciado oficialmente.

O uso de hologramas permite que o usuário enxergue janelas onde quiser no seu campo visual, podendo redimensioná-las, trocá-las de lugar e interagir com as opções disponibilizadas pelo aplicativo.

Em um vídeo lançado pela própria Microsoft para promover o produto, é possível ver um homem em pé acessando sua biblioteca de fotos, enquanto existe uma janela de atalhos de aplicativos, como Skype, Internet Explorer, Músicas e Netflix.

No Skype, será possível transmitir a realidade virtual enxergada pelo usuário do HoloLens para o contato que estiver em um tablet ou desktop por exemplo, de forma que ele enxergue o mundo virtual que quem estiver com o óculos está vendo.

O óculos ainda é capaz de reconhecer o ambiente em que o usuário está, podendo, inclusive, criar um mundo do jogo Minecraft na sala de estar, com castelos sobre as mesas e outras construções sobre o sofá, sendo que o usuário usará suas mãos para interagir com os blocos do jogo e, assim que andar sobre o cenário, a imagem será reposicionada instantaneamente, dando a real impressão de estar andando pelo cenário.

O preço do produto ainda não foi divulgado, mas quem quiser investir nesse computador certamente terá uma tecnologia revolucionária nunca antes disponível no mercado.

Por Rannier Ferreira Mendes


As vantagens de possuir um notebook (laptop) são inúmeras, afinal, este aparelho oferece mobilidade, pode ser guardado facilmente e ocupa pouco espaço físico. Além disso, hoje em dia o mercado oferece notebooks com configurações para todos os gostos.

Se você pretende comprar ou trocar, veja as dicas as dicas abaixo para que você possa escolher o notebook mais adequado às suas atividades diárias.

– Na hora da compra do seu notebook não esqueça de olhar a quantidade de memória RAM, você deve considerar o padrão atual do mercado. Para os padrões atuais, é importante ter pelo menos 2GB de memória RAM, para não prejudicar o desempenho do computador e quando você precisar o notebook vai rodar aplicações um pouco mais pesadas. Entretanto, se você vai utilizar o notebook com uma certa frequência , opte por 4GB.

– Preste atenção às características de conectividade do aparelho. Observe se o notebook possui pelo menos duas portas USB, uma porta HDMI, conectividade Wi-Fi e um leitor de cartões SD.

– Se você utilizar o notebook para tarefas básicas é melhor escolher um processador que possua recursos de economia de energia. Mas, se você precisa de um aparelho mais potente, capaz de rodar aplicações pesadas, escolha um processador com dois ou mais núcleos.

– Pesquise se a marca desejada possui ampla rede de assistência técnica;

– Verifique se o aparelho escolhido não possui uma tecnologia obsoleta;

– Procure em fóruns de discussão ou na internet sobre o modelo de seu interesse, se ele é confiável;

– Se você gosta de assistir vídeos ou jogar no computador, é recomendável que você opte por um notebook com um bom chip gráfico.

– É de extrema importância que você adquira um notebook com o sistema operacional mais atual possível.

A função dessas dicas é fazer com que você saiba quais itens precisam ser analisados durante a compra do notebook, assim você saberá reconhecer as características de maior ou menor importância.

Por Raquel Alice

Notebooks

Foto: Divulgação


Foi um termo que surgiu não faz tanto tempo assim, talvez propagou-se mesmo de uns 2 anos para cá. Viral. Termo esse conhecido popularmente por doenças provocadas por vírus letais, como o Ebola, que apesar de ser bem velho ganhou os palcos agora, depois de provocar mais de 6.000 mortes desde sua reestreia na humanidade. Mas o vírus que estamos tratando são os vídeos que rapidamente se alastram pela internet e recebeu carinhosamente o título de viral, ou seja, espalha rápido e é difícil de deter.

Esses vídeos, dos mais variados tipos, espalham-se rápido, muito rápido. Pode ser um bebê chorando e rindo ao mesmo tempo, um tombo bem levado, uma frase engraçada, um amigo desdentado tentando falar “uatizápi” e bebendo cerveja pelo meio dos dentes. Qualquer coisa geralmente sem noção tem potencial para se tornar um vídeo viral e ganhar espaço.

Se você recebe um desses vídeos pelo Facebook e tem 800 amigos, imagine o potencial se um desses amigos, com mais mil amigos compartilhar, e por aí vai. Virarão milhões de visualizações. Imagina esse vídeo carregando alguma propaganda? Pois é. O mercado não é bobo e já se aproveita disso. Mas esses inocentes vídeos que fazem você rir por um ou dois minutos também podem te prejudicar. Um viral pode literalmente carregar um vírus. Tudo no prazeroso mundo digital pode carregar um vírus. Daí você está lá, inocentemente se divertindo e um vírus carregado de más intenções está fazendo a festa no seu computador ou aparelho similar.

Isso porque esse vídeo já rodou muito e pode ter saído de uma máquina já infectada e carregado a sementinha do mal com ele. Os vírus podem simplesmente deixar seu computador mais lento, ou causar danos mais severos nos equipamentos.

Existem bilhões de vírus, isso mesmo, bilhões. 

Por Luciana Viturino

V?rus no computador

Foto: Divulgação


Todo aparelho eletrônico deve ter um cuidado especial, pois são frágeis e podem estragar facilmente e de diversas formas. Hoje a maioria das pessoas tem um computador, notebook e smartphone em casa, ou até mais.

Conheço pessoas que tem: PC, notebook (uns 3), netbook, tablet, smartphone e outros aparelhos que não sei o nome direito.

Cada hora inventam uma coisa nova e todos eles têm uma coisa em comum: precisam de muito cuidado. Eles podem se estragar com quedas, com energia elétrica, com calor, com sujeira, com água, com calor, com atrito e ufa! Acho que só. Pois é. São muitas as maneiras de colocar seus equipamentos em risco. Tem que cuidar.

Evite deixá-los nas beiradas das coisas (mesas, mesinhas, cadeiras, armários), pois você ou outra pessoa pode esbarrar e ele cair. Evite deixá-los ligados na tomada por muito tempo mesmo que seja para recarregar, pois eles aquecem e podem danificar o processador. Aí já era. Só o lixo mesmo. Sem falar que na maioria das cidades as quedas de energia são constantes e essas quedas causam ainda mais oscilações na corrente onde você carrega seu aparelho. Usamos uma energia suja e inconstante, uma das piores do mundo.

Agua. Está certo que ninguém lava o telefone embaixo da torneira, mas algumas formas da água estragá-lo são: deixá-lo no bolso enquanto vai ao banheiro e ele cair no vaso (fato bem comum e acontece com frequência); deixá-lo naquela mesinha ao lado da cama bem embaixo do umidificador (o acúmulo de vapor de água durante toda a noite em cima do aparelho pode danificá-lo); entrar no mar com o aparelho.

Enfim, siga os cuidados básicos e você terá um aparelho funcionando por muito mais tempo, pois sabemos que, por mais cuidado que tenhamos, eles não são eternos.

Por Luciana Viturino

Aparelhos eletr?nicos

Foto: Divulgação


Em 1971 um programador de computadores – daqueles enormes computadores que você já deve ter ouvido falar e visto imagens e que serviam no início mais para uso militares, de cálculos e etc. – desenvolveu o primeiro vírus. Foi um teste de programação que deu certo. Ele entrava no sistema, dizia uma mensagem engraçada, tipo: Me pegue se conseguir – e seguia seu caminho para outro computador, exibindo a mesma mensagem. Foi um sucesso. Logo em seguida, no mesmo ano, um outro programador tentava desenvolver um programa que encontrasse essa mensagem e a deletava. Pronto. Haviam sido criados o vírus e o antivírus, nessa ordem.

E é nessa ordem que as coisas estão até hoje: o vírus sempre na frente e os antivírus sempre um bocadinho mais atrás. Sempre chegam atrasados, quando chegam. Existem, claro, empresas sérias dedicadas a combater essas infecções virtuais, que gastam muito tempo e dinheiro tentando impedir que suas fotos íntimas vazem na internet (caso tenha alguma, lógico). Mas não é tarefa fácil. Os produtores de vírus surgem a cada segundo e produzem vírus cada vez mais letais, capaz de destruir tudo na sua máquina, além de roubar senhas e dados que você não quer compartilhar com ninguém.

Um bom antivírus no mercado é o McAfee. Produzido pela empresa de mesmo nome ele foi criado por John McAfee, uma figura no mínimo excêntrica. Após a fama e fortuna pelo antivírus, passou a viver isoladamente em uma ilha cercada de drogas e dançarinas, além de armas e guerrilheiros. A história de sua vida vai virar filme. Deve valer a pena assistir.

Outros antivírus também são bons. O segredo de um antivírus se resume ao seu banco de dados. Quanto maior e mais utilizado melhor. Como assim? Simples, o banco de dados de um antivírus são linhas de códigos com os tipos de vírus existentes na rede. Quantos mais vírus ele é capaz de reconhecer, melhor para o seu computador ou dispositivo, e melhor para sua segurança virtual.

Por Luciana Viturino

V?rus

Foto: Divulgação


Desde os primórdios da eletrônica, quando ainda dependíamos de válvulas para que os equipamentos funcionassem, o maior problema sempre foi o aquecimento. Como dissipar o calor excessivo?

O problema é que todo equipamento eletrônico precisa de eletricidade e eletricidade gera calor. Mesmo com toda tecnologia disponível no mercado, esse ainda é um problema muito grande. Nos computadores de mesa, temos maiores chances de dissipar o calor porque os gabinetes são maiores e podemos instalar coolers adicionais que auxiliam nessa tarefa.

O processador é o item que mais aquece e um efeito colateral que ele apresenta quando ele não está sendo devidamente refrigerado é que o computador começa a travar. Isso ocorre também em notebooks, netbooks, ultrabooks, tablets, smartphones, enfim, em todos os equipamentos que possuam uma central de processamento.

Em notebooks o problema pode ser sentido na pele, literalmente. Quem possui o hábito de usar o notebook no colo, percebe logo o calor que ele emite. E o fato de você mantê-lo no colo faz com que o notebook não consiga a devida ventilação, fazendo o processador aquecer mais e sofrer riscos de travamento.

Quando o processador trabalha acima da temperatura ideal, os circuitos que o compõe entram em pane e não conseguem enviar os comandos aos dispositivos, fazendo-o travar. Em muitos casos ocorre até o perigo de queimar a peça.

Um notebook deve trabalhar em cima de uma superfície lisa, firme e fria, para que o sistema de ventilação e exaustão funcione adequadamente. Muito bom também utilizar exaustores externos, aqueles suportes com ventiladores que se coloca o notebook em cima e funcionam através das entradas USB.

Smartphones aquecem também, pois possuem como os demais equipamentos, um processador. Manter o aparelho o dia inteiro na tomada gerará um calor excessivo ao aparelho, que pode sim queimar. E outra coisa, equipamentos eletrônicos com excessivo calor são ninhos de insetos, principalmente formigas, que danificam o aparelho. Por isso, mantenha seu equipamento sempre em ambiente fresco e com os sistemas de resfriamento funcionando adequadamente.

Por Luciana Viturino

Computador superaquecendo

Foto: Divulgação


Tudo se centraliza nela. Tudo é conectado e todos os pulsos elétricos circulam por ali. Neste artigo iremos nos aprofundar um pouco na placa mãe.

Muitos associam este importante item de hardware apenas aos tradicionais PCs, porém ela está presente em todos equipamentos eletrônicos, sendo ele que conecta todos os demais itens e dispositivos dos equipamentos.

Dentro de um PC tradicional, temos itens como HD (Hard Disk, responsável pelo armazenamento dos dados) conectados nela. Temo a fonte de energia, que recebe a energia alternada da tomada e transforma na corrente continua necessária ao funcionamento de cada item de hardware do computador. Na placa mãe ainda é conectado o processador, o cérebro de qualquer equipamento. Ainda encontramos a memória, que serve para exibir, através da tela, tudo o que é processado no computador. Na placa mãe ainda são conectados todos os demais dispositivos, través das entradas USB que ficam na placa mãe. Saídas de som, vídeo e dispositivos de CD/DVD também são conectados nesse indispensável item de hardware. Em ela não existe equipamento. Por isso a importância de termos em nosso equipamento uma placa mãe de qualidade. Não adianta um processador Top e uma placa mãe de segunda. A qualidade do seu processador ficará comprometida. Ele não renderá o máximo para que foi produzido.

Uma placa mãe é um dispositivo eletrônico, com circuitos eletrônicos, que lembram estradas, muitas estradas, onde os pulsos eletrônicos fluem. A qualidade da placa interfere na velocidade de todos os demais tens de hardware do computador. Temos no mercado uma infinidade de marcas e modelos de placa mãe. Elas possuem valores que oscilam de R$ 200,00 a R$ 3.000,00, para se ter uma ideia da qualidade do dispositivo de que encontramos. As marcas mais confiáveis no mercado são: Asus, que é uma marca top e referência em placa mãe, suas placas são duráveis e todos os itens conectados nela respondem perfeitamente ao que esperamos; placas da Intel também são boas; marcas como AsRock e Gigabyte oferecem peças mais baratas, porém, mais sujeitas a defeitos.

Por Luciana Viturino

Placa m?e

Foto: Divulgação


Para começar precisamos saber quais as diferenças entre um notebook e um ultrabook. Os primeiros geralmente são maiores, possuem baterias com maior autonomia e maior capacidade de processamento, armazenamento e itens de hardware, como leitores de DVD. Os ultrabook´s ganharam mercado por serem mais leves, mais compactos e mais fáceis de carregar. É uma boa opção para quem viaja muito e detesta carregar peso. São mais finos e muito mais apresentáveis que os notebooks, além de integrarem novas tecnologias de armazenamento, acesso a memórias e novos itens de hardware.

Encontramos hoje no mercado uma série de marcas com os mais variados valores. A Lenovo tem apresentado aparelhos interessantes e com boa configuração, com tela de 14”, Windows 8 starter e processador Intel, com preços a partir de R$ 1.000,00. A mesma empresa também oferece modelos mais completos com configurações mais robustas com 8GB de memória, processador Intel i7, HD 500 GB mais cartão de memória de 16 GB, com preços a partir de R$ 2.500,00. A LG tem no mercado equipamentos de alta performance com valor de R$ 2.800,00. Com este investimento podemos adquirir um Ultrabook com processador Intel i7, com 4GB de memória, armazenamento de 128 GB, porém uma tela de 13,3” pode deixar você incomodado.

A Asus sempre surpreende em seus modelos, além de ter ao seu favor o histórico de produtos confiáveis e duradouros que agradam o cliente. Em sua linha de notebooks temos equipamentos a partir de R$ 2.000,00 com processador Intel i5, tela 14”, armazenamento de 500GB com cartão opcional e Windows 8.

A Sony oferece um modelo aparentemente igual a LG, mas com preço superior aos R$ 3.000,00.

Se comparados aos notebooks os ultrabooks podem parecer caros, mas cada usuário pode encontrar suas vantagens: tamanho, peso, ser top de linha, enfim, existem muitas vantagens em se ter um ultrabook.

Os notebooks não sairão tão fácil de circulação, pois ainda possuem estrutura superior aos ultrabooks, com vantagens de hardware. Mas na área de tecnologia tudo pode mudar da noite para o dia.

Por Luciana Viturino

Notebook da Llenovo

Ultrabook da Asus

Notebook x ultrabook

Fotos: Divulgação


Os netbooks foram uma febre quando lançados. Hoje se tornaram um problema aos proprietários. Primeiro porque costumam dar muitos problemas depois de um certo tempo de uso. E isso não é conversa fiada de 1 ou 2 clientes insatisfeitos.

Eles foram projetados para serem mais simples de carregar e para ocupar menos espaço. Para isso tiveram que ter seu hardware diminuído numa experiência que não deu muito certo. Alguns modelos, como os da Asus, até que se saíram bem, porém a maioria não.

Para começar, um dos problemas que eles começam a ter logo depois de alguns meses de uso é travar devido ao aquecimento e uma engenharia mal pensada de resfriamento. Eles travam. Só voltam a funcionar depois de certo tempo de deligados quando já esfriaram. Modo certo de usar? Numa câmara fria ou na frente do ar condicionado.

Depois vem o teclado, que já é ruim porque é muito pequeno. Eles adoram dar problema, porque os flats (cabos) que são ligados na placa mãe simplesmente são frágeis e se quebram com facilidade. A manutenção não é tão simples e geralmente custa caro.

Muitos técnicos têm ojeriza daqueles aparelhos e simplesmente negam pegar para realizar manutenção.

Abrir é complicado e a estrutura é muito frágil. Piora de modelo para modelo. E hoje estão desvalorizados. Vemos anúncios diversos com preços entre R$ 150,00 e R$ 300,00.

Vender é tarefa difícil, pois os tablets e smartphones estão ganhando mercado a cada dia, pelo custo benefício que têm perto de um netbook. Não possuem espaço suficiente de armazenamento e geralmente a memória é fraca, fazendo com que o uso simultâneo de muitos aplicativos também os façam travar. Não tem leitor de DVD e pouca entrada USB. O jeito é usar uma coisa de cada vez e com paciência.

Não adianta jogá-lo no chão. Pode ser pior. A dica é: use-o até o limite de suas forças, explore ao máximo suas potencialidades e depois aposente-o, ou use de peso para papel.

Por Luciana Viturino

Netbooks

Netbooks

Netbooks

Fotos: Divulgação


O processador de um computador é conhecido como sendo o “cérebro” da máquina, já que é a unidade central e controladora que determina todos os processos que serão realizados pelos demais hardwares.

Dessa forma, fazendo uma analogia justamente com o cérebro humano, questiona-se o que acontece em seu interior nos momentos em que a máquina que ele comanda está ociosa. A resposta é simples se mantivermos a comparação: ele não para!

Essa central de comando, durante todo o tempo que o computador está ligado, está registrando informações “aferentes” e enviando comando “eferentes” para as demais partes da máquina. Um computador é dito ocioso quando o usuário não realiza nenhum comando em um determinado período, ou seja, não está mexendo no mouse, digitando ou esperando respostas de algum aplicativo rodando no sistema operacional.

Nos computadores executando Windows, é possível ver o uso do processador e quais aplicativos estão sendo executados ao acessar o Gerenciador de Tarefas do Windows. Essa função exibe, inclusive, um gráfico de uso da CPU e quais aplicativos estão utilizando qual porcentagem de seu desempenho.

No entanto, ao contrário do que se espera, quando o computador está ocioso, ele ainda está executando uma tarefa chamada Tempo Ocioso do Sistema.

Essa tarefa faz com que a CPU monitore os aplicativos que estão sendo rodados em segundo plano, verificando se necessitam de alguma atenção, e ainda permite que o processador esteja sempre pronto para responder a algum comando realizado pelo operador da máquina.

Porém, mesmo que a tarefa Tempo Ocioso do Sistema esteja sempre ligada ao acessar o Gerenciador de Tarefas, ela perde em questão de prioridade para qualquer outro programa que começar sua execução. Dessa forma, a análise de programas de segundo plano só é executada quando não há outra coisa para o computador fazer.

Em relação a essa questão de ociosidade do processador, surgem questionamentos sobre a possibilidade de economizar energia durante esses momentos. Porém, mesmo que a CPU nunca pare, ela diminui o clock por um período, fazendo com que sua frequência de funcionamento esteja bem abaixo em relação aos momentos de intensa atividade, o que economiza energia, sendo uma grande vantagem para os dispositivos que funcionam com baterias.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


A HP começou na quarta-feira (29/10) a pré-venda de um novo produto que pretende reanimar o interesse por computadores desktop. O Sprout é o resultado da união de um computador pessoal com uma espécie de mesa digitalizadora, um scanner 3D e um projetor. O resultado é um equipamento inovador que custará US$ 1,9 mil.

O Sprout realmente inova incluindo duas telas: a principal vem com 23 polegadas e 10 pontos touchscreen. A segunda, chamada Touch Mat, tem 20 polegadas e 20 pontos touchscreen. É uma espécie de mouse touc screen gigante, mas com a função de interagir com imagens com as mãos, sem necessidade de mouse ou teclado. O usuário poderá simplesmente arrastar as imagens da tela "principal" para o Touch Mat e manipulá-las manualmente. A HP chama isto de "plataforma de computação imersiva”. Imagine as aplicações para artistas e designers!

A superfície do Touch Mat foi projetada para ser durável, indo na contra-mão da obsolescência programada, sendo à prova de arranhões e pode ser limpa até mesmo de canetas de tinta permanente.

Sobre a tela principal, ergue-se o Illuminator, a união inovadora de projetor com scanner 3D. O conjunto conta com um projetor DLP e uma câmera digital de 14,6MP com tecnologia RealSense 3D da Intel. Essa câmera permite que o Illuminator capture imagens 3D, que podem ser manipuladas com o Touch Mat. Lembra que mencionei que o Sprout dispensa teclado? Um teclado digital é projetado no Touch Mat também.

Ademais, o hardware do computador conta com processador Intel Core i7 com Intel HD Graphics 4600 e NVIDIA GeForce GT 745A, 8 GB de RAM, e 1 TB de armazenamento interno.

A HP, empresa que está tentando se inovar, tem um pensamento a longo prazo para o Sprout. "Esse é apenas um produto; temos uma visão", afirma Eric Monsef, VP de Sistemas Imersivos da HP. Como qualquer empresa que procura um reposicionamento no mercado, a HP sabe que precisa aprender sobre seu potencial novo publico. Por isso, ela tem cautela no lançamento e enviará o Sprout em algumas centenas de unidades para “fabricantes, desenvolvedores, pessoas do mercado de TI, educadores”, a fim de realizar testes beta e, assim, receber feedback necessário para aprimorar suas ideias.

Resta saber se o novo conceito cairá nas graças do público geral, com novas propostas de aplicação, ou ficará restrita a um nicho, como artistas, designers gráficos e afins.

Por Alexandre S.T.


O notebook por seu tamanho, peso e design tornou-se muito mais prático para aqueles que passam por diversos lugares durante o dia e precisam de um computador à mão para realizar tarefas urgentes. Entretanto, nem todos exigem um aparelho com configurações de última geração.

É exaustivo realizar uma busca específica por um equipamento de qualidade, porém com o preço acessível. As opções disponíveis podem confundir o consumidor, desta forma, para aqueles que necessitam de um notebook para realizar trabalhos rápidos diariamente, e não sabem ao certo que tipo de configuração escolher, aqui vão algumas dicas de aparelhos bons, que custam até R$ 2 mil.

As opções abaixo contêm especificações básicas de cada aparelho que são de diversas marcas, cada uma com seu tipo de configuração específico, o que torna mais fácil a escolha do consumidor.

A primeira é o Samsung Ativ Book 2. Por R$ 1,8 mil, o notebook tem tela de 14 polegadas, resolução HD, processador Intel Core i3 3110M de 2.4 GHz, além de conter placa de vídeo Intel HD Graphics 4000, memória RAM de 4GB, HD de 500 GB, e Windows 8 instalado no aparelho. A bateria autônoma do notebook dura 6 horas em uso moderado e 4 horas quando o uso é mais intenso.

O Asus X450LA, sai por R$ 1,9 mil, possui tela de 14 polegadas, processador de dois núcleos Intel Core i5 4200U, com 1.60 GHz de velocidade e 2.60 GHz de frequência turbo máxima. O notebook vem com o Windows 8.1 instalado de 64-bit, 4 GB de memória RAM, placa de vídeo Intel HD Graphics 4000, além de um HD com 500 GB para armazenamentos.

O Lenovo G40, pelo mesmo valor do Asus X450LA, R$ 1,9 mil, é caracterizado por seu display LED HD, também de 14 polegadas, processador Intel Core i5 4200U, memória RAM de 4 GB, placa de vídeo AMD Radeon R5 M230 e 1 TB de HD. O notebook tem o Windows 8.1 instalado, além de outros aplicativos personalizados.

Por último, o HP Pavilion, por R$ 1.990, possui tela LED de 14 polegadas, processador Intel Core i5 4200U, com 1,6 GHz de velocidade e 2,6 GHz de frequência turbo máxima e gráficos da Intel HD 4400.

Por Bruna Pereira

samsung Ativ Book 2

Asus X450LA

 

Lenovo G40

HP Pavilion

Fotos: Divulgação


É muito comum encontrarmos pessoas nos dias de hoje que passam horas a fio na tela do computador, trabalhando ou estudando. E, você já pensou em começar a redigir e sentir aquela dor inconfortável na região do pulso? E se o teclado estiver muito duro para escrever? É uma situação extremamente indelicada, pois isso pode causar algumas lesões musculares nas regiões do antebraço. Por isso, preste bastante atenção, pois vou revelar a você o momento que o seu teclado precisa ser trocado.

Primeiramente, é importante destacar que assim como qualquer outro tipo de aparelho o teclado também possui um tempo de vida. Hoje é cada vez mais comum os modelos compactos e versáteis. Contudo, esse alto investimento precisa ser avaliado e o consumidor tem de ter alguns cuidados para não se decepcionar no curto prazo.

O teclado pode não estar em bom funcionamento devido a um líquido derramado ou até mesmo pela força com que o usuário digita. Mas, pode haver outros motivos também. Essas são apenas hipóteses. Diante disso, ao identificar a demanda por teclados de qualidade, foi criada uma empresa que atende a esse público-alvo e assim, é possível verificar os mais diversos modelos que são de marcas como HP, Dell, Acer, entre outras. Os interessados em adquirir podem acessar www.bbbaterias.com.br e verificar os diferentes modelos.

A empresa BB Baterias é especializada em dispositivos portáteis e através do site você pode obter informações sobre os tipos de baterias, diferenças de capacidade, compatibilidade, entre outros dados. Os produtos são 100% novos, testados e lacrados. Ressalte-se que você tem a garantia do produto caso não tenha ficado satisfeito com o que lhe foi proposto. E lembro, ainda, que todos vêm diretamente da fábrica com a melhor qualidade. Por isso, se você precisa de algum dispositivo portátil, entre agora em contato e a empresa irá mostrar a você o melhor conceito em tecnologia de tais dispositivos.

Por Luciana Viturino

Teclado

Foto: Divulgação


Para muitas pessoas, backup é algo complicado, chato de ser feito e por isso é deixado de lado, sendo que são poucos os que procuram fazer backup dos dados que têm em seu computador. Até o dia em que o HD apresenta algum problema físico ou um vírus apaga todos os dados e aí a pessoa descobre que perdeu tudo. Recuperar estes dados é possível, mas custa muito caro, por isso o melhor continua sendo prevenir.

Backup nada mais é que salvar os seus arquivos em mais de um lugar, assim, se um local de armazenamento der problema, você tem os arquivos salvos em outro lugar. Se você salvar seus arquivos em um pen drive, por exemplo, então você já tem um backup.

Mas o backup vai variar de pessoa para pessoa e até mesmo de empresa para empresa. Uma pessoa que tem muitos arquivos e que está modificando estes arquivos diariamente precisa fazer um backup diário. O mesmo vale para uma empresa.

Neste caso, pode ser instalado um segundo HD, utilizando o primeiro e fazendo o backup no segundo.
Se a pessoa ou a empresa tiver uma rede de computadores, poderá fazer backup de um computador em outro que esteja conectado à rede, ficando atento ao espaço disponível no HD e o tamanho do backup a ser feito.

Quando o backup será feito, irá depender também de cada caso, sendo que para uns, o backup pode ser semanal, mas há quem precise de um backup diário e para algumas empresas o backup deverá ser feito mais de uma vez por dia.

O backup pode ser manual, ou seja, o usuário irá copiar os arquivos e colá-los no espaço reservado para o backup. Mas há vários softwares que fazem este serviço, você só precisa programar o horário e pronto. Na hora determinada, o aplicativo irá entrar em ação e fazer uma cópia dos arquivos para o local por você determinado.

O importante é fazer uma avaliação de cada caso para encontrar a melhor solução, definir o espaço para o backup, quantas vezes será feito e como será feito.

Ficar sem backup é um risco muito grande e só quem já perdeu seus arquivos sabe o quanto é importante ter esta cópia de segurança.

Por Russel

Backup

Foto: Divulgação


Que tal conhecer uma das principais novidades do mercado tecnológico? O notebook com SSD. Ele oferece vários benefícios, tais como maior durabilidade da bateria e o fim da necessidade formatação, que é muito comum em computadores com HD.

O seu notebook trava e fica lento de forma frequente? O SSD chega ao mercado para acelerar as principais atividades de um computador e, assim, facilitar a rotina.

O SSD, por exemplo, não possui nenhuma parte móvel e devido a isso fica imune aos danos causados pela vibração e pelos impactos, o que aumenta a vida útil do aparelho. Nos notebooks tradicionais os impactos vão desgastando o computador aos poucos, e cada vez mais ele vai ficando lento até que chega o momento em que ele para de funcionar. Isso não acontece com o SSD que, também, é à prova d’água e protegido contra oscilação de energia. O notebook pode até cair no chão e quebrar, porém, todas as informações estarão protegidas dentro dele.

Como é a duração da bateria do seu notebook? Você precisa ficar carregando de forma frequente? Os computadores com o SSD, além de terem um desempenho alto, eles, geralmente, têm duração de uma hora a mais no tempo da bateria em comparação com os discos rígidos tradicionais.

As informações ficam armazenadas na memória NAND, que não é volátil e não necessita de energia para ficar armazenada. Desta forma, o SSD trabalha usando um consumo de energia muito baixa, o que possibilita imensas vantagens ao Notebook.

Além disso, como os computadores com SSD não têm motores e nem as partes móveis, eles são silenciosos e não aquecem como os computadores tradicionais que usam HD. Logo, essa tecnologia é fundamental para quem procura mais agilidade, mobilidade e quer ter um tempo útil maior na bateria. Assim, o notebook que tem a tecnologia SSD deixa o sistema ágil, moderno e livre de problemas por um tempo maior. 

Por Babi

Notebook com SSD

Foto: Divulgação


O mercado de all in one é um dos que mais crescem no mundo todo, porém não é uma novidade. Pensando na praticidade, otimização de espaço, dificuldade de manusear diversos cabos e fios ao mesmo tempo e a dor de cabeça que muitos consumidores enfrentam na hora de mexer no computador, as grandes fabricantes lançam constantemente modelos da categoria, que prometem facilitar a vida e o dia a dia de quem precisa de mais tempo e menos complicação.  

A gigante Apple lançou recentemente o seu mais novo iMac, tudo em um, com características inferiores às versões antigas, oferecendo ao consumidor um preço mais “acessível”, digamos assim.

Ele conta com tela de 21,5 polegadas com resolução de 1920×1080, processador Intel Core i5 dual-core de 1,4 GHz com Tubo Boost de até 2,7 GHz, 8 GB de memória RAM e 500 GB de armazenamento e placa Intel HD Graphics 5000, em seus gráficos.

Os modelos iMac são considerados os mais caros devido às suas configurações mais potentes, que podem chegar até R$ 10 mil, ou pouco mais. Com recursos mais baixos, o novo lançamento da empresa custa em média R$ 5,8 mil e se for analisar, de acordo com especialistas, o valor não chega a ser tão caro. Entretanto, os fãs da marca que são atentos aos detalhes poderão ficar desapontados já que componentes simples foram reduzidos, já que o desempenho do atual fica atrás de lançamentos anteriores. Para dar um exemplo, vale lembrar que o disco rígido modelo mais antigo tem o dobro da capacidade de memória, com 1 TB e processador Intel Core i5 quad-core de 2,7 GHz. Contudo não deixa de ser uma máquina com grande potencial.

Nos Estados Unidos o dispositivo sai por US$ 1.099, que convertidos para nossa moeda fica em R$ 2.478, valor bem abaixo do cobrado aqui, devido aos impostos. Para quem estiver interessado, a Apple Store Brasil já disponibilizou o iMac para venda e informa que os compradores poderão parcelar a mercadoria em até 12 vezes sem juros e o prazo de entrega do aparelho é de 7 a 10 dias com frete gratuito. 

Por Juliana Alves de Souza

Novo iMac

Foto: Divulgação


Hoje em dia os produtos de tecnologia assumem funções que anteriormente só eram executadas se comprássemos outros acessórios. Pensando desta forma, muitas empresas do segmento lançam a cada ano, centenas de aparelhos que apresentam ferramentas em um só aparelho mostrando que com o passar do tempo as tendências de mercado serão cada vez mais competitivas e cheias de novidades.

Computadores, notebooks, tablets, celulares e tantos outros objetos que vêm fazendo parte do dia a dia das pessoas, seguem na corrida dos queridinhos na hora das compras. E devido a isso, suas formas vão criando novas curvas, funcionalidades e especificações; tudo para o gosto do cliente, que está sempre em busca de novidades e qualidade.

Falando nas novas formas e em melhorias para o consumidor, a Toshiba, que é uma das marcas mais tradicionais no ramo da tecnologia lançou este mês, na feira taiwanesa Computex, um novo modelo de sua linha de laptops, a KiraBook.  A novidade fica por conta do L93, que de acordo com a empresa, é extremamente flexível, pois permite que ele desenvolva sete formas diferentes.

O L93 e suas funcionalidades:

O L93 é um laptop comum utilizado de acordo com as funções do próprio produto, porém apresenta características simples que o fazem diferente dos demais. Seu teclado, por exemplo, pode ser retirado, transformando o computador em um tablet, que pode ser usado com ou sem teclado, já que existe comunicação sem fio entre ambos.

Ao invés de touchpad, este teclado apresenta uma pointing stick, que é uma definição bem comum nos computadores da linha Thinkpad, da Lenovo.

Especificações do produto:

Os componentes do mais novo modelo da Toshida não deixam o consumidor na mão. A tela é de 13,3 polegadas com uma resolução de 2560×1440. Seu processador é Core i5, com memória de 8G de RAM e uma SSD de 128 GB de armazenamento.

Ainda não foi divulgado nenhum comunicado com relação à data de lançamento do produto aqui no Brasil. A informação dada na feira tecnológica é de que o L93 poderá ser comercializado por um valor sugerido em US$ 2.600 (R$ 5.800). Portanto, para os interessados resta aguardar.

Por Juliana Alves de Souza

Toshiba KiraBook

Foto: Divulgação


A Intel pretende eliminar todos os cabos do computador sem comprometer qualquer funcionamento, será possível inclusive recarregar ou conectar aparelhos celulares sem a necessidade de usar qualquer tipo de cabo, isso se deve graças a uma nova plataforma chamada Skylake.

Um mundo sem fios, esse é o sonho de diversas pessoas que encontram dificuldades nas aglomerações de aparelhos em um ambiente, para eliminar esse pesadelo será usado um padrão chamado WiGig que se propõe em ter uma velocidade de transferência de 7 Gbps que possibilitará a conectividade entre aparelhos apenas pela proximidade.

Através de diversas pesquisas para a construção da tecnologia Skylake a Intel esbarrou na necessidade de que todo o dispositivo precisa necessariamente ser alimentado por alguma fonte de energia, a partir dessa necessidade a empresa criou a tecnologia Rezence que recarrega os aparelhos sem a necessidade de conexão a uma fonte de energia elétrica. O sistema pode ser instalado em qualquer superfície, como uma mesa e terá a capacidade de carregar dispositivos variados que estão sobre a superfície por meio de ressonância magnética, o sistema é capaz de carregar qualquer número de aparelhos ao mesmo tempo e tem a capacidade de carregar aparelhos que estejam a até cinco centímetros de uma superfície de madeira.

A expectativa da Intel no lançamento da tecnologia Skylake é grande e já tem uma previsão que o produto seja lançado depois da metade de 2015, mas é bem provável que os aparelhos com a tecnologia só comecem a chegar ao mercado mundial a partir de 2016 prometendo ser uma das maiores inovações tecnológicas da década, com proposições nunca imaginadas em um passado não muito distante.

É claro que as inovações tecnológicas não irão parar por aí, monitores holográficos já estão em fases de testes nos corredores da Intel, é esperar para ver!

Por Paulo Victor Bragança

Computador sem cabos

Foto: Divulgação


Em meio à tamanha diversidade tecnológica, os computadores passaram a ser cada vez mais comuns no cotidiano do cidadão brasileiro. Hoje eles têm versões desktop, Notebooks, Netbooks e chegam a ser substituídos por tablets e celulares. São cada de vez mais modernos e funcionais.

Os computadores começaram a surgir a partir de 1936, construído pelo engenheiro Konrad Zuse, trazia o nome de Z1, mas não teve sucesso, pois os interesses na época estavam ligados à Guerra. Em meio a Segunda Guerra Mundial o Exército, a Marinha e a Universidade de Harvard desenvolveram de fato o primeiro computador, o Harvard Mark I desenvolvido pela Marinha dos Estados Unidos e a Universidade de Harvard, e o Eletronic Numeric Integrator And Calculator (ENIAC) computador mais potente produzido pelo Exército (EUA). Ambos os modelos passaram por diversas evoluções.

No Brasil o primeiro computador surgiu em 1957, era o Univac-120 comprado pelo Governo de São Paulo. A utilização de computadores era exclusividade do governo e de grandes empresas, não era possível ver as máquinas nas residências da população, mas esse cenário sofreu algumas mudanças gradativamente.

Com o início do século XXI ficou mais comum ver computadores de uso residencial. O consumo foi se popularizando. Hoje, segundo informações do resultado da 25ª Pesquisa Anual da FGV-EAESP-CIA, (publicada em 24/04/2014 no portal www.fgv.br/cia/pesquisa) existem 136 milhões de computadores em uso no Brasil (corporativo e doméstico), 18 milhões são tablets, é uma densidade de 67% per capita ou 2 computadores para cada 3 habitantes e a expectativa de vendas para 2014 é de 24,8 milhões de unidades: uma por segundo. Segundo o estudo estima-se que em 2016 o Brasil terá um número de 200 milhões computadores equivalente a um por habitante. É um mundo de computadores.

Esses números se devem à evolução tecnológica, pois toda empresa, comércio, escola, e entre outras organizações necessitam de computadores para auxiliar no gerenciamento de seus negócios. Hoje tudo é controlado na base de sistemas gerenciais. A população também não ficou fora dessa evolução, com a facilidade de crédito e financiamento foi adquirindo seus computadores para uso pessoal e passaram a descobrir o mundo da internet através dos sites de busca, rede de relacionamento, bate-papos simultâneo, videoconferências e entre outras atividades.

Por Vanessa Ribeiro

ENIAC

ENIAC

Foto: Divulgação


Aos poucos tanto notebooks quanto ultrabooks que são equipados com a quarta geração de processadores da Intel vão chegando em terras nacionais. Mesmo apresentando um preço um pouco maior por serem mais novos, esses modelos que contam com a geração Haswell trazem um avanço de performance considerável.

Entre os aparelhos que começam a ganhar  o mercado temos o Vivobook S451 da ASUS. É um exemplo bom dessa geração. O aparelho continua na linha do já conhecido design apresentado pelo seguimento Vivobook. Esta por sua vez nada mais é do que uma versão mais “humilde” das linhas mais avançadas da companhia. Entretanto, vale ressaltar que o custo-benefício é um atrativo para o aparelho.

A tela do ASUS Vivobook S451, conta 14 polegadas. Aliás, esse é o tamanho padrão de todas as telas dos modelos da linha Vivobook. A resolução apresentada é de 1366×768 e conta com tecnologia LED. Em relação à qualidade de imagem podemos considerar razoável não tendo nada digno de nota ou destaque.

Um dos detalhes que chamam a atenção, até porque diferencia o S451 dos outros modelos da série Vivobooks, é a configuração que, neste caso, conta com autonomia maior em relação à bateria. Além disso, o aparelho também tem um drive de CD/DVD embutido. O problema apontado por alguns é que mesmo a bateria tendo uma boa autonomia o espaço dedicado ao drive poderia ter sido muito bem usado para uma bateria de maior capacidade.

O processador do aparelho é um Intel Core i7-4500U que conta com dois núcleos e quatro que rodam a 1,8 GHz. De memória RAM DDR3L (1×4 GB e 1×2 GB) são 6GB. Também há os gráficos Intel HD 4400 integrados.

Entre as vantagens apresentadas pelo Vivobook S451 podemos apontar o bom custo-benefício, a autonomia da bateria, um sistema de som de alta definição, a configuração acima da média e o touchscreen. Os contras ficam por conta do fato de o teclado não ser retroiluminado e a questão do drive de CD/DVD que aumenta a espessura do aparelho bem como o peso sem agregar nenhum valor ao mesmo.

Por Denisson Soares

Asus Vivobook S451

Foto: Divulgação


O programa Gimp é um editor de imagens gratuito, mas que oferece vários recursos de edição ao usuário. O editor pode até mesmo mudar a cor da pele de uma pessoa em uma imagem qualquer. A opção é fácil de ser realizada e pode ser feita com a tonalidade preferida do usuário. Tanto uma pessoa pode ter a sua cor da pele mudada como um objeto qualquer que estiver na foto.

Depois de baixar o programa Gimp, que pode ser encontrado em alguns sites seguros de download, o usuário deve abrir o programa e ir a parte escrita “Arquivo” para importar a imagem desejada que está no computador para o editor. A imagem vai aparecer na parte principal do programa e, para começar o trabalho, o usuário precisa clicar com o botão direito do mouse sobre a camada e selecione “Duplicar camada”. Depois que a camada foi duplicada, com o botão direito do mouse é preciso selecionar a opção “Adicionar canal alfa”. Aperte mais uma vez com o botão direito do mouse sobre a camada copiada e escolha “Alfa para seleção”.

Para começar a desenvolver a mudança de cor na pele da pessoa na foto, é preciso ainda selecionar a “Ferramenta de seleção livre” e certificar que o modo selecionado é o “Substituir seleção atual” e que as caixas “Anti-serrilhamento” e “Enevoar bordas” estão marcadas. Para que o processo saia de forma correta, o usuário vai selecionar apenas a parte da fotografia em que a pele da pessoa está exposta, ou seja, sem roupas ou qualquer tipo de acessório. Para que a marcação fique de forma uniforme e não perca o processo correto, o usuário pode alternar, na opção de ferramentas, o modo de edição para “Adicionar à seleção atual” quando estiver no fim da edição. Isso serve para a imagem em que há várias não sequências cores de pele que serão mudadas.

Depois que a pele estiver marcada, o usuário vai no quadrado “Cor de frente” e escolhe a cor que seja da sua preferência. Depois “Ferramenta de preenchimento”, “Opções de ferramentas”, escolher “Preencher toda a seleção” no campo “Área afetada”. Feito esse processo, é preciso voltar no menu e clicar em “Selecionar” e depois em “Nada”. Na aba “Camadas”, mude o modo para “Multiplicar”. Para que a imagem fique perfeita e que a cor escolhida seja adaptada no corpo da foto para não parecer mal feita, é preciso escolher a ferramenta borracha, selecionar o pincel “Hardness” e apagar a área dos olhos e da boca.

Por Carolina Miranda

Gimp

Foto: Divulgação


Alguns monitores, tanto aqueles antigos de CRT quanto os modernos de telas de plasma ou LCD, podem apresentar problemas para os desktops. São defeitos ou disfunções que são gerados pelo funcionamento contínuo ou pelo mau uso.

Alguns notebooks apresentam algumas falhas na tela, como a visualização do sistema comprometida em que o usuário tem mais dificuldade para utilizar o dispositivo e diagnosticar os problemas. Um dos problemas mais comuns é quando o monitor liga, mas a tela continua apagada. Esse defeito pode acontecer por causa de uma simples falha de conexão ou mau contato. O usuário precisa verificar se o cabo do monitor está ligado corretamente e se não há nenhum rompimento na sua extensão.

Caso o monitor não apresente qualquer problema de conexão, a falha pode ser em algum de seus componentes internos. Para conseguir o seu reparo, o usuário pode ligar na fabricante para verificar o seu prazo de garantia ou levar em uma assistência técnica especializada.

E quando o monitor desliga sozinho? O problema pode estar relacionado com a tensão na energia elétrica que é fornecida à tela ou com graves entupimentos em seu sistema de arrefecimento. Muitas vezes isso acontece quando o PC ou notebook fica inutilizado por um tempo. Para a recuperação da tela, o usuário precisa levar o monitor em uma assistência técnica para fazer uma higienização básica no interior do monitor ou do notebook, além de realizar uma checagem geral da atual condição dos itens internos do computador.

Alguns usuários reclamam do escurecimento da tela do computador. Isso pode ocorrer quando as lâmpadas do display do monitor queimam. O problema também pode ser mais simples do que muitos imaginam: pode ter ocorrido alguma alteração drástica nas configurações de brilho e contraste da tela. Para verificar se isso realmente aconteceu, basta o usuário ajustar as configurações de brilho e contraste nos botões da tela e no sistema de Calibragem de Cores do Windows.

Por Carolina Miranda

Monitores de computadores

Foto: Divulgação


Um dos problemas que afetam o computador e que deixa muitas vezes o usuário “na mão” é aquela história de o computador desligar sozinho. Esse problema pode ser desde uma pequena falha no sistema operacional até a situação de ter um item danificado no computador que esteja causando esses desligamentos automáticos e restarts.

O primeiro problema e talvez o mais comum que causa o desligamento do computador é o superaquecimento de componentes internos como placa de vídeo, placa mãe e processador. O computador desliga sozinho como forma de proteção para não ocorrer danos irreversíveis a esses itens quando eles chegam a uma determinada temperatura.

Para identificar se o desligamento está acontecendo por causa do superaquecimento, tanto em PC como em notebook, o usuário precisa verificar se o cooler do processador está funcionando corretamente. Caso o item esteja fazendo ruídos acima do normal ou esteja com muita sujeira, o usuário precisa urgentemente limpá-lo, ou, se não melhorar, substituí-lo.

Outra questão que faz com que o computador desligue sozinho é quando o usuário realiza a troca de algum componente. É importante certificar-se de que a fonte de alimentação do mesmo possui a potência necessária para alimentar todo o seu conjunto de hardware.

O usuário consegue calcular a potência média dessa fonte e saber se realmente ela suporta todo o conjunto. O usuário precisa informar a configuração da máquina que está sendo montada para que o utilitário aconselhe a quantidade de Watts necessária para suprir todos itens de hardware.

A memória RAM também pode ser um dos fatores que realizam o desligamento automático da máquina. O usuário precisa verificar se os pentes de memória estão bem encaixados ou até mesmo certificar que se as memórias estão livres de sujeira. O computador ou notebook também aceitam o uso de programas e softwares específicos para a verificação e resultados de diagnósticos. No caso do Windows 7, há uma Ferramenta de Diagnóstico de Memória. 

Por Carolina Miranda

Computador

Foto: Divulgação


Alguns acontecimentos inesperados são inimagináveis como possíveis problemas no disco rígido do computador. Quedas de luz, impactos físicos e desgaste natural podem ser alguns deles. Para verificar se o HD está ou não com falhas, o usuário pode realizar um processo rápido e que em geral pode ser feito com as ferramentas do próprio Windows.

O primeiro passo é realizar uma busca por falhas no disco rígido. Para verificar isso, é preciso entrar em “Computador”, depois, com o botão direito, clique em propriedades. Outra janela irá se abrir para mostrar informações mais detalhadas do disco rígido. Aí segue clicando em “Ferramentas”, depois “Verificação de Erros” e “Verificar agora…”.

Outra janela, novamente, vai se abrir. Nesse procedimento, o programa dá duas opções para o usuário, caso ele não marque nenhuma delas, o disco rígido vai buscar erros, mas não vai resolvê-los caso exista problemas. O recomendado é que o usuário marque pelo menos uma das opções para a resolução de algum problema. Para uma verificação completa, o usuário pode selecionar a opção “Procurar setores defeituosos e tentar recuperá-los”.

Caso não tenha nenhum problema, ele não vai abrir nenhuma janela e vai avisar. Caso a situação seja contrária e o disco rígido realmente tenha alguma falha, o programa vai abrir outra janela para mostrar isso ao usuário. Para fazer a correção do erro, o usuário vai selecionar uma ação para os erros encontrados, que pode ter solução ou não. Alguns erros podem estar em execução e não vai ter uma solução. Será necessário, então, agendar uma verificação e reiniciar sua máquina.

No “Setores Defeituosos”, o usuário também poderá observar algum problema. Nessa parte também pode haver problemas a serem corrigidos no disco rígido e, para que tudo seja feito com segurança, o usuário precisa fazer um backup dos arquivos presentes antes de pensar em tomar uma atitude. Alguns programas como o HD Tune Pro podem encontrar soluções para as partes defeituosas do HD. 

Por Carolina Miranda

Disco r?gido

Foto: Divulgação


Alguns usuários já passaram algum tipo de problema do áudio do computador. O principal deles é o funcionamento incorreto do driver de áudio. Se você tem a placa de som no seu computador, mas o Windows 7 não a reconheceu, saiba o que fazer neste texto abaixo que vai ensinar a instalar um novo driver de áudio.

A instalação pode ser feita por programa ou manualmente. Para quem não tem nenhum programa, a instalação pode ser feita de forma manual sem nenhum problema. Vamos falar de drivers disponibilizados em arquivos compactados, no entanto, caso o seu driver de áudio for do tipo executável, basta rodá-lo e seguir suas instruções. Antes de iniciar o procedimento, vá até o site do fabricante e baixe o driver da placa e, depois, descompacte o driver em uma pasta.

O primeiro passo deve ser feito no botão Iniciar, depois, com o botão direito do mouse, clique sobre a palavra Computador. No próximo passo, clique na opção Gerenciar. Depois desse passo, clique na opção Gerenciador de Dispositivos. Nessa mesma palavra, o usuário precisa clicar com o botão direito do mouse no ícone que representa o computador e depois em Adicionar hardware herdado. Em uma outra opção, para fazer a instalação manual, vai ter uma alternativa “Instale o hardware que eu selecionar manualmente em uma lista (avançado)”. Depois “Mostrar todos os dispositivos”, em seguida “Localizar o arquivo”, logo “Instalar do disco” e no final “OK”.

Depois de feito todos esses processos, o usuário precisa voltar à tela do assistente e escolher o driver de acordo com a placa compatível com o computador, e depois clicar em “Avançar”. Depois disso é preciso esperar o assistente copiar os arquivos. Esse procedimento dará um alerta quando terminar. Para isso, basta que o usuário clique na palavra “Concluir”. Terminado esse processo, o usuário poderá abrir o áudio e escutar um som normalmente que não haverá problemas.

Por Carolina Miranda


A Intel apresentou recentemente um novo conceito do Black Brook, um All-in-One que roda o sistema operacional Windows 8.1 e possui uma bateria integrada que visa garantir a mobilidade. A companhia afirma que o futuro dos computadores serão os portáteis e potentes. Isso porque o consumidor necessita de um computador potente para trabalhar, que seja conectado na tomada e utilize o mouse e o teclado. Mas ele deve servir também para os momentos de entretenimento, tornando-se uma plataforma com tela sensível ao toque e sem estar plugado, rodando jogos, vídeos e filmes.

A tela do All-in-One do Black Brook da Intel é touchscreen, com tamanhos de até 27 polegadas. A tela é bastante sensível, podendo ser utilizada por designers para fazerem suas criações. Por meio das câmeras 3D RealSense e um microfone que possui quatro entradas de áudio, o usuário poderá comandar diversas funções por meio de gestos e comando de voz. A bateria, depois de carregada, pode dar ao computador horas de funcionamento constante. Seu sistema operacional já está atualizado, com o Windows 8.1. Com ele, todas as tarefas serão facilitadas. Os processadores adotados serão superiores ao Intel Core i, como placa de vídeo de alta definição NVIDIA. Sua memória interna também irá variar, mas como possibilidade de extensão por meio de cartões de memória ou HDs externos.

A Intel lançou um vídeo no seu site oficial, chamado “What is a Portable All-in-One?”, ou “o que é um portátil All-in-One?”, que mostra ao público como será o funcionamento do novo produto e quais as tecnologias incorporadas. Porém, ele deverá chegar no mercado internacional somente daqui um ano, segundo os executivos da empresa. Seu preço não foi divulgado. É provável que seu custo será proporcional ao tamanho da tela, que pode variar.

A sua chegada aqui no Brasil poderá ser alguns meses após o seu lançamento.

Por Danilo Gonçalves

Intel Black Brook

Foto: Divulgação


O usuário que tem suspeita de que o seu Gmail está sendo usado por outra pessoa ou que apenas quer certificar que seu e-mail está seguro, pode contar com um recurso do serviço do Google. O Gmail tem um dispositivo que permite o usuário inspecionar as movimentações feitas na conta de mensagens.

O recurso dá a possibilidade de verificar de qual local foram realizados os últimos acessos ao e-mail, além de mostrar ao usuário de qual meio foi feita a última visita, pelo celular ou por outro dispositivo. O usuário também consegue examinar se o seu correio eletrônico está aberto em outro computador enquanto ele está verificando seu e-mail. Pode ser em computador desktop ou algum aparelho móvel, como tablet e celular.

O dispositivo possibilita interessantes funcionalidades de verificação ao usuário e isso parece ser feito de forma complicada, contudo não é. O recurso é fácil de ser manejado, com a disponibilidade de descobrir se outra pessoa usou sua conta de e-mail sem sua permissão ou foi invadida por um hacker para usufruir dados pessoais.

A primeira coisa a se fazer é entrar na conta do Gmail. Na tela inicial do e-mail, é preciso descer até o final, clicar em “Detalhes” que fica no canto direito. Feito isso, uma nova janela será aberta com detalhes sobre as movimentações da conta. Nesse mesmo local, será possível ver se o seu Gmail foi acessado por outro lugar. Caso o usuário identifique essa invasão, basta clicar em “Sair de todas as seções”. No quadro dessa página, consegue-se visualizar de qual local foram feitos os últimos dez acessos ao e-mail.

O usuário que percebeu um acesso não identificado da sua conta pode pedir, neste mesmo quadro em que mostra os últimos acessos, para que o Google alerte se eventualmente ocorrer alguma atividade diferente no Gmail. O recurso para isso está em “Mostrar um alerta para atividades incomuns”.

Com essa verificação e com a ativação do alerta para assegurar que de que a sua conta não está sendo usada por terceiros, o seu Gmail está mais seguro. O recurso mostra o horário, o local de acesso e até mesmo o endereço de IP que acessou a conta. Caso verifique que acorreu um acesso estranho, o recomendado é trocar de senha imediatamente. 

Por Carolina Miranda

Gmail

Foto: Divulgação


Todo mundo quer ter um notebook.  E, na hora de comprar esse produto, uma dúvida quase sempre emerge: será que esse aparelho é ou não resistente a quedas?

Pesquisas atuais apontam que muitos dos problemas que assolam os notebooks têm, sim, sua origem em quedas, o que mostra que talvez os principais laptops vendidos no mercado não sejam assim tão firmes ou resistentes quanto parecem ser. Por isso, para revelar aos nossos leitores que existem bons notebooks no que tange a questão aqui levantada, a verdade é que  um aparelho feito de forma original para a guerra é muito bom e resistente a várias intempéries ou coisas do tipo. Estamos falando do da linha de notebooks RLC, então criada pela VT Militop. O interessante é que esses modelos, por sua vez, podem sofrer quedas de até um metro de altura, são resistentes à água, poeira, fungos, eletromagnetismo, raios e explosões.

Outra característica desses aparelhos supermodernos é a seguinte: 8 GB de memória RAM DDR3 (1066 MHz) e a placa de vídeo ATI E4690 com 512 MB. Vale dizer que essa linha também é conhecida por possuir um processador Intel Core 2 Duo T9400 com 6M L2 de cache.  Seja como for, são muitas as vantagens desse produto.

Outro ponto a ser dito é que esses notebooks são, naturalmente, feitos para os militares. Imagine então como seria ver essas máquinas nas mãos do público civil? Pode até parecer que esses cuidados são exagerados, mas vale ressalta que no mundo das guerras não há tanta brincadeira. Também ninguém é tão desastrado assim, mas todo cuidado é pouco, de modo que se a tecnologia pode auxiliar deixando os notebooks mais resistentes, isso é excelente.

O design, por sua vez, é superinteressante e lembra um pouco um tanque de guerra. Afinal de contas, o visual também é importante na montagem de um notebook.  Agora é esperar para ver como tudo será.

Por Juan Wihelm

VT Militop RLC

Foto: Divulgação


Um dos principais problemas que todas as pessoas encontram ao usar um notebook é a duração de sua bateria, a qual, geralmente, tem uma duração de, no máximo, 5 horas.

Para solucionar tal problema, a empresa canadense WeWi  desenvolveu e divulgou imagens de uma nova e exelente tecnologia, a qual promete revolucionar o mercado de notebooks, carregando-se utilizando a energia solar, o qual o produto SOL, como é chamado o aparelho, com sua carga completa em duas horas, funcionará por 10 horas, não precisando conectar-se à tomada, economizando, assim, eletricidade.

O produto, que é novidade no mercado, será equipado com uma tela HD de 13,3 polegadas, placas solares localizadas na parte posterior, processador Intel Atom Dual-Core D25000, 1.86 GHz, conexão Wi-Fi, disponibilidade para Bluetooth, 3 entradas USB, 2 GB em sua memória RAM, 320 GB em seu disco rígido, compatibilidade para modem 3G ou 4G, GPS integrado, além de ser à prova do acumulo de poeira e impermeável.

O produto funcionará com sistema operacional Ubuntu e, de início, custará cerca de 300 dólares, uma quantia alta para países onde o IDH é baixíssimo, porém, poderá ser usado com finalidades humanitárias, principalmente em países onde a energia elétrica é algo precário ou escasso. O lançamento do produto será em países de origem africana, tendo início no país de Gana.

Com um design imponente, de característica militar, SOL, apesar de ser uma maravilhosa inovação, por ser um produto de energia limpa, apresenta processadores já ultrapassados, devido aos sistemas mais atuais ainda não conseguirem ser sustentados por alguma fonte de energia renovável.

A previsão de lançamento no Brasil dessa nova tecnologia em notebooks ainda não foi divulgada, mas, provavelmente, será um sucesso de vendas devido tantos benefícios, porém, por tratar-se de um produto que será importado, presume-se um alto valor a ser pago pelos brasileiros.

Por Danilo Lacalle

SOL - Novo notebook recarregável por energia solar

Foto: Divulgação


Mesmo que alguém negue categoricamente é praticamente impossível que uma vez ou outra não tenha se confundido com a posição do cabo USB. É fato, mais de uma vez qualquer mortal já deu uma olhada na entrada USB do computador ou notebook para acertar a posição de encaixe do dispositivo. Não é o fim do mundo. Mas convenhamos que isso faz qualquer um perder a paciência ainda mais quando se está com pressa ou quando não se consegue ver direito a entrada do computador.

A novidade é que esse “probleminha” parece estar com o fim bem próximo. Ao menos esse é o objetivo do grupo USB 3.0 Promoter que anunciou na quarta-feira, dia 4, um novo modelo de conector USB que contará com uma entrada reversível.

De acordo com o site  The Verge, o "Type-C" possibilitará que o usuário encaixe seu pendrive ou cabo USB no computador sem ter que se preocupar com a posição da peça uma vez que tanto a parte superior quanto a inferior serão iguais.

Outro detalhe é que o novo USB Type-C não será a única mudança que deverá acontecer a esses dispositivos de conexão. Um design mais moderno além de um suporte escalável de carregamento de energia deverão fazer parte do pacote. Outro ponto é que o encaixe deverá também ser menor, semelhante ao USB 2.0 Micro-B, que se encontra presente na maioria dos aparelhos (smartphones Android).

Que é uma coisa boa ninguém duvida. Mas é interessante lembrarmos que tal conexão reversível não só existe como também já é utilizada como, por exemplo, a Lightning Bolt e a Thunderbolt bastante presentes em dispositivos da Apple.

O que diferencia é que a partir de agora será o padrão adotado por todos os conectores USB disponibilizados no mercado.

De acordo com a empresa fabricante do dispositivo os primeiros dispositivos que deverão vir equipados com a novidade deverão chegar ao mercado por volta de 2014.

Confira mais informações sobre esse tema neste arquivo PDF. Apesar de estar em inglês vale a pena dar uma olhada.

Por Denisson Soares

Cabos USB

Foto: Divulgação


É igualmente importante, assim como tempos atrás, ter uma boa impressora, seja para trabalhos profissionais ou para uso doméstico, muitas pessoas utilizam as mais modernas formas de impressão.

Ao contrário do que se pensava, mais do que nunca usamos as impressoras diariamente, de forma bastante ampla. Muitos são aqueles que preferem um material impresso para leitura ou revisão de diversos tipos de textos. Sendo assim, listamos alguns lembretes na hora de comprar a sua impressora:

1) Escolha uma impressora multifuncional. Ela é mais prática e eficiente – junta várias funcionalidades em um só aparelho (impressora, scanner, fax, etc). Já foi o tempo em que se comprava um aparelho para realizar essas funções;

2) A marca deve ser escolhida pelo critério da assistência técnica. Não adianta comprar um produto cuja assistência técnica, suprimentos e acessórios sejam difíceis de encontrar. Você deve procurar praticidade neste quesito;

3) Recarga de cartuchos – É recomendável usar somente cartuchos originais, a fim de preservar a qualidade de impressão e a garantia da própria impressora. A recarga de cartuchos originais é uma velha prática, tendo em vista que é mais econômico;

4) Resolução – Para imprimir textos, o recomendável é o modo de impressão normal ou econômico. Para as impressões de fotos ou documentos coloridos, o ideal é 300 dpi; contudo, se quiser usar mais qualidade, não irá necessitar passar dos 600 dpi;

5) Laser/jato de tinta – As mais comuns são as de jato de tinta, recomendada para trabalhos pequenos. Já as impressoras a laser são recomendadas para trabalhos maiores – por exemplo, quem precisa imprimir um grande volume de cópias por mês;

6) Tipos de conexões – Depende do objetivo. Para uso empresarial, é recomendável que se empregue via ethernet ou USB; para os residenciais, as conexões Wi-Fi tendem a ser mais práticas.

As suas necessidades são os melhores indicadores do tipo de impressora que você vai utilizar. Analise bem os conselhos gerados aqui e tenha certeza de que irá fazer uma boa compra. 

Por Cristiane Gusmão

Impressoras - Dicas e cuidados

Foto: Divulgação


A Lenovo, fabricante chinesa de computadores, smartphones, tablets e demais aparelhos eletrônicos afirmou que será a líder de vendas no mercado brasileiro, superando a Positivo. Atualmente a empresa ocupa a segunda posição com 9,7% do mercado nacional, ultrapassando a Acer e a Samsung.

Segundo dados do IDC, a Positivo possui 16,5% do mercado nacional. Isso se deve, principalmente, pela conquista do varejo em várias lojas. Para alguns especialistas, dificilmente a Lenovo irá conseguir uma fatia tão grande do mercado nacional em um prazo tão curto. 

Mesmo com a perda me mercado para os tablets e smartphones, os computadores ainda possuem um público cativo. A Positivo detém a liderança de mercado desde 2005, fruto de acordos e parcerias com grandes lojas de eletrônicos.

O mercado da Lenovo tem crescido pela satisfação dos clientes quanto a marca e pela estratégia da empresa no país. Começou pela compra da CCE em 2012. Foi ofertado o valor de R$ 700 milhões pela empresa brasileira. A aquisição ocorreu após a Positivo recusar a oferta feita pela Lenovo em 2008. A Positivo também tem crescido, sobretudo por buscar novas alternativas, lançamento de novos produtos e entrada no mercado corporativo.

Por Robson Quirino de Moraes


A fabricante Gigabyte apresentou recentemente um modelo de computador ultracompacto. O modelo em questão é o BRIX, que já encontra-se a venda nos EUA.

O minicomputador ultracompacto BRIX mede apenas 29.9 x 107,9 x 114,9 mm. Comercializado em três configurações diferentes de processador, o aparelho pode até vir com o processador Intel Core i7, e com o chip gráfico Intel 4000 graphics. O BRIX é basicamente um conjunto com placa-mãe, processador, fonte de alimentação e fonte montados dentro de um mini gabinete. O armazenamento fica a critério do usuário que pode conecta-lo a um HD mSata ou USB.

O modelo possuí saídas HDMI e DisplayPort, porta USB 3.0 e conexão Ethernet e WiFi. O monitor fica a critério do usuário que pode tranquilamente utilizar sua TV se assim preferir. A versatilidade é a principal vantagem do BRIX.

É um novo conceito que deve entrar com tudo no mercado, derrubando ainda mais as vendas de equipamentos do tipo tradicional que já vêm caindo a algum tempo perdendo espaço para novas tecnologias.  O aparelho custa a partir de US$ 300,00, no modelo equipado com processador Intel Core i3.

Por Bruno Hardt


Notebooks, Netbooks, Tablets, Celulares e Smartphones. Cada vez mais a tecnologia amplia seus limites e funções. São ferramentas que nos oferecem todos os tipos de serviços e aplicativos e, claro, um excelente acesso à internet.

Com tantas vantagens e qualidades, pesquisadores e ''conspiradores'' de plantão, acabam pregando por aí que, francamente, não há mais espaço para os computadores de mesa. Será o fim desse mecanismo em nossas vida?

O desktop quando surgiu foi, sem sombra de dúvida, um marco, uma revolução no cenário digital, na maneira de se pensar e fazer tecnologia no mundo. Muitos especialistas afirmam que com os avanços dos tablets, por exempo, os computadores de mesa perderam sua validade. Outros críticos rebatem e dizem que não, que o Desktop ainda tem vez no mercado e na casa das pessoas.

Afinal, quando falamos em desempenho, os notebooks ainda precisam evoluir muito. Seja como for, essas discussões sempre existiram e sempre existirão. O fim do VHS e a chegada do DVD e Blue-Ray ou fim dos livros impressos pelos digitais, esses papos sempre aparecem.Que o leitor, independente de estar lendo esse postagem num desktop ou netbook, tire suas próprias conclusões;

Por Madson Lima de Oliveira


Ao que tudo indica o futuro no mercado de processadores serão os modelos com oito núcleos e é com base nesta idéia a empresa AMD iniciou as vendas do seu modelo FX-8300.

Este processador é do tipo octa-núcleo com arquitetura Vishera de 32 nanômetros e um TDP de 95 W que proporciona um consumo menor.

Fonte: Techtudo

 

Além disso, o FX-8300 tem como características interessantes cachê L2 com 2 MB para cada um dos seus quatro módulos, modo TurboCore com 3,6 GHz, clock de 3,30 GHz, dentre outras.

Para quem deseja adquirir um processador como o FX-8300, a AMD já disponibilizou este produto no mercado mundial com valores a partir de 190 dólares.

Por Ana Camila Neves Morais


A LG terá no início de 2013 diversas novidades e produtos interessantes para os consumidores de todo o mundo e o mais novo lançamento da empresa é o notebook AIO V325 PC.

Fonte: Techsnapr

 

Este computador possui uma tela em touchscreen de 23 polegadas, tem como processador o Intel Core i5 e uma placa gráfica do tipo GeForce GT640 M que permitem a este aparelho um alto desempenho em suas atividades.

A LG informou que os detalhes sobre seus preços e data de início da comercialização serão divulgados durante a CES 2013 que acontece no próximo mês.

Por Ana Camila Neves Morais


O mundo da tecnologia está ansioso com as novidades que estarão presentes na mais importante feira do setor: a CES 2013.

Pensando nisso, a LG divulgou nesta semana mais dois produtos da empresa que estarão presentes no evento em janeiro de 2013.

Fonte: Ubergizmo

 

As novidades do momento são os computadores híbridos Tab-Book H160 e Z160 que podem ser utilizados tanto como notebook quanto como tablet.

De forma geral, os dois modelos possuem as mesmas características como tela sensível ao toque com 11,6 polegadas, cartão microSD, entrada para USB, Bluetooth e Wi-Fi.

Ao considerar de forma mais específica, o Tab-Book Z160 é mais potente com um processador Intel Core i5, acesso ao protocolo WiDi e armazenamento de dados do tipo SATA3 SSD.

Fonte: Revolução digital

 

Por Ana Camila Neves Morais


Um dos grandes problemas de segurança nos dias de hoje em todo o mundo e também no Brasil são os chamados crimes virtuais e ataques cibernéticos.

Esta modalidade de atuação criminosa utiliza a internet e suas vulnerabilidades para aplicar golpes e cometer crimes das mais variadas espécies.

Por isso, o Brasil divulgou nesta semana que irá criar o Sistema Militar de Defesa Cibernética que será um órgão chefiado pelas Forças Armadas e que terá como principal missão proteger os brasileiros de ataques cibernéticos.

O SMDC pretende evitar este tipo de situação em eventos importantes no país como a Copa do Mundo e as Olimpíadas além de criar estruturas de inteligência para a investigação deste tipo de atividade no território nacional.

Fonte: EFE

Por Ana Camila Neves Morais


Os apaixonados por games e jogos eletrônicos já tem mais uma opção à disposição, pois a Crytek anunciou os requisitos necessários para rodar o Crysis 3 no computador.

Este jogo consiste em uma série com aspectos bem reais e ótima qualidade de imagem e gráficos presentes.

Se você possui este jogo eletrônico e deseja tê-lo em seu PC veja a seguir quais são os requisitos mínimos da máquina para rodar o Crysis 3.

Requisitos mínimos de sistema:

Windows Vista, 7 ou 8
Placa de vídeo de 1GB com DirectX 11 (Nvidia GTS 450 ou AMD Radeon HD5770)
Processador Dual Core (Intel Core2 Duo 2.4 Ghz ou AMD Athlon64 X2 2.7 Ghz)
2GB de memória (3GB no Vista)

Requisitos recomendados de sistema:

Windows Vista, 7 ou 8
Placa de vídeo de 1GB com DirectX 11 (Nvidia GTX 560 ou AMD Radeon HD5870)
Processador Quad Core (Intel Core i3-530 ou AMD Phenom II X2 565)
4GB de memória.

Requisitos de alta performance:

Windows Vista, 7 ou 8
Placa de vídeo mais recente de 1GB com DirectX 11 (NVidia GTX 680 ou AMD Radeon HD7970)
Processador Quad Core (Intel Core i7-2600k ou AMD Bulldozer FX4150)
8GB de memória.

O espaço necessário em disco para instalação do jogo não foi revelado. O jogo Crysis 3 chega em fevereiro de 2013 com versões disponíveis para PlayStation 3, computadores e Xbox 360.

Fonte: VG247

Por Ana Camila Neves Morais


No início do mês de dezembro o Google informou que o seu software Google Apps deixará de ser gratuito para pequenas empresas.

Com isso, os empresários que quiserem continuar usando esta ferramenta importante de produtividade deverá pagar 50 dólares por usuário por ano para utilizar o Google Apps com processamento de texto, ferramentas de apresentação, e-mail e ferramentas para criação de planilhas.

 

Com relação a seus clientes individuais, o Google informou que irá manter seus produtos gratuitos como Gmail, mas novos recursos presentes na versão premium serão fornecidos apenas mediante o pagamento das taxas definidas pelo seu controlador.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


A busca constante por inovações e melhorias tecnológicas leva ao surgimento cada vez mais rápido de novas possibilidades.

A novidade do momento neste ramo vem da Apple que pode estar criando a nova versão do Mac OS X que terá como base de funcionamento tecnologias feitas pela Intel.

O novo produto da empresa de Steve Jobs terá como nome OS X 10.9 e este novo sistema operacional já foram visualizados na internet e deve ser lançado no início de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


O IBGE divulgou nesta última sexta-feira, dia 14 de dezembro de 2012, os resultados de um estudo feito sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Empresas.

Segundo a pesquisa no ano de 2010 aproximadamente 80% das empresas que possuíam ao menos 1 funcionário fizeram uso de computador, enquanto 76,9% usaram a internet e 83,3% usaram o celular para resolver questões do trabalho.

Ao considerar as microempresas – com até 09 funcionários – 78% tiveram que utilizar o computador, 73,7% se conectaram a internet com um maior uso de opções tecnológicas em empresas do ramo de informação (85%) e seu menor uso no ramo da indústria com 73%.

Já para empresas maiores, com até 19 empregados, o uso de computador ocorreu em 94,1% das vezes e o uso da internet foi registrado em 91,5% dos momentos de trabalho; nestas empresas com maior porte, naquelas voltadas para atividades técnicas e científicas o uso de computador e internet foram de 99,3% enquanto que naquelas voltadas para o ramo de alojamento e alimentação este uso foi de apenas 83% no período analisado pela pesquisa.

Fonte: Estadão

Por Ana Camila Neves Morais


Um momento histórico aconteceu no mundo da informática nesta última semana, pois o primeiro computador do mundo com o nome de “A Bruxa” foi religado no Reino Unido.

Esta máquina gigante com mais de 2 toneladas de peso passou por consertos durante três anos e agora pode ser vista no Museu Nacional do Computador na cidade inglesa de Buckinghamshire.

O computador “A Bruxa” foi criado na década de 1950 para o Programa Britânico de pesquisa em energia atômica para facilitar o trabalho dos cálculos matemáticos chegando a ser utilizada por até 80 horas semanais.

A máquina se tornou obsoleta em 1957 com o surgimento de computadores menores e mais velozes e foi transferida para a Universidade de Wolverhampton para o ensino de alunos de informática.

Seu próximo destino foi o Museu de Ciência e Indústria de Birmingham e foi desmontada no ano de 1997.

Em 2009, um membro do conselho de administração do Museu Nacional do Computador recuperou todas as suas peças e iniciou a remontagem.

Por Ana Camila Neves Morais


Em breve a Intel irá anunciar a chegada no mercado de eletrônicos de mais um importante produto.

A novidade do momento é a nova geração do chipset voltado para os processadores Sandy Bridges série E.

Esses processadores possuem um alto desempenho tendo até oito núcleos e substituindo modelos pesados da empresa como o six-core Core i7 Extreme e o Sandy Bridge 2600K.

O novo chipset X79 será o sucessor do X58 e iniciará o uso das CPU´S soket LGA2011.

Dentre as suas principais características estão um hub PCI-E no die do processador, controladora de memória DDR3 quad channel, para conectividade o novo chip usa um PCI-Express 2.0 x4 adicional permitindo a adição de recursos de comunicação como suporte de 10 portas SATA de 6 Gbps integradas ao PCH.

Além disso, o chipset X79 possui uma placa mãe com 8 portas SAS (serial-attached SCSI), hub PCI-Express 2.0 com mais de 32 camadas, alto poder para realizar overlock e um RAID nas configurações 0/1/5/10 e 14 portas USB 2.0.

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado para notebooks do tipo finos e Ultrabooks está crescendo cada vez mais, e nesta semana diversos fabricantes divulgaram a expectativa de aumentar em pelo menos duas vezes a quantidade de modelos ofertados para o ano de 2013.

Os primeiros modelos de Ultrabooks foram criados pela Intel no ano de 2011 para competirem com os Macbooks da Apple e hoje existem empresas especializadas neste tipo de notebooks espalhadas por todo o mundo e especialmente em Taiwan.

Para garantir esta oferta em quantidade bem maior, os fabricantes estão colocando maiores capacidades de armazenamento nos Ultrabooks e realizando uma redução nos para aumentar o valor agregado destes produtos e gerar o acréscimo nas vendas esperado.

Por Ana Camila Neves Morais


As novidades vindas da Apple aumentam a cada dia e a notícia do momento é o recurso “Fusion Drive” presente nos novos modelos de iMac.

Este dispositivo permite um aumento na capacidade de armazenamento com velocidade de memória flash.

Com esta alternativa é possível a obtenção de computadores utilizando este sistema híbrido que serão mais rápidos e com preço mais acessível para muitos consumidores em um futuro próximo.

No momento, já existem duas empresas – Seagate e Western Digital – que também estão criando drives híbridos que unem um HD tradicional com o chip de memória flash.

Com isso, é esperado um crescimento do mercado de drives híbridos com cerca de 100 milhões de unidades em 2016 a partir da valorização feita pela Apple ao utilizar este tipo de tecnologia.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais


As inovações no mundo da tecnologia acontecem a cada momento e a novidade mais recente vem do Japão.

Isto porque cientistas japoneses da empresa Sphelar-Power, localizada em Kioto no Oeste do país, criaram um tecido com fios de células fotovoltaicas que no futuro poderão ser usados para a fabricação de roupas eletrogêneas.

Estas células possuem o formato esférico com 1,2 milímetros, mas ainda são necessários alguns ajustes como a obtenção de uma melhor duração para o produto e um isolamento dos fios condutores mais eficiente.

Este novo tipo de vestimenta poderá ser utilizado para carregar celulares e até outros dispositivos energéticos em momentos de emergência.

A partir desta descoberta, os pesquisadores irão buscar apoio do governo japonês e pretendem apresentar em 2015 os primeiros produtos criados com este tecido inovador.

Por Ana Camila Neves Morais


A Oxil, empresa presente na cidade de Paulínia no estado de São Paulo, divulgou dados de um levantamento sobre lixo eletrônico.

De acordo com a companhia, que é especializada em manufatura reversa, o volume de lixo eletrônico aumenta em cerca de 30% durante o período de Natal e final de ano.

Segundo dados da pesquisa os principais itens descartados são fogões, geladeiras, computadores, televisões e celulares devido à aquisição de novos equipamentos eletrônicos.

Para conter este aumento do lixo eletrônico foi elaborada um lei federal que determina às empresas cuidado com estes dejetos para evitar contaminações ao meio ambiente.

Por isso, a Oxil realiza a reciclagem de lixo eletrônico com postos de recolhimento espalhados pela região de Campinas. Em seguida, as peças são triadas e desmontadas para depois realizar a manufatura reversa.

Por Ana Camila Neves Morais


A semana do dia 10 de dezembro de 2012 promete muitas novidades no mundo eletrônico a começar pela atualização de diversos programas da Microsoft.

Nesta leva serão feitas 07 mudanças nas versões de diversas extensões dos programas Office, Exchange Server, Windows e Office Web Apps integrantes da Microsoft.

Estas atualizações serão feitas na famosa Patch Tuesday com o objetivo de resolver pontos fracos nestes programas e melhorar o seu desempenho em computadores e dispositivos móveis.

Por Ana Camila Neves Morais


Com o início do ano chegando começa a corrida dos pais pelos melhores preços em materiais escolares para seus filhos.

Para atender a este público sazonal foi criado no site Sua Lista Escolar um recurso que personaliza a lista de materiais para estudos.

Para isso é preciso o envio da lista de materiais escolares e em no máximo 24 horas o usuário terá uma lista personalizada com diversas opções de produtos e preços para a escolha.

Deste modo, a compra dos materiais escolares dos filhos ficará mais fácil com a identificação do melhor preço e maior qualidade.

Fonte: IDGNOW


Nesta sexta-feira, dia 07 de dezembro de 2012, houve mais um lançamento no ramo de eletrônicos, pois a Intel apresentou a versão beta do Graph Builder.

Este programa consiste em uma biblioteca em formato digital com muitos dados que podem se tornar gráficos.

Com isso, ele permite estabelecer relações entre muito dados criando, assim, imagens gráficas com bilhões de vértices.

A partir destas funcionalidades, o Graph Builder tem usos variados para pesquisas e no comércio como para a interpretação do Big data que são conjuntos enormes de informações com processamento em alta velocidade.

Por Ana Camila Neves Morais


Uma das grandes preocupações com a internet é o seu uso pelas crianças e para auxiliar os pais nesta tarefa, o Google informou que está desenvolvendo um recurso para controle do seu programa Chrome.

Com esta nova funcionalidade haverá uma diminuição de privilégios para usuários além de limitações em acesso a sites a critério do administrador.

Deste modo, esta nova configuração do Google Chrome irá permitir o controle de acesso a sites e conteúdos da internet pelas crianças com uma maior tranquilidade de seus pais ou responsáveis.

Fonte: Techcrunch

Por Ana Camila Neves Morais


A Asus apresentou mais um lançamento no mercado de computadores e desta vez a novidade é um novo modelo da série de placas Crosshair V.

Esta nova placa, com o nome de Crosshair V Fórmula-Z, vem com um dois slots PCIe x1 de segunda geração, quatro slots PCIe x16 de terceira geração e quatro slots de memória do tipo DDR3; além disso, esta placa apresenta um chipset990FX+ e  soquete do tipo AM3+.

A nova placa possui como características interessantes o suporte a processadores FX da AMD, o recurso GameFirst II que determina a melhor forma de conexão para jogos online, a presença do SupremeFX III que amplia a saída de áudio bem como 10 portas SATA, conexões para áudio, saídas para Gigabit Ethernet e entradas para USB 2.0 e 3.0.

A Crosshair V Formula-Z vem ainda com o selo Republic of Gamers sendo a mais preparada placa para oferecer o suporte de overlocks e para o uso em CPU´s do tipo Piledriver.

Para aqueles que desejam adquirir esta nova placa da Asus, ela já pode ser comprada em outros países – como Estados Unidos – por cerca de R$580.

Por Ana Camila Neves Morais


Um servidor que disponibilizava internet para os computadores que foram contaminados pelo vírus DNSChanger foi desligado pelo FBI. De acordo com a BBC, mais de 300 mil máquinas ficaram sem internet em vários países.

O DNSChanger é um vírus que muda todas as configurações de DNS dos computadores e redireciona as páginas e resultados de pesquisas dos usuários para os sites que estão infectados ou que possuam origem maliciosa. O vírus ainda bloqueia o acesso a links que tentem oferecer alguma solução para limpar as máquinas desta ameaça.

No final do ano passado as autoridades americanas prenderam seis pessoas na Estônia, responsáveis pela criação e por espalhar o DNSChanger. O próprio o FBI informou que o malware atingiu cerca de 100 países, sendo que só nos Estados Unidos foram mais de meio milhão de máquinas infectadas, e no Brasil foram seis mil.

Para tentar erradicar o vírus, o FBI conseguiu uma ordem judicial para conseguir trocar os servidores que foram infectados por novos e contratou uma empresa privada para instalar dois servidores para limpar as máquinas em que o vírus foi instalado. O único problema é que essa medida de segurança teve seu prazo vencido no dia 09 de julho.

O FBI desligou os servidores infectados e pediu que os usuários que foram vítimas do malware limpassem seus computadores para evitar que os servidores fossem desligados novamente. Até  o momento a ação foi eficaz.

Por Guilherme Marcon


Durante a Computex, a Asus realizou uma coletiva de imprensa sobre a linha Republic of Gamers (ROG) e anunciou uma máquina que é capaz de conquistar todos os fanáticos por jogos.

O modelo apresentado no evento é chamado de ROG Tytan CG8890 e possui um design bastante similar ao da linha de notebooks gamers da própria Asus.

O dispositivo vem equipado com processador Intel Core i7 3960X de seis núcleos com uma frequência que varia entre 3,8 e 4,2 GHz. Essa frequência é feita através de um overclock dinâmico, basta que o usuário aperte um botão para que sejam abertas duas portas localizadas nas laterais do produto, que possui seis coolers aerodinâmicos.

Além disso, o ROG Tytan CG8890 conta com placa NVIDIA GeForce GTX690, 16 GB de memória RAM DD3 de 2.133 MHz, disco rígido SATA de 2 TB e duas unidades SSD de 128 GB. O aparelho ainda possui um drive óptico de Blu-ray e placa de som ASUS Xonar DX.

Ainda não foi definido qual será o preço do aparelho, mas estima-se que nos Estados Unidos o produto chegue com valor de US$ 4 mil, aproximadamente R$ 8 mil.

A previsão é que o produto chegue ao mercado já no próximo trimestre deste ano. 

Por Guilherme Marcon


Com o crescimento do uso da internet e das redes sociais, bem como o aumento no acesso por meio dos tablets e smartphones, aumenta também o interesse de criminosos nas informações trocadas e veiculadas na internet, principalmente no meio corporativo.

Para proteger seu computador de ataques, confira algumas dicas da F-Secure:

1 – Os sistemas devem estar sempre atualizados – Com o sistema operacional atualizado é possível evitar falhas de segurança e vulnerabilidades;

2 – Backup e antivírus – Essa dupla deve estar sempre presente no seu pacote de segurança;

3 – Solução antirroubo – Evita o roubo de dados do seu computador com uma solução de segurança que protege as informações;

4 – Não clique em links desconhecidos – Sempre verifique se o endereço eletrônico começa com HTTPS e não clique em anexos ou fotos que você desconheça a origem;

5 – Cuidado com as redes sociais e redes públicas Wi-Fi – Use ambas com critério.

6 – Cuidado ao fazer o download de aplicativos – Antes de baixar os apps verifique se o mesmo é confiável, faça uma breve pesquisa na Internet;

7 – Avalie a necessidade de preencher dados cadastrais – Não informe dados pessoais ou cadastrais em qualquer aplicativo.

Por Natali Alencar


Hoje em dia os games estão trazendo uma nova experiência de jogabilidade que é uma maior interatividade com os jogos a partir da movimentação dos jogadores. Ou seja, tirar o jogador do sofá para fazer com que ele realmente interaja com os jogos.

Mas o conceito de sensor de movimento também está sendo levado para outros segmentos, como os computadores. A Asus apostou nisso e está lançando o seu Xtion Motion Sensor para computador. O sensor poderá ser utilizado tanto para games quanto para atividades triviais do dia a dia com o computador.

O usuário poderá simplesmente esquecer a existência do mouse com este sensor de movimento. Todos os movimentos na tela, além de navegação na internet, visualização de imagens e vídeos, dentre outras funcionalidades, poderão ser acessadas pelo novo sensor.

Em relação aos games que poderão receber o recurso, alguns já foram lançados para PC com esta compatibilidade, como Virtua Tennis, Need For Speed e Street Fighter. Além disso, a empresa fez uma parceria com algumas redes sociais e até mesmo webgames poderão ser controlados com o sensor de movimento.

O equipamento ainda não tem data para ser lançado.


Quase ninguém se preocupa com o backup. E não estamos nos referindo somente aos usuários domésticos. Pequenas, médias e grandes empresas ignoram esta prática e quando ocorre um problema com o HD do computador precisam pagar caríssimo para ter os dados importantes recuperados.

Backup nada mais é do que salvar nossos arquivos importantes em outro local, além do nosso HD, para que em caso de algum problema no computador, mais especificamente no HD, tenhamos uma cópia do arquivo perdido.

Recuperar arquivos  de HD danificado é possível, mas pode custar caro, muito caro!

Acontece que nem sempre temos um ou alguns arquivos para fazermos backup, temos muitos. São fotos, músicas, documentos digitalizados, e-mails, etc.

Não existe uma forma única de backup que possa ser aplicado a todos, cada um deve fazer o backup de acordo com suas necessidades.

Por exemplo, se você tem fotos em seu computador, basta salvá-las em um pendrive também. Pronto, seu backup está feito. Quando adquirir novos arquivos de fotos, copie-os também para o pendrive, mantendo seu backup sempre atualizado.

Empresas que têm informações atualizadas a todo momento, como os bancos de dados, precisam fazer backups diários. Alguns precisam ser feitos várias vezes ao dia. Para estes casos o mais indicado é utilizar um software exclusivo para esta tarefa. Você programa o software e ele automaticamente faz o backup. Pode ser na hora do almoço, no início da manhã ou no final da tarde, varia de acordo com suas necessidades e possibilidades.

Podemos dizer que o backup é como um “plano de saúde” que pagamos na intenção de nunca precisar dele, mas caso algum dia precisarmos ele deve estar em dia. O backup também é assim. Precisamos mantê-lo atualizado, não é uma tarefa agradável, pelo contrário, mas é importantíssima e só quem já perdeu dados importantes sabe como é complicado perder os arquivos que estavam teoricamente, salvos no HD.

Veja quais são as suas necessidades e comece a fazer seu backup ainda hoje.

Mantenha uma cópia de seus arquivos salvos em outro local, além do HD de seu computador e se for arquivos pessoais lembre-se de manter sua segurança, ou seja, se fizer seu backup em um pendrive, não deixe ele em qualquer local nem o empreste, mantenha-o sempre em local seguro e reservado.

Por Russel


De acordo com a empresa Kaspersky, até o início dessa semana, mais de 2,3 mil Macs foram atacados pelo vírus FlashBack Mac OS X no Brasil. Este malware é disseminado através de uma espécie de rede zumbi e já conseguiu infectar mais de 620 mil computadores Mac em todo o mundo.

A pesquisa realizada pela empresa de antivírus Kaspersky indicou que 18% do total de computadores infectados encontra-se na América Latina, onde o México ocupa o primeiro lugar com 13 mil máquinas infectadas e o Brasil o segundo lugar com 2,3 mil.

Conforme afirmação de Dmitry Bestuzhev, diretor na Kaspersky Lab da América Latina, os dados coletados são baseados nos números de IP dos computadores infectados e eles indicam que algumas das vítimas da infecção foram veículos de comunicação, bancos e outras empresas.

A atuação do vírus FlashBack Mac OS X se dá sequestrando a navegação de buscas feita pelos usuários e redirecionando-a para seus servidores próprios, tendo em vista que a infecção acontece por uma fragilidade do Java. Os primeiros dados de infecção com este malware começaram em setembro do ano passado.

A Apple já corrigiu a falha do Java responsável por “permitir” o ataque no início de abril, e o Mozilla comunicou que passará a impedir qualquer navegação que não seja segura do Java para o Windows.

Por Guilherme Marcon


Recentemente, a Kaspersky Labs descobriu uma nova era de malwares, que se trata de um novo tipo de ameaça que não precisa instalar nenhum arquivo nas máquinas e dispositivos afetados, realizando todas as “funções” as quais foram destinadas rodando direto na memória.

Este tipo de malware já se espalhou entre muitos visitantes de dois sites de notícias russos e é extremamente difícil detectá-lo. A ameaça se espalhou a partir de uma rede de anunciantes terceirizada, chamada AdFox.

A infecção que ocorre desta forma é conhecida como drive-by, sendo que apenas visitar um site que contenha o código do malware já é suficiente para haver a invasão.

Já esse novo vírus aproveita uma fragilidade do Java e se instala diretamente na memória RAM. A dificuldade em localizá-lo é de que os vírus normais que infectam, de forma "não drive-by", instalam arquivos no seu computador e forçam a instalação de Cavalos de Tróia e outros vírus, o que permite localizá-los com um antivírus.

O problema é que enquanto o vírus está ativo no seu aparelho, ele envia e recebe dados através de um servidor central. A fragilidade dessa nova ameaça, apesar de ser difícil detectá-la, aparece simplesmente quando o equipamento é reiniciado, pois quando isso acontece a memória é apagada, eliminando o vírus.

A dica da Kaspersky Labs é de manter todos os programas atualizados e utilizar um antivírus capaz de analisar o tráfego de internet e ataques de malware via código.

Por Guilherme Marcon


Chamado de Raspberry Pi, o computador que é considerado o menor do mundo – e também o mais barato! – já está disponível para a compra. Ele custa cerca de US$ 35 e está sendo vendido no Reino Unido pela Premier Farnell e a RS Components.

Essa versão que está à venda por cerca de R$ 60 (US$ 35) possui 258 MB de RAM e o outro modelo custando cerca de R$ 45 (US$ 25) possui 128 MB de RAM, mas ambas as versões rodam com processador de 7000 MHz. Este último modelo chegará às lojas para venda ainda em 2012.

A fabricante é a Raspberry Pi Foundation e já está produzindo milhares de novas unidades do computador já lançado, tendo em vista que o estoque de lançamento já se esgotou. No Raspberry Pi é possível conectar, através do USB, mouse e teclado e também, através da entrada HDMI, em monitores.

Conforme informações do site da BBC do Reino Unido, o site da Farnell saiu do ar devido a tanta demanda pelo computador.

Esse novo computador surgiu como uma alternativa para a educação de jovens no quesito informática, o que o Ministério da Educação local considera como uma grande mudança na educação tecnológica.

Será que esse computador vai chegar ao Brasil?

Por Guilherme Marcon


A marca Vizio, tradicionalmente conhecida como uma marca de televisores, lançou-se agora numa nova aposta: o mercado de notebooks e de desktops.

A Vizio vai apresentar 7 computadores potentes e 3 notebooks, ao longo da CES. Apesar de não existirem muitos pormenores públicos, que possam ser dados como certos, tem-se dito que algumas das características dos produtos que serão apresentados pela marca são as seguintes:

– aposta em designs finos, possuindo uma carcaça de alumínio;

– telas de 24 e 27 polegadas para os desktops;

– os desktops possuem subfower no sistema áudio;

– os modelos dispõem de controle remoto, com teclado e mouse sem fios.

Além disso, segundo consta, dos três notebooks, dois serão ultrabooks e o terceiro terá um sistema com mais performance e com tela de 15,6 polegadas.

Espera-se que os modelos sejam lançados em breve, provavelmente em maio deste ano, nos EUA.


Armazenar os arquivos de seu computador em um drive virtual não é novidade. Porém, além de ser um serviço demorado, qualquer dano causado ao servidor onde você confiou seus dados pode prejudicá-lo. Por esse motivo, muitas pessoas que utilizam o sistema de drive virtual tendem a criar contas em mais de um servidor, o que faz com que percam ainda mais tempo.

Diferente de um drive virtual, o Bdrive possibilita que você acesse as pastas de seu computador de qualquer outro dispositivo online, sem correr o risco de comprometer seus arquivos.

O serviço funciona da seguinte maneira: no site da Bdrive você baixa e depois instala um programa servidor no computador em que deseja ter acesso ao conteúdo. Depois, você escolhe os outros equipamentos como tablets e netbools que terão direito a acessar esse conteúdo e instala neles o programa cliente. Depois, basta você cadastrar no programa servidor  as pastas que poderão ser acessadas. 

Assim, só os dispositivos em que você instalou o programa cliente tem acesso ao conteúdo do seu computador, o que exclui os riscos de outros serviços como o drive virtual, onde um ataque hacker ao servidor  pode afetar e comprometer seus arquivos. Além disso, você economiza tempo por não precisar transferir seus dados para um servidor.

Por Davi Pizelli


A Compujob está com uma promoção imperdível. Computador Focus PC 100 com processador AMD Sempron 140 AM3 1GB de memória DDR3 HD500GB por R$ 399 a vista ou em 12 vezes de R$ 39,57 no boleto ou no cartão de crédito (qualquer bandeira).

O cliente ainda tem a possibilidade de adicionar os periféricos como, teclado e mouse, por R$ 29, estabilizador por R$ 36, caixas de som por R$ 16,29 e gravador de DVD por R 68.

O atendimento é feito através da televendas (51) 3358 6653, atendimento online, ou ainda através do e-mail vendas@compujob.com.br.

A Compujob atende  de segunda a sábado, das 8hs às 18hs.

E.S


Nem só os celulares fazem a cabeça do brasileiro. De acordo como uma pesquisa divulgada pela Abinee, Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, pela primeira vez na história o número de notebooks vendidos no país superou o número de desktops, ou computadores de mesa.

De acordo com a Associação, o número de notebooks vendidos aumentou 39% em relação ao ano passado com 7,15 milhões de unidades comercializadas. Já as vendas de desktops bateu o número de 6,8 milhões.

O setor de informática é um dos que mais cresceu neste ano e tem previsão de 13% de aumento no ano de 2011. Em relação a 2009, o aumento do segmento foi de 17%.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: Abinee


Na era dos tablets e smartphones, nem sempre os bons e velhos computadores de desktop podem ser descartados. Esta é a proposta do CAPE7 230, considerado o menor computador de mesa do mundo.

O modelo mais parece um HD portátil, mas ao ser conectado a um monitor, se transforma em um PC mais do que compacto. Com preço sugerido de R$700, faz o CAPE7 230 ser uma excelente opção para situações em que desempenho não é muito necessário.

O modelo possui processador Atom 230, HD de 320 GB, 2 GB de memória RAM, roda Linux ou Windows 7, 6 portas USB 2.0, reproduz vídeo de 1024×768, placa de som com dois canais e muito mais. Com todas estas configurações, acaba sendo mais barato que muitos notebooks com configurações semelhantes.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: Adminstradores


Para aumentar a segurança de nosso notebook, que está sempre disponível para navegação pela internet, além de escolher bem as páginas que receberão nossos cliques, ainda devemos protegê-lo com um antivírus confiável. Saiba quais os melhores antivírus da atualidade:

O Kaspersky Internet Security destaca-se entre todos os outros por possuir, além de instalação fácil e suporte a língua portuguesa, atualização diária e poder de detectar vários cavalos de tróia, adwares, spywares e alguns rootkits. Tem proteção residente e é atualizado automaticamente. Ele está disponível para teste por 30 dias

Avast Internet Security,  Norton Internet Security e ESET Smart Security possuem os mesmos benefícios do Kaspersky, porém sua proteção detecta menos tipos de vírus.

Já o AVG Internet Security embora seja bom em aspectos gerais, contribui para que exclua mais arquivos na hora de remover um vírus do que realmente seja necessário, além do mais, pesa muito a máquina, por exigir mais memória e maior processamento do computador.

Embora todos eles sejam pagos, existem versões gratuitas em seus sites que podem ser baixados para que o computador não fique totalmente desprotegido.

Por Lisa


Um estudo confiado pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) assinalou que no 1º trimestre deste ano as vendas de computadores pessoais, pelo Brasil, sintetizaram quase 2,9 milhões de unidades, ascensão de 23% ante os primeiros três meses de 2009.

Informações mais específicas indicam que o crescimento foi alçado, principalmente, pelo segmento corporativo do país, com salto de 17%, pouco mais de 1,1 milhão de computadores comercializados no mercado. A entidade estima que durante 2010, 14 milhões de equipamentos serão vendidos, elevação de 17% em relação ao ano passado.

Conforme reportagem confeccionada pelo portal de notícias G1, o setor acreditava que os computadores pessoais teriam grande queda devido a alta nas vendas de notebooks. No entanto, as empresas têm preferido adotar desktops, indica a pesquisa.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: G1.





CONTINUE NAVEGANDO: