Notebooks da linha Vaio começarão a ser produzidos no Brasil e têm previsão de começarem a ser vendidos em outubro.

A empresa de eletrônicos brasileira Positivo Informática anunciou que irá iniciar a produção de notebooks da linha Vaio no Brasil. A linha de computadores pessoais Vaio havia deixado o mercado brasileiro após o final da parceria com a marca japonesa Sony, em 2014.   

A expectativa é que os laptops comecem a ser vendidos no mercado brasileiro a partir do mês de outubro. Os computadores serão produzidos pela Positivo, mas terão todo seu desenvolvimento realizado pela Vaio. O suporte a atendimento dos consumidores que adquirirem o notebook da linha ficará a cargo da empresa brasileira.

De acordo com a Vaio, trata-se da primeira grande parceria internacional deste tipo realizada pela companhia desde a separação da Sony. Vale lembrar que em 2014 o conglomerado japonês de eletrônicos vendeu a Vaio para o grupo Japan Industrial Partners, o que fez com que a fabricante deixasse de fabricar computadores do modelo Vaio.   Algo que pode preocupar a Positivo no relançamento da linha Vaio no Brasil é o fraco desempenho que o mercado de PCs está sofrendo no mundo todo, em especial no mercado brasileiro.

De acordo com pesquisas e dados divulgados, a queda de vendas de PCs no País alcançou um recuo expressivo de 26% em 2014. Para este ano, a expectativa é que o mercado recue 27% em vendas no Brasil.   

O desempenho da Positivo também é preocupante. De acordo com a empresa de pesquisa de mercado IDC, a companhia sofreu um declínio de 31% nas vendas de computadores e tablets no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado.   

Na quinta-feira (20/08), após o anúncio de que a empresa fechou a parceria com a Vaio, as ações dispararam. Os papéis da Positivo mostraram uma alta de 8,29%, cotadas a R$ 1,96.   A linha de computadores Vaio é conhecida por ótimas configurações e excelente design, o que atrai consumidores dispostos a gastar um pouco mais por um produto de ótima aparência.

Os computadores da marca japonesa são destinados para diversos públicos, tanto para jovens, usuários básicos e usuários profissionais.

Por William Nascimento

Notebook Vaio

Notebook Vaio

Fotos: Divulgação


Segundo pesquisa, o país está em oitavo lugar entre os países mais afetados com conteúdo inadequado para crianças

Quando falamos sobre a internet, consequentemente temos que considerar que ela é uma “terra sem dono”. Já faz muito tempo que apenas os adultos tinham acesso a ela. Hoje em dia, sendo uma rede livre como é, qualquer pessoa pode ter acesso a qualquer tipo de conteúdo. O único impedimento é apenas um clique. Idade e temas pesquisados já não importam mais. Em um relatório feito recentemente pela empresa especializada em segurança digital Kaspersky, alguns dados apontam para um lado obscuro dessa liberdade toda.

De acordo com a empresa, mais de 1,5 milhão de usuários se depararam com conteúdo inadequado para crianças ao menos uma vez em 2014. A análise foi feita usando um software de controle parental da companhia.

O pior do relatório é que o Brasil figura nele entre os dez primeiros. Mais precisamente na oitava colocação entre os países mais afetados.

Ainda segundo as informações do levantamento do número apontado anteriormente, uma faixa de 68,5% “deram de cara” com conteúdos que são classificados como perigosos. Ou seja, isso inclui diversas categorias, como conteúdo adulto – pornografia, acesso anônimo, álcool e narcóticos, violência e armas dentre diversos outros.

De acordo com a lista da Kaspersky, os países que apresentaram um maior número de casos registrados nesses aspectos foram os seguintes: Rússia, ocupando a liderança e sendo seguida pela Índia, China, EUA, Alemanha, Argélia, o Brasil, e fechando os dez primeiros colocados, o Reino Unido e a França.

Mas voltando aqui para o Brasil, as maiores ameaças encontradas ficam nas categorias de “conteúdo adulto” e “chats”. Esta última, atingindo cerca de 75,93% os usuários. Vale ressaltar que, no caso do Brasil, os números registrados são superiores à média mundial.

Conforme destaca Fabio Assolini, analista de segurança da Kaspersky, atualmente as crianças têm acesso à internet cada vez mais cedo. E acrescente-se a isso o fato de ser móvel e, na maior parte dos casos, oferece uma forma de comunicação barata.

A principal recomendação dos especialistas na área não são novas, porém nem sempre os pais dão a devida atenção. A instalação de programas de controle parental em aparelhos como samartphones e tablets que são usados por crianças é uma dessas dicas. E o melhor é que não há desculpa, já que atualmente o mercado oferece diversas soluções baratas e até mesmo gratuitas.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


Segundo dados levantados pelo instituto IDC Brasil na quinta-feira (18), as vendas de computadores pessoais no Brasil caíram 25% no terceiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. A queda é expressiva e mostra a desaceleração deste tipo de produto para os consumidores brasileiros.  

De acordo com o levantamento da IDC, foram vendidos no terceiro trimestre cerca de 1,6 milhão de notebooks, 23% a menos em comparação anual, e 974 mil desktops, queda de 28% na mesma comparação.  

Os resultados apresentados ficam em linha com as projeções levantadas pelo próprio instituto, que estimou que as vendas iriam recuar 25% no fechamento do ano de 2014, para 10,4 milhões de PCs, sendo 3,9 milhões de desktops e 6,5 milhões de notebooks.

A estimativa da IDC foi piorada em 1% em comparação à anterior, que previa uma queda de 24% nas vendas de PCs em território brasileiro. Já para o próximo ano, a consultoria prevê uma recuperação, mesmo que leve, apresentando um crescimento de 1%.

Segundo Pedro Hagge, analista de pesquisa da IDC Brasil, um trimestre desafiador já era esperado, devido ao impacto das eleições nas compras do setor público e nos investimentos da empresas. Além disso, os PCs estão enfrentando uma concorrência cada vez maior de outros dispositivos, como o caso dos smartphones e tablets, que são mais baratos e mais portáteis que notebook e desktops. Ainda, de acordo com Hagge, os desktops e notebooks têm vida útil maior, retardando o processo de troca. Em todo o mundo a desaceleração de PCs é real. Mesmo com o lançamento de notebooks cada vez mais finos e potentes, além de ultrabooks híbridos, as empresas não conseguem reverter o quadro de queda no número de vendas destes equipamentos.  

O mercado de tablets, segundo estimativa da IDC, fechará as vendas de 2014 com uma forte alta de 17%, acima de 10 milhões de unidades. Já para o próximo ano é previsto uma alta ainda considerável de 10%.

Por William Nascimento

Computadores

Foto: Divulgação


Para quem pensou que todos os lançamentos tecnológicos para este ano já haviam sido feitos, a Apple trouxe uma surpresa e tanto: o iPad Air 2 e o iPad mini 3 que inclusive, já estão à venda no Brasil.

Os modelos estão repletos de novidades e chegam exatamente quando os consumidores saem para as compras e como os smartphones e os tablets serão os produtos mais comprados este final de ano, iPad Air 2 e iPad mini 3 poderão conquistar o posto de aparelhos mais vendidos neste final de ano.

O iPad Air 2 e o iPad mini 3 foram lançados nas cores cinza, dourada e também prateada.
E são 3 versões com espaço interno para armazenamento: 16, 64 e também 128 GB. Ambos os aparelhos foram lançados em outubro, mas somente agora os brasileiros poderão encontrá-los disponíveis para comprá-los.

O motivo é que a Anatel somente homologou o iPad mini 3 Wi-Fi, o iPad Air 2 LTE e o iPad mini 3 LTE somente na segunda quinzena do mês de novembro e isto atrasou o lançamento dos aparelhos no mercado.

Um dos principais diferenciais do iPad Air 2 é que ele é um tablet muito fino, contando apenas com 6,1mm e sendo ideal para o uso profissional não só pela facilidade de transporte mas também pelo seu poder de processamento, pois o aparelho roda até os aplicativos mais pesados sem dificuldade.

Mas o Dell Venue 8 7000 já superou o iPad Air 2 como o tablet mais fino do mundo, pois o modelo conta com apenas 6mm e possui um processador 40% melhor e os gráficos é muito mais rápido, se tornando uma excelente alternativa, para quem achar os lançamentos da Apple caros.

Para adquirir um dos lançamentos da Apple, o consumidor brasileiro vai ter que desembolsar uma boa quantia, pois o iPad Air 2 tem preços a partir de R$ 2.079,00 e o iPad mini 3 custará R$ 1.729,00 em sua versão mais básica.

Os aparelhos já podem ser encontrados nas principais lojas online e também no site da Apple: store.apple.com/br.

Por Russel

iPad Air 2 e iPad mini 3

iPad Air 2

iPad mini 3

Fotos: Divulgação


A fabricante de eletrônicos Acer é conhecida por disponibilizar bons aparelhos no mercado brasileiro. Os ultrabooks fazem parte de uma crescente nos números de computadores portáteis, e provavelmente, em um futuro breve, poderão substituir os notebooks.  

Os modelos de ultrabooks disponibilizados pela empresa taiwanesa têm conquistado espaço entre os consumidores brasileiros. Então, vale a pena analisarmos alguns dos principais modelos que a Acer oferece no Brasil.  

– Aspire M5-481-PT 6851:

Este modelo apresenta uma tela de 14 polegadas touchscreen. Na linha de ultrabooks ele não é considerado um portátil caro, custando cerca de R$ 2.999. Por baixo de sua aparência está um processador Intel i5, 6 GB de memória RAM e um espaço interno de 500 GB. Ou seja, o Aspire M5-481 PT 6851 não é um aparelho básico. Se você gosta de jogos, ele pode ser uma excelente versão.  

Aspire M5-481-PT 6851

– Aspire M5-481-T 6885:

Se você acha que uma tela touchscreen é um luxo desnecessário em um ultrabook, talvez essa seja a melhor opção dentro dos modelos oferecidos pela Acer. Basicamente ele apresenta as mesmas configurações do Aspire M5-481 PT 6851, no entanto não possui tela sensível ao toque. Por não apresentar essa tecnologia ele é mais barato, custando R$ 2.199.  

Aspire M5-481-T 6885

– Aspire M5-481-T-6650:

Se você precisa de portabilidade apenas para editar textos e navegar na internet, sem precisar de um hardware potente, o M5-481T-6650 da linha Aspire é um ótimo aparelho. Ele apresenta 4 GB de memória RAM, um processador Intel i3 e 500 GB de armazenamento interno. Seu preço varia entre R$ 1,5 mil e R$ 1,9 mil.

Aspire M5-481-T-6650

– Aspire M5-481-T-6195:

Esta versão acompanha uma tela de 14 polegadas com processador Intel Core i5 e 500 GB de espaço no HD. Ele pesa apenas 2,1 kg e é indicado para aqueles que precisam de mobilidade para redes sociais, edição e produção de textos e navegação na internet. Com 4 GB de memória RAM ele custa R$ 2.099.  

Aspire M5-481-T-6195

– Aspire S7-391-9604:

Este é o modelo mais caro da linha. Ele pode ser encontrado por um preço que varia entre R$ 5 mil e R$ 7 mil. Ele apresenta configurações de um ultrabook potente como uma tela Full HD com touchscreen e 13,3 polegadas. Seu processador é um Intel i7, indica para executar games pesados. O portátil é um dos mais finos do mercado com apenas 12, 2 milímetros de espessura. Algo assustadoramente atraente. O produto ainda acompanha um SSD de 128 GB e 4 GB de memória RAM. Vale a pena salientar que a tecnologia SSD é consideravelmente mais rápida que os HDs tradicionais. Isso permite um acesso aos arquivos de maneira mais rápida e eficiente.

Aspire S7-391-9604

Fotos: Divulgação

Por William Nascimento


Cada vez mais, os aparelhos eletrônicos são incluídos com a finalidade de uso doméstico. E não apenas, os mais comuns aos quais já estamos habituados, mas hoje, muitos produtos são idealizados para atender essa demanda que visa preencher as necessidades de quem não abre mão do conforto de casa.

A Lenovo apresentou a sua primeira linha de tablets e anunciou sua chegada ao mercado brasileiro. Com design moderno, o Yoga Tablet chega com tudo e promete ser um grande sucesso de vendas da categoria.

O destaque do dispositivo fica por conta de sua bateria, já que, segundo a empresa, sua duração pode aguentar até 18 horas. O outro modelo que inclui a linha é o S5000, que chama a atenção pelo seu peso e espessura.

Especificações dos produtos:

Yoga Tablet:

Como já mencionado, o aparelho apresenta design atrativo, como grande parte dos produtos da Lenovo. Conta ainda com suporte na traseira, o que oferece pouco mais de conforto quando colocado em cima de algum lugar. A bateria vem com potencia de 9000mAh, superando o iPad Air, que possui 8820 mAh.  O Yoga vem com Android JellyBean (4.2), tela de 10,1 polegadas com resolução HD de 1200×800, câmera traseira de 5 megapixels com foco automático e frontal de 1.6 megapixels, possibilitando a filmagem em HD. Seu processador é quad-core de 1.2 GHz e memória RAM de 1GB, 16 GB de armazenamento interno que pode ser expandido em ate 64GB usando cartão micro SD.

Para os consumidores que costumam armazenar muitos arquivos o tablet é uma boa pedida. Porém, um ponto negativo a ser frisado é devido a sua conectividade, já que não há opção de conexão via GSM. O usuário só poderá se conectar por Wi-Fi.

S5000:

Este modelo de tela menor, vem com display IPS de 7 polegadas e promete dar dor de cabeça ao concorrente Galaxy Tab, da Samsung, já que os dois são de mesmo porte. O processador é quad-core de 1.2GHz, 1G de memória RAM e armazenamento interno de 16 GB, câmera traseira de 5 megapixel e frontal de 1.6 megapixel e sistema operacional Android JellyBean (4.2). Destaque também para o seu peso de 246 gramas e 7,9mm de espessura.

Por Juliana Alves de Souza

Lenovo Yoga Tablet

Foto: Divulgação


A rede social Twitter liberou uma nova atividade aos seus usuários na terça-feira, dia 22 de abril. A rede lançou um novo visual, inclusive aqui no Brasil, em que, de maneira geral, ficou bem parecido com a página do Facebook. São novas oportunidades dos usuários terem em destaques os tuítes mais populares, os favoritos, uma foto de capa no topo, que é a maior, e uma galeria de imagens e vídeos divididas em pastas e com mais organização. O lançamento aconteceu no dia 8 de abril, mas só agora é que o Twitter está dando a disponibilidade para os usuários brasileiros aderirem ao novo visual da rede social.

Para conseguir se integrar a esta nova mudança do Twitter, é simples: o usuário que logar no seu perfil da rede nesta quarta-feira (23), vai receber um convite para conhecer a nova plataforma, que estará no topo da interface antiga: "Experimente o novo perfil do Twitter.". O microblog vai mostrar ao usuário as possibilidades de escolhas para montar a nova página de perfil, como uma foto personalizada para a capa, que fica no topo assim como o Facebook e fixar um tuíte como uma forma de descrever o perfil daquela pessoa. O mais interessante do guia é quando ele diz "Mostre o seu charme. Carregue uma foto de perfil e ela será ajustada automaticamente".

O usuário terá a opção de escolher uma foto principal de perfil, uma foto de capa e tuítes principais e favoritos. Para isso, o Twitter modificou a maneira de apresentação dos tuítes favoritos na linha do tempo, para dar mais destaque e organização. Os posts em que a pessoa dona do perfil retuitou ou marcou como favorito, terá um tamanho maior. O usuário também poderá publicar tuítes com vídeos, além de visualizar timelines e tuítes de resposta com um novo filtro.

Antes desta data, a nova interface era permitida para testes apenas a um grupo pequeno de usuários convidados. Agora o novo visual do microblog está acessível a qualquer um. Quem não quiser adotar a nova interface, ainda tem a opção de se manter no formato atual, até o momento em que o Twitter tornar a nova interface como um formato obrigatório para todos, contudo esse momento ainda não tem data definida. O novo modelo está disponível para os brasileiros e em versão português, além de um guia de como manusear a nova interface.

Por Carolina Miranda

Twitter logo

Foto: Divulgação


A marca de computadores Sony divulgou esta semana que vai lançar no Brasil o Vaio Tap 11, um aparelho híbrido que está entre um ultrabook e um tablet. O equipamento virá com o Windows 8.1 Pro, que já está sendo usado nos computadores comuns da marca e uma tela de 11 polegadas Full HD. O Vaio ainda conta com uma caneta stylus e um teclado físico magnético.

O interessante é que a Sony anuncia um dispositivo que pode ser tanto um tablet como um ultrabook, novidades atuais das empresas tecnológicas de fabricar computadores 2 em 1. Ele virá com um processador Intel Core i5 de quarta geração. O Vaio Tap 11 vai chegar ao Brasil com a versão mais completa do Windows 8.1, o que pode agradar bem os consumidores da marca. O 8.1 inclui um amplo acesso aos programas e jogos disponíveis para qualquer dispositivo, além de vir também com alguns aplicativos especiais da fabricante.

Além dessas novidades, na parte técnica do novo Vaio inclui-se uma memória RAM de 4GB, leitor de cartões de memória, câmera traseira de oito megapixels e frontal de 0,9 MP e armazenamento interno SSD de 128 GB. O híbrido da Sony vem também com portas USB 3.0, saída HDMI e uma bateria com duração de até seis horas. As conexões disponibilizadas da Sony para o Tap 11 são Wi-Fi, NFC e Bluetooth 4.0.

O usuário também terá a opção da caneta digital stylus, a mesma que vem no Galaxy Note, da Samsung. O cliente terá a possibilidade de fazer notas direto na tela do computador ou mesmo se atarefar com edições de imagens, dentre outras opções. Já o teclado magnético lembra bastante a capa do Surface da Microsoft, que tem uma bateria com duração de até 30 dias.

Mesmo com uma configuração atraente, o dispositivo não chega ao Brasil atraído pelo seu preço. O consumidor que quiser adquirir o novo híbrido da linha Vaio terá que desembolsar nada menos que R$ 6 mil. O Sony Vaio Tap 11 tem espessura de 0,99 mm e peso de apenas 1,1 kg. 

Por Carolina Miranda

Sony Vaio Tap 11

Foto: Divulgação


Depois de um ano e dois meses no Brasil, a norte-americana Amazon iniciou as vendas de produtos físicos em seu site brasileiro. Até então a empresa vendia apenas bens digitais. Com isto o Brasil se torna o primeiro país da América Latina onde a Amazon possui vendas de bens físicos.

A partir do dia 7 de janeiro já é possível comprar o Kindle, com preços entre R$ 299 e R$ 699, no site amazon.com.br.

O Kindle era apenas comercializado por parceiros da marca americana, como Ponto Frio, Extra e Girafa. O acordo feito entre as marcas permite que os parceiros continuem a comercializar os produtos normalmente.

Com o lançamento do e-commerce no Brasil, a Amazon quer que os brasileiros tenham uma experiência diferente com seus produtos, a começar pelo Kindle Toch e o PaperWhite.

Por volta das 9h o site entrou no ar já anunciando a entrega dos Kindles comprados na residência do comprador.

Alex Szapiro, gerente-geral da Amazon no Brasil, comenta: “A expectativa do consumidor brasileiro com o comércio de maneira geral não é muito alta. O que queremos fazer é aumentá-la. Meu papel e de todo mundo que trabalha na Amazon é trazer essa experiência positiva para o Brasil, e quem vai julgar é o consumidor”, afirmou.

Szapiro, disse ainda que antes de iniciar as vendas de bens físicos, a empresa passou por um árduo trabalho em processos internos, como criar padrões de atendimento, estruturar processos de logísticas e de armazenamento. "A gente dá um passo quando achamos que estamos prontos para dá-lo", disse o gerente.

Em 2014 a companhia quer incentivar a compra em seu e-commerce, aumentar o número de parceiros para que sejam encontrados cada vez em mais lugares.

Por enquanto o site brasileiro não oferece outros produtos a não ser o Kindle e livros digitais. Contudo a Amazon tem intenção de em breve disponibilizar todos os seus produtos.

No lançamento da loja, a companhia aproveitou e fez a divulgação de números atuais do seu catálogo de livros digitais em português. Segundo a marca, o acervo nacional de cópias digitais chegou aos 28 mil títulos, um grande crescimento comparado aos 13 mil livros em português no ano de 2012.

Já os livros grátis dobraram de quantidade em menos de dois anos. Passou de 1550 para 2,6 mil no mesmo período.

Conforme Szapiro, o crescimento no Brasil é vertiginoso. “Nós queremos ter a certeza de que estamos trazendo a melhor experiência de compra para o consumidor brasileiro, pois estamos com as melhores ofertas, a melhor seleção de livros, agora o melhor canal de vendas”, finaliza o líder da companhia no país.

Por Ageu da Rocha

Kindle ? venda no site brasileiro da Amazon

Foto: Divulgação


O mercado de tecnologia, principalmente no que diz respeito à venda de microcomputadores e notebooks, não possui muito o que comemorar em lucratividade. Isso foi o que informou a consultora em tecnologia IDC, acrescentando que só no Brasil, a queda na comercialização desses produtos chega a 10%.

No entanto, o órgão avisa que não se trata apenas de Brasil o aquecimento, uma vez que em torno do mercado global, a redução das vendas de computadores de mesa e portáteis como os notebooks amargam a média de 13%.

Neste primeiro mês do ano de 2014, já foram vendidos 3,4 milhões de computadores, mas, no ano de 2013, era se comemorado a marca de 3,8 milhões, sendo que ao longo do mesmo ano de 2012 ocorreu a franca queda nas vendas.

Contudo, não há o que se reclamar de todo, afinal, nesse mesmo passo aumentou-se consideravelmente as vendas de tablets, aparelho pelo qual, acreditam os consumidores, ser melhor para se jogar games, navegar pela internet e aproveitar todos os tipos de aplicativos. Mesmo assim, afirma o IDC, os usuários têm preferido a compra de tables que estejam com preços mais em conta – aqueles que reúnem maiores características do que se chama de custo x benefício.

O momento não é de boa notícia, infelizmente, o IDC adianta que durante todo o ano de 2014 pode ter uma diminuição de 8% nas vendas, ao mesmo passo que os tablets continuarão experimentando uma ótima fase por ter boa capacidade de locomoção (eles estão cada vez mais leves), potentes e com uma variedade de preço que cabe dentro de todos os orçamentos.

Funcionais e com capacidade para desenvolver as mesmas atividades de um computador de mesa e notebook, é compreensível entender a razão dele estar tão em alta no comércio da tecnologia, superando em boa parte a preferência do público que é fã de uma boa tecnologia.

Por Michelle de Oliveira

Vendas de computadores

Foto: Divulgação


Nesta última sexta-feira (29/11), o país passou por uma das maiores promoções do comércio varejista: a Black Friday.

Conhecida pelo enorme frisson causado, principalmente nos EUA, a Black Friday de 2013 foi diferente de 2012 por um atrativo – as lojas físicas também aderiram a mega liquidação, a exemplo dos sites e-comercce.

Os produtos mais procurados são os eletroeletrônicos, como aparelhos de telefone celular, telas e monitores LCD e consoles de videogame, principalmente os recém-lançados Xbox One e PlayStation 4.

No caso dos consoles de videogame, chamam a atenção os atrativos multimidiáticos oferecidos pelas plataformas e a promessa de incríveis experiências de jogo, com gráficos em alta resolução e tudo mais. 

O PS4 tem o preço estipulado em R$ 3.999, totalmente o contrário do que muitos executivos da Sony haviam proposto: em agosto, Jack Tretton, CEO da Sony Computer Entertainment of America, a Sony propôs formas de sugerir preços abaixo de R$ 1.000 para que o console tivesse o número de vendas esperado. Infelizmente, com a elevação da taxa de juros e carga tributária, os preços exorbitantes ainda assustam muitos dos apaixonados pelo console.

Dentre os atrativos positivos do PS4, destacam-se o sistema de navegação, opções de transmissão de partidas em tempo real e chat de voz e vídeo entre amigos,  possibilidade de realizar multitarefas, sem interromper o jogo, e sistema de  conectividade com outros aparelhos, como consoles portáteis – OS Vita – tablets e smartphones.

Outra questão atrelada ao PS4 é o dia do lançamento coincidir com a Black Friday:  a loja oficial da marca Sony localizada no Rio de Janeiro, disponibilizou apenas cinco unidades do PS4, que foram arrematadas na pré-venda, resultado muito mais da baixa oferta do que a alta procura. Mesmo com o preço elevado, poucos compradores tiveram a chance de adquirir o console, tido por muitos como atual sonho de consumo.

Por enquanto, muitos compradores aproveitam para adquirir o PS3, visando uma relativa queda nos preços, condições de pagamento facilitadas, aliadas à Black Friday, e ao considerável número de jogos para o aparelho. Tanto na internet quanto nas lojas físicas, os preços variam entre R$ 799 e R$ 1.000.

Por Junior Almeida

PlayStation 4

Foto: Divulgação


A Lenovo, fabricante chinesa de computadores, smartphones, tablets e demais aparelhos eletrônicos afirmou que será a líder de vendas no mercado brasileiro, superando a Positivo. Atualmente a empresa ocupa a segunda posição com 9,7% do mercado nacional, ultrapassando a Acer e a Samsung.

Segundo dados do IDC, a Positivo possui 16,5% do mercado nacional. Isso se deve, principalmente, pela conquista do varejo em várias lojas. Para alguns especialistas, dificilmente a Lenovo irá conseguir uma fatia tão grande do mercado nacional em um prazo tão curto. 

Mesmo com a perda me mercado para os tablets e smartphones, os computadores ainda possuem um público cativo. A Positivo detém a liderança de mercado desde 2005, fruto de acordos e parcerias com grandes lojas de eletrônicos.

O mercado da Lenovo tem crescido pela satisfação dos clientes quanto a marca e pela estratégia da empresa no país. Começou pela compra da CCE em 2012. Foi ofertado o valor de R$ 700 milhões pela empresa brasileira. A aquisição ocorreu após a Positivo recusar a oferta feita pela Lenovo em 2008. A Positivo também tem crescido, sobretudo por buscar novas alternativas, lançamento de novos produtos e entrada no mercado corporativo.

Por Robson Quirino de Moraes


Braox ArysAtualmente novas empresas brasileiras têm se lançado ao mundo tecnológico, oferecendo produtos competitivos e que dão conta do recado. Chega ao mercado o tablet Braox Arys, da companhia nacional Braox. O modelo de 10 polegadas é montado na fábrica de Caçador, em Santa Catarina, e pode ser uma boa opção para quem deseja um modelo mais acessível.

O modelo está equipado com um processador Quad-Core de 1,6 GHZ, 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno. A tela de 10 polegadas apresenta uma resolução de 1280 x 752 pixels, que proporciona uma densidade de 160 dpi. Ele vem com duas câmeras (traseira e frontal) de 1,9 megapixels cada. O peso do modelo é de 651 gramas e o sistema operacional é o Android 4.2.

O modelo possui uma boa usabilidade, adequando-se ao uso acadêmico e para o cotidiano. Ele suporta com dificuldade jogos mais pesados, contudo é bom modelo para tarefas simples. A proposta do produto não é de ser o top de linha, mas de ser um aparelho acessível que não deixará o usuário na mão.

A Braox é uma companhia do Estado de Santa Catarina que fabrica produtos eletrônicos focados em usuários de diferentes necessidades e para ambiente acadêmico. Ela produz desktops, notebooks e outros.

Por Robson Quirino de Moraes


Aos amantes do PlayStation, as notícias não mentem: o novo modelo será lançado no Brasil no dia 29 de novembro, simultaneamente ao lançamento na Europa, e 14 dias após os Estados Unidos.

A notícia foi anunciada na conferência da Sony, Gamescom 2013, confirmando a data de lançamento nos EUA para o dia 15 e para a Europa e Brasil alguns dias depois. Apesar de não termos ainda o conhecimento do preço de comércio aqui no Brasil, o PS4 será vendido nos EUA por US$ 399, mas nós sabemos que ele só irá chegar às nossas casas por muito mais do que o dobro desse valor, isso em reais. É uma triste realidade para nós brasileiros que amamos a tecnologia e os jogos oferecidos pela marca, mas nada que nos impedirá de fazer as economias necessárias. Apesar de nossa triste realidade, o presidente da Sony afirmou à imprensa que gostaria de trazer o produto ao Brasil por menos de R$ 1.000, mas sabemos que isso não será possível.

Entre os jogos confirmados estão o FIFA 2014, Call of Duty: ghosts, NBA live, Assassins Creed IV: Black Flag, Battlefield 4, Need for Speed: Rivals, entre outros.

Por Fábio G. Santos


Samsung Nexus 10 será vendido no BrasilApós o recente e um pouco confuso lançamento do Nexus 7, a empresa Google juntamente com a Samsung conseguem fazer com que o seu tablet de 10 polegadas, o Nexus 10 seja homologado pela Anatel e tenha a autorização para vender o aparelho no Brasil.

O modelo aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações é o GT-P8110 e teve sua liberação feita na ultima sexta-feira (24/05).

No mercado norte-americano, o tablet é vendido com o preço de US$ 399 e possui um excelente hardware. Conta com um processador Dual-Core Exynos de 1,7 Ghz, 2 GB de memória RAM, uma tela com 10,1 polegadas e o grande diferencial da linha Nexus é que ele roda o Android 4.2 sem nenhuma alteração do fabricante, ou seja, o sistema operacional puro.

A versão homologada conta apenas com a conexão Wi-Fi, ou seja, para quem quer a versão que tem suporte a rede 3G não irá comprar o seu aparelho no Brasil. A Anatel não comentou a escolha de apenas uma versão do produto, mas deve ser um fator mercadológico.

Preço e data de chegada nas lojas ainda não foram divulgados, mas em breve espera-se que mais informações sejam divulgadas.

Por Henrique Nicolau


A Dell lançou no Brasil seu ultrabook Inspiron 14R que conta com tela sensível ao toque como item opcional. O computador já está disponível para venda na loja online da companhia e conta com tela LED HD de 14 polegadas e acabamento feito em alumínio escovado. A configuração com tela touchscreen mais em conta é vendida a partir de R$ 2.599 e a mais cara sai por R$ 2.999.

A versão mais econômica deste modelo possui placa de vídeo NVidia GT625M com 2 GB de memória, processador Intel Core i5 ou i7, memória RAM de 6 GB, HD de 1 TB e gravador de CD e DVD. O ultrabook vem equipado com Windows 8, McAfee Security Center e Office em uma versão Trial.

O Inspiro 14R possui apenas 1,97 kg, com a bateria de 1,97, ou 2,12 kg, com bateria de 6 células, sua espessura é de apenas 2,54 mm e ele ainda conta com duas saídas USB 3.0 e mais duas 2.0.

Ambas as versões possuem leitor de cartão 8 em 1, RJ45 Ethernet, entrada para fones de ouvido, HDMI 1.4, Bluetooth 4.0 e webcam. Segundo a fabricante a bateria do modelo possui autonomia de até sete horas na versão de 6 células.

Por Felipe Santos Bonfim


A Samsung anunciou o lançamento do seu mais novo ultrabook no Brasil: o Série 5 Ultra Touch.

Ele conta com Windows 8, possui tela sensível ao toque, processador Intel Core i5-3317U de 1.7GHz, 4GB de memória DDR3 e 500GB de HD, além de um pequeno SSD de 24GB.

Pela parte gráfica, a responsável é uma razoável Intel HD Graphics 4000 (mas não tente rodar jogos atuais usando ela).

O novo ultrabook chega por R$ 2.999, um custo muito baixo se comparado aos modelos atuais.

Além de bonito, com acabamento em alumínio escovado, a parte inferior é composta de fibra de vidro, que segundo a Samsung "proporciona rigidez, protegendo de choques e impactos".

Com um peso de 1,69 kg e 1,9 cm de espessura, o modelo conta com uma porta Ethernet (algo não muito comum em ultrabooks) além de uma conexão USB 3.0, duas USB 2.0 e leitor de cartões.

O modelo já está sendo vendido no Brasil, na belíssima cor cinza chumbo metálico.

De acordo com a fabricante, a bateria de 4 células consegue mantê-lo ativo por até 7 horas de uso contínuo.

O novo modelo pode ser encontrado neste link: www.samsung.com.

Por Atila Felipe


Chegou ao Brasil o primeiro curso de OpenStack – software de código aberto desenvolvido para configurar e operar armazenamento em nuvem – organizado pela Dualtec Cloud Builders, companhia nacional com mais de 25 anos de experiência no setor.

Desenvolvido pela StackOps Technologies, parceira espanhola especializada na plataforma, o curso tem como objetivo ingressar desenvolvedores e administradores de sistemas no ramo da computação em nuvem, o qual vem crescendo no mercado.

O curso será realizado na cidade de São Paulo, no Espaço Fit, nos dias 23, 24 e 25 de maio. As aulas serão ministradas todas em inglês e abordarão todos os módulos de uma das mais novas versões de OpenStack, o Folsom.

São apenas 15 vagas, e podem se inscrever Administradores de Sistemas, Desenvolvedores, Devops e profissionais da área de Tecnologia da Informação com conhecimentos de interface de linha de comando (*nix CLI) e redes. O inglês também é requisito obrigatório e é recomendado algum domínio sobre virtualização.

Os participantes devem levar seus notebooks com os softwares Vagrant, Fabric e Virtualbox instalados.

O investimento é de R$ 2.300 por pessoa, mas os candidatos que se inscreverem até o dia 3 de maio terão um desconto de R$ 300.

Para se inscrever e obter mais algumas informações, acesse o link openstackfundations2013.eventbrite.com.

Por Davi Pizelli


A fabricante taiwanesa Asus apresentou em São Paulo em uma coletiva de imprensa o novo tablet MeMO Pad, um aparelho que apresenta um ótimo custo benefício e já está sendo comercializado no Brasil.

O preço do aparelho gira em torno de R$ 699.

O MeMO Pad é um tablet compacto e vem com uma versão de hardware bem simples, sistema operacional o Android 4.1, chamado Jelly Bean, tela de 7 polegadas LCD com 1024×600 pixels de resolução, processador VIA WonderMédia de 1 GgHz, memória RAM de 1GB, 8 GB de armazenamento interno, Slot de cartão microSD de até 32 GB. O som do MeMO é alto e nítido, também possui a conexão Wi-Fi mas infelizmente ainda não possui 3G e a bateria pode durar até 10 horas.

Futuramente a Asus pretende fazer uma versão deste aparelho em 3G.

A parte de trás do tablet é áspero justamente para evitar que escorregue das mãos.

O tablet MeMO Pad tem apps da Asus como o SuperNote, App Backup e acesso na nuvem da Asus que possui 32 GB de espaço disponível gratuitamente durante 3 anos.

Por Mariana Rodrigues


Vindo da MWC (Mobile World Congress), o Brasil se prepara para a chegada do Galaxy Note 8, que deve dar as caras por aqui já em abril.

Ele vem equipado com um processador Quad-Core de 1,6Ghz, 2 GB de RAM, duas câmeras sendo a frontal de 1,3 megapixels e a traseira de 5. Tudo isso rodando Jelly Bean, o Android 4.2 com opções para uma memória de armazenamento de 16GB ou 32GB.

Como de costume na família Note, ele tem a S-Pen,  a caneta stylus que dá nova vida aos Galaxy Notes, com funções programáveis, como atender ligações, por exemplo. Embora pareça não fazer muito sentido usar um tablet, mesmo que de 8 polegadas para fazer ligações, é um recurso no mínimo útil, ainda mais para sincronizar seus contatos ou realizar ligações quando seu celular fica sem bateria. Além disso, conta com a função Multi-View herdada dos seus irmãos mais velhos que permite abrir dois aplicativos na tela ao mesmo tempo.

Ele deve chegar ao Brasil por cerca de R$ 1.500,00 para competir diretamente com o iPad Mini.

O Galaxy Note 8 não é um Note II que comeu um pouquinho de fermento, ele parece uma boa opção a quem procura um tablet com funções de smartphone ou vice-versa, sua tela de 8 polegadas proporciona um Multi-View mais fácil e fluido, o que faz dele um ótimo intermediário.

Por Anderson da Silva


De espessura suave e leve, os novos ultrabooks da marca Qbex chegam para causar impacto nas pessoas que amam computadores na versão compacta e precisam do seu aparelho para seguirem suas atividades aonde quer que estejam.

Com 19 mm de espessura e 1,8 kg de peso, pode-se dizer que os ultrabooks são ultraportáteis. Mas, além desta característica física, os modelos têm processador Intel, 4 GB de memória, bateria que dura seis horas seguidas e tem quatro células.

No Ultrabook Touch UX640 há suporte para o recurso touchscreen no display, sistema operacional Windows 8, teclado chocolate, bateria prolongada, monobloco em alumínio e uma velocidade de processamento incrível. Com toda esta tecnologia, você pode pensar que a Qbex é uma empresa multinacional detentora de grandes conhecimentos tecnológicos, mas, na verdade, trata-se de uma companhia 100% nacional que conseguiu fabricar algo tão fino e leve através de muita pesquisa.

Todas estas inovações também são colocadas em outros produtos Qbex, como netbooks, tablets,  all-in-ones, desktops, entre outros.

O preço médio dos ultrabooks Qbex varia de R$ 1.800,00 a R$ 1.999,00, valor que pode ser parcelado tanto em compras em lojas físicas quanto em lojas pela internet.

Por Michele de Oliveira


Na CES 2013, alguns diretores de grandes fabricantes falaram sobre as suas apostas para este ano. Um deles foi o diretor de Marketing da Asus no Brasil, Marcel Campos, que contou um pouco sobre o que a empresa fará no mercado brasileiro.

De acordo com o diretor, a Asus pretende investir nos dispositivos mais finos e de menor peso, começando com os modelos que rodam processadores Celeron e são mais baratos. Além disso, a intenção da empresa é de deixar o mercado mais competitivo reduzindo os preços e vendendo aparelhos que saiam por valores mais baixos, como R$ 1.299 para notebooks.

Com isso, a Asus tem a intenção de trazer um conceito de que os ultrabooks podem custar preços acessíveis, tendo em vista que atualmente o seu preço é extremamente alto. Assim, para reduzir os preços no Brasil, a fabricante quer realizar a produção dos dispositivos em território brasileiro, o que fará com que o preço seja reduzido em até R$ 400.

Outra aposta da empresa são as telas sensíveis ao toque, como os aparelhos que rodam Windows 8 e já contam com a tecnologia, que são vendidos por menos de R$ 2 mil – mas a expectativa é reduzir o valor ainda mais com a produção local.

E, ainda, uma das principais apostas da Asus com certeza são os tablets, como o Nexus 7 que começou a ser vendido no mercado brasileiro em dezembro do ano passado. Porém, a aposta da empresa é que com o lançamento da versão 3G o sucesso do gadget aumente. E também, a fabricante pretende lançar tablets que custem no máximo R$ 1 mil, dentre outros produtos como all-in-ones e aparelhos híbridos.

Entretanto, mesmo com a intenção de realizar a produção local para reduzir os custos no Brasil, a Asus ainda não encontrou o “parceiro ideal” para tal feito.

Por Guilherme Marcon


Um dos grandes problemas de segurança nos dias de hoje em todo o mundo e também no Brasil são os chamados crimes virtuais e ataques cibernéticos.

Esta modalidade de atuação criminosa utiliza a internet e suas vulnerabilidades para aplicar golpes e cometer crimes das mais variadas espécies.

Por isso, o Brasil divulgou nesta semana que irá criar o Sistema Militar de Defesa Cibernética que será um órgão chefiado pelas Forças Armadas e que terá como principal missão proteger os brasileiros de ataques cibernéticos.

O SMDC pretende evitar este tipo de situação em eventos importantes no país como a Copa do Mundo e as Olimpíadas além de criar estruturas de inteligência para a investigação deste tipo de atividade no território nacional.

Fonte: EFE

Por Ana Camila Neves Morais


Aconteceu nesta quarta-feira, dia 26 de dezembro de 2012, mais uma edição do Boxing Day no Brasil.

Este evento consiste na oferta de produtos no comércio eletrônico após as compras de Natal e neste ano o e-commerce registrou um lucro de aproximadamente R$81,6 milhões com cerca de 201.573 pedidos realizados pela internet.

Este valor consiste em um crescimento de 39% em relação ao ano de 2011 com os produtos mais vendidos sendo os eletrodomésticos, roupas, acessórios e produtos de beleza.

Fonte: Infomoney

Por Ana Camila Neves Morais


A Justiça Eleitoral do estado de São Paulo determinou uma multa para o Google no valor de 2,2 milhões de reais.

O motivo da penalidade é porque a empresa de informática não retirou do ar um blog que criticava a prefeita Darcy Vera reeleita para governar a cidade de Ribeirão Preto; além disso, o gigante de buscas também teria se negado a fornecer informações sobre o dono do blog para as devidas punições pela justiça.

De acordo com o juiz responsável pela sentença, o conteúdo presente no blog era difamatório e realizava campanha eleitoral de forma irregular.

Agora, o Google tem o direito de recorrer desta decisão ou efetuar o pagamento da multa para finalizar definitivamente esta questão.

Por Ana Camila Neves Morais


Os serviços de e-mail utilizados irão receber uma atualização no início de 2013.

Esta decisão partiu do Comitê Gestor da Internet no Brasil o qual resolveu que configurações antigas não irão funcionar a partir do próximo ano para este tipo de mensagem.

Deste modo, o comitê pretende reduzir o número de mensagens consideradas spam (lixo eletrônico).

A restrição será feita apenas para os programas que enviam e-mail pela chamada “porta 25” do dispositivo e para este mecanismo será preciso atualizar as configurações do serviço de e-mail mudando para a porta 587 em um padrão SMTPS.

Esta mudança teve o aval da Anatel e de outros órgãos do ramo de internet e telefonia que considera esta alteração essencial para conexões mais seguras.

Nesta situação, a porta de envio 25 deve ser fechada pelas operadoras de telecomunicações no dia 31 de dezembro de 2012 e a notificação desta mudança deve ser feita pelos provedores de e-mails existentes no Brasil.

Por Ana Camila Neves Morais


A empresa Gartner informou recentemente dados importantes sobre o mercado de chips a nível mundial.

Segundo o estudo da companhia, a receita com este tipo de equipamento irá reduzir em 3% no ano de 2012 fechando com 298 bilhões de dólares.

A expectativa da economia era de que este mercado tivesse uma estagnação no início do ano e que crescesse a partir de julho de 2012, mas o que se verificou foi uma redução nos pedidos feitos causando incerteza e excesso de estoques nas indústrias de todo o mundo.

Apesar disso, Gartner espera uma recuperação na receita de chips para o ano de 2013 com um aumento de 4,5% alcançando, assim, uma receita de 311 bilhões de dólares.

Por Ana Camila Neves Morais


O IBGE divulgou nesta última sexta-feira, dia 14 de dezembro de 2012, os resultados de um estudo feito sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas Empresas.

Segundo a pesquisa no ano de 2010 aproximadamente 80% das empresas que possuíam ao menos 1 funcionário fizeram uso de computador, enquanto 76,9% usaram a internet e 83,3% usaram o celular para resolver questões do trabalho.

Ao considerar as microempresas – com até 09 funcionários – 78% tiveram que utilizar o computador, 73,7% se conectaram a internet com um maior uso de opções tecnológicas em empresas do ramo de informação (85%) e seu menor uso no ramo da indústria com 73%.

Já para empresas maiores, com até 19 empregados, o uso de computador ocorreu em 94,1% das vezes e o uso da internet foi registrado em 91,5% dos momentos de trabalho; nestas empresas com maior porte, naquelas voltadas para atividades técnicas e científicas o uso de computador e internet foram de 99,3% enquanto que naquelas voltadas para o ramo de alojamento e alimentação este uso foi de apenas 83% no período analisado pela pesquisa.

Fonte: Estadão

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado para notebooks do tipo finos e Ultrabooks está crescendo cada vez mais, e nesta semana diversos fabricantes divulgaram a expectativa de aumentar em pelo menos duas vezes a quantidade de modelos ofertados para o ano de 2013.

Os primeiros modelos de Ultrabooks foram criados pela Intel no ano de 2011 para competirem com os Macbooks da Apple e hoje existem empresas especializadas neste tipo de notebooks espalhadas por todo o mundo e especialmente em Taiwan.

Para garantir esta oferta em quantidade bem maior, os fabricantes estão colocando maiores capacidades de armazenamento nos Ultrabooks e realizando uma redução nos para aumentar o valor agregado destes produtos e gerar o acréscimo nas vendas esperado.

Por Ana Camila Neves Morais


A cada dia que passa aumenta a quantidade de agências presentes no ambiente virtual e para organizar esta questão a APADi (Associação Paulista de Agências Digitais) lançou o Guia de Conduta para as Agências Digitais Associadas.

A APADi foi criada no ano de 2005 e tem como função representar os interesses das agências digitais do estado de São Paulo bem como trabalhar em favor do mercado corporativo de comunicação digital.

O guia feita pela APADi está disponível para download no endereço www.apadi.com.br/uploads/2012/12/manual_conduta_apadiv3.pdf.

Dentre as informações presentes neste documento estão os princípios e valores para as agências digitais além das principais políticas de conduta no trato com clientes, funcionários, fornecedores e concorrência.

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta sexta-feira, dia 14 de dezembro de 2012, o Ibope Media divulgou os resultados de uma pesquisa sobre o acesso à internet no Brasil.

Segundo a pesquisa, o país possui atualmente cerca de 94,2 milhões de pessoas com acesso à internet sem considerar a efetiva utilização da rede de computadores.

Nesta análise foram levados em consideração as crianças e adolescentes até 16 anos com acesso em casa bem como aqueles que utilizam locais públicos como trabalho, lan houses e outros.

Ao considerar os internautas que utilizam acesso em casa e no trabalho é obtido um total de 72,4 milhões que representa um aumento de 14% em relação ao ano de 2011 que possuía 63,5 milhões de pessoas conectadas.

Por Ana Camila Neves Morais


A Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) firmou na semana passada termo de compromisso com o Ministério das Comunicações e com as empresas de celulares LG, Motorola, Samsung, Sony e LG.

O acordo é parte do programa de inclusão digital do governo federal e busca a criação de aplicativos no país.

Para isso serão realizadas três ações importantes: o compromisso dos fabricantes criem aplicativos no Brasil, combate à venda de celulares não homologados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e diminuição de impostos sobre os aplicativos para a oferta de preços mais baratos aos consumidores finais.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


Neste sábado, dia 15 de dezembro de 2012, teve início mais uma ação inovadora do Google.

A novidade do momento ficou por conta da instalação em 150 bares de internet sem fio com alta velocidade e gratuita.

Os estabelecimentos ficam localizados nas cidades de Campinas, Florianópolis, Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

Esta rede de conexão pretende atender cerca de 2 milhões de usuários e terá uma duração de 90 dias, sendo que a decisão do Google de realizar esta inovação no Brasil reside no uso cada vez maior pelos brasileiros de dispositivos móveis como celulares e tablets.

Por Ana Camila Neves Morais


Segundo pesquisas da IDC, empresa contratada pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), foram comercializados no Brasil 2,8 milhões de tablets no ano de 2012. O número é muito alto comparado às vendas de 2011, quando foram comercializados apenas 1,1 milhão de tablets, ou seja, um aumento nas vendas de cerca de 153%.

Muitas pessoas acham que o tablet substitui o PC, o que é não é verdade. O tablet é um aparelho com utilidades mais simplificadas do que o desktop. Para quem precisa usar todos os dispositivos presentes no computador, é melhor não adquirir o tablet, que serve apenas para suportar demandas menores como acessar páginas da internet e ler e-books.

Um dos motivos para o aumento das vendas de tablets no país foi sem dúvida a nova lei aprovada em 2011 pela presidenta Dilma Rousseff. Essa nova lei define que os tablets também devem ter os mesmos benefícios da Lei do Bem, que tornou os computadores mais acessíveis no Brasil. Com isso, o governo quer estimular os fabricantes, tanto nacionais quanto estrangeiros, a fabricarem esses aparelhos no país.

Em 2013, os empresários e comerciantes podem ficar otimistas, pois a previsão da IDC é um aumento de 90% nas vendas do produto.

Por Nathalia Henderson


A Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) divulgou nesta semana dados sobre o faturamento nacional do setor de informática.

Segundo a organização, os fabricantes de produtos do ramo de informática terão um faturamento no ano de 2012 no valor de R$43,56 bilhões.

No entanto, este valor ficou idêntico ao obtido no ano de 2011 e contrariou as expectativas do setor de um faturamento no valor de R$47,9 bilhões.

Além disso, a indústria de eletroeletrônicos de forma geral também teve um desempenho fraco com faturamento de R$145,4 bilhões; sendo que este valor representou um aumento de 5% mas que ficou bem abaixo dos 13% de aumento esperados anteriormente.

Ao considerar as razões para este fraco desempenho do setor de informática, a Abinee atribui a situação a uma diminuição nos investimentos para produção em decorrência da crise econômica mundial, maior endividamento dos consumidores que reduz as compras e uma queda no comércio com a Argentina pelas barreiras para a importação.

Fonte: Valor Online

Por Ana Camila Neves Morais


Dezembro promete ser um mês bom para os fãs brasileiros da Apple. Quem está aguardando ansiosamente pelos novos lançamentos da companhia recebeu uma ótima notícia sobre este assunto.

Segundo o site G1, algumas lojas brasileiras já revelaram que venderão o  iPhone 5 e também o iPad 4, que deverão chegar antes do Natal. O único produto que ainda não tem previsão de chegada ao mercado brasileiro é o iPad Mini, que provavelmente chegará só em 2013 ao país.

Duas varejistas deram a confirmação sobre a venda dos produtos, mas apenas a Saraiva se identificou. A loja confirmou que o iPad 4 estará disponível antes das festas do final do ano, porém não revelou a partir de qual data ele começará a ser vendido, nem mesmo informações sobre os preços foram reveladas.

A expectativa é que o preço do novo tablet não seja muito mais caro que o iPad 3, que atualmente está sendo comercializado no Brasil por preços que vão de R$ 1,5 mil a R$ 2,3 mil.

O iPad Mini, como dito anteriormente, não teve seu lançamento confirmado no país, mas ele já foi homologado pela Anatel e deverá chegar no início do ano que vem.

Por Felipe Santos Bonfim


Com a estréia da loja virtual da Amazon no Brasil, o seu famoso e-reader Kindle poderá ser adquirido no país.

A partir desta entrada, será possível comprar este dispositivo para leitura de livros digitais por cerca de R$500,00 além do seu catálogo com mais de 10.000 e-books em português.

Por questões de logística e de tributação excessiva no Brasil, a Amazon irá oferecer inicialmente apenas produtos digitais, mas com a tendência de no futuro estender estas ações para a compra e venda de vários tipos de produtos.

Fonte: O Globo

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta quinta-feira, dia 06 de dezembro de 2012, foi divulgado pela Microsoft uma novidade interessante para os apaixonados por jogos e games.

Isto porque tudo indica que até o final de 2013 deve estar disponível a nova versão do Xbox 360.

Fonte: Ibahia

 

Esta será a primeira atualização do aparelho em sete anos com a expectativa grande de que ele seja ofertado para venda na Black Friday de 2013.

Fonte: Mundo Bit

Por Ana Camila Neves Morais


Nesta sexta-feira – dia 07 de dezembro de 2012 – a Telebrás informou que já realizou a ativação de 4,6 mil quilômetros de rede de fibras óticas.

Esta rede ligará cidades em diversos estados do país como distrito Federal, Bahia, São Paulo, Piauí, ceará, Tocantins e Maranhão.

Com isso, em 2013 será oferecida banda larga com alta velocidade e a um preço mais acessível para mais de 600 cidades de todo o país que possuem servidores participantes do PNBL (Plano Nacional de Banda Larga).

Fonte: Olhar Digital

Por Ana Camila Neves Morais


O Carrefour Brasil divulgou nesta sexta-feira, dia 07 de dezembro de 2012, que irá desativar as vendas da empresa pela internet no país.

Esta ação consiste em parte integrante do plano de reestruturação da marca no país.

Com as mudanças, as suas lojas físicas e virtual serão inseridas no modelo Carrefour Planet com melhor distribuição dos produtos, mais recursos tecnológicos e melhor Serviço de Atendimento ao Consumidor.

As primeiras lojas neste novo formato serão no interior de São Paulo, mas sem previsão de inauguração até o momento.

Fonte: EFE

Por Ana Camila Neves Morais


A cada dia que passa o mercado de livros digitais – os e-books – aumenta mais e nesta sexta-feira, dia 30 de novembro de 2012, uma importante parceria foi firmada neste sentido no Brasil.

Isto porque diversas editoras do país fecharam um acordo com a Amazon para a venda dos seus livros digitais por aqui.

As companhias que integram este acordo são a Ediouro, DLD, Companhia das Letras e a Globo Livros.

A expectativa é de que a loja de livros digitais da Amazon seja lançada no mês de dezembro de 2012.

Por Ana Camila Neves Morais


Tendo em vista uma grande gama de opções de compra em questão de tablets e a queda nos preços, os brasileiros vêm aderindo a este tipo de dispositivo cada vez mais. O número de vendas de tablets está crescendo e se aproximando dos notebooks e desktops.

Atualmente, mais de 370 mil aparelhos foram vendidos no primeiro trimestre deste ano, segundo dados da IDC. Isso representa uma porcentagem de crescimento muito grande, que é 351%. Ainda, de acordo com a IDC, 2012 deve ser encerrado com um número de 2,5 milhões de tablets vendidos no Brasil, valor extremamente maior do que os 800 mil de 2011.

Conforme Attila Belavary, a taxa de crescimento dos tablets é muito maior do que de desktops e notebooks, no mercado brasileiro. Isso, tendo em vista que as vendas começaram com o valor de 110 mil em 2010, passando para 800 mil em 2011 e chegando agora à estimativa mencionada. Além disso, uma projeção feita pela IDC indica que, neste ano, para cada quatro notebooks, um tablet será vendido. Sendo que no ano passado, essa comparação era de dez notebooks para um tablet.

A grande explicação dada para esse súbito crescimento é a queda constante de preços. Várias empresas, como a Positivo, a Samsung e a Motorola, já entraram no Processo Produtivo Básico no Brasil, o que dá benefícios tributários às empresas e que reduzem os seus preços. Ainda, anteriormente, havia poucas opções de tablets no Brasil e, com isso, os preços eram muito elevados, mas agora com o número de concorrentes sendo grande, os valores começaram a cair muito.

Por Guilherme Marcon


O brasileiro está cada vez mais conectado. Bom, ao menos é isso o que afirma um estudo recente do Interactive Advertising Bureau,o IAB Brasil.

De acordo com a organização o estudo tinha como objetivo fornecer uma visão mais clara sobre a audiência online do brasileiro. Ou seja, sobre seu grau de envolvimento com a internet e outros aspectos que giram em torno dessa área.

A pesquisa foi realizada com 2.075 usuários de internet entre os dias 6 e  14 de fevereiro de 2012, via e-mail.

De acordo com os resultados obtidos mais de 40 usuários participantes passam pelo menos duas horas por dia na internet. A pesquisa também mostrou que além de ser o meio mais importante para 80% deles ela também é a atividade preferida, seja por  faixa etária, renda, gênero ou região.

A pesquisa apenas comprovou o que todos nós já sabemos: brasileiro adora internet. E por isso que a audiência gerada por aqui é disputada “dente por dente” pelas principais empresas digitais em atividade atualmente.

Todos lembram que lideramos no uso do Orkut e já estamos caminhando para os 50 milhões de usuários no Facebook.

Pelo visto, internet é conosco mesmo!

Por D. Soares

Fonte: Portal Comunique-se


Quem estava ansioso pela chegada da iBookstore ao Brasil vai ter que esperar mais um pouco. No início de abril Lauro Jardim, editor do blog “Radar Online” – publicado pela revista Veja, anunciou que a loja de livros eletrônicos da Apple chegaria nos primeiros dias do mês de maio. Porém, a burocracia tributária brasileira adiou o lançamento para, pelo menos, até o fim de junho.

Conforme informações publicadas no TechTudo, o governo brasileiro e a Apple parecem não entrar em um consenso sobre algumas regras. O governo quer que os preços dos produtos estejam disponíveis aos consumidores na forma de reais, mas a Apple não pretende fazer essa alteração tão cedo. Atualmente os preços são em dólares e a forma de compra é via cartão internacional.

O assunto gerou polêmica no Twitter, o pernambuquense Cristóvão Costa desabafou: “olha essa, o País não copera fazer o que…”. O médico George Amado também se manifestou: “coisas do Brasil: Burocracia tributária brasileira atrasa lançamento da iBookstore”.

Sobre a iBookstore:

A iBookstore foi lançada em abril de 2010, disponível inicialmente apenas para os Estados Unidos. Atualmente, o serviço de vendas de livros digitais da Apple já está presente em 25 países.

O serviço funciona em iPads, bem como nos dispositivos menores da Apple – iPhones e iPods Touch.

Por Rafaela Fusieger


De acordo com a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e a IDC Brasil (International Data Corporation), o crescente mercado de softwares para computadores representou cerca de US$ 21,4 bilhões no Brasil em 2011, valor 12,4% maior que 2010, ano em que nosso país movimentou cerca de US$ 19,04 bilhões nesse mercado.

O dado foi levantado em uma pesquisa feita pela IDC e pela ABES em parceria, e nos mostrou que o mercado de softwares vem crescendo no Brasil muito mais que no resto do mundo (pois a estatística levantada foi maior que a média mundial). Isso colocou o nosso país na 10ª colocação no ranking mundial de mercados de serviços e softwares (uma posição acima do ano anterior).

A projeção feita pela pesquisa indica que o Brasil será uma das cinco maiores potências no mercado de softwares até o fim da década. Porém a ABES enfatizou que o setor está com a balança negativa, tendo em vista que existem políticas que consolidam mais os modelos de softwares importados. Sendo assim, o setor continua fragilizado no território brasileiro e uma das poucas coisas que incentiva o crescimento deste mercado é o investimento de capital estrangeiro nas grandes empresas, que são poucas em comparação às pequenas e microempresas.

Por Guilherme Marcon


Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, fez uma série de promessas e sugestões sobre internet e conexões móveis, na Campus Party, evento que foi realizado em São Paulo. De acordo com ele o Governo pretende criar internet 0800, que funcionária da seguinte forma: o usuário entraria no site, mas não geraria nenhum custo para ele e sim para empresa responsável pelo site.

O assunto que mais despertou a curiosidade dos que estavam presentes no evento foi quando Paulo falou sobre a conexão 4G.

De acordo com ele, em 2013 as cidades que irão sediar a Copa das Confederações terão disponível a internet 4G LTE, e no próximo ano, que acontecerá a Copa do Mundo, o benefício se estenderia para as cidades com mais de 500 mil habitantes.

As redes 4G são uma tecnologia móvel que tem como prioridade a transmissão de dados e não a transmissão de voz. O resultado disso é uma internet muito mais rápida e estável.

Na teoria uma rede 4G alcança 300 Mbps de download e 75 Mbps de upload, mas na prática esses números ficam em 100 Mbps para download e 50 para upload. Mesmo assim ainda não é para ficar desapontado, pois atualmente seu smartphone consegue em média 7.3 Mbps de downstream e 348 Kbps de upstream com a atual 3G, isso quer dizer que a conexão 4G é pelo menos 10 vezes mais rápida e eficiente.

Por Guilherme Marcon


O Facebook é atualmente a rede social mais usada no mundo, e dos quatro países onde a rede é mais famosa, o Brasil encontra-se em 4º lugar com o maior crescimento nos últimos três meses em relação ao número de pessoas que utilizam a ferramenta, seja para uso pessoal ou profissional.

De acordo com a revista Forbes, o aumento será capaz de posicionar o país como o segundo com o maior número de usuários, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Os dados foram levantados pela Socialbakers e de acordo com eles se o Brasil continuar nesse ritmo, que foi de 20,03% em apenas um mês, o país será capaz de ultrapassar a Índia e a Indonésia, que apresentaram um crescimento percentual menor.

Atualmente o Brasil conta com 42,2 milhões de usuários cadastrados no site Facebook. Os Estados Unidos possui 155,8 milhões de usuários, logo atrás vem a Índia (com 45 milhões) e a Indonésia (que possui 43,5 milhões de usuários). Atrás do Brasil vem a Rússia (com 6,01 milhões de usuários) e em seguida a China (com 447 mil). A China apresentou um decréscimo de 15,11% nos últimos 3 meses.

Por Guilherme Marcon


Muitas pessoas se decepcionaram após aguardarem a estreia da iTunes Store no Brasil para ontem, dia 08 de dezembro. Isso porque o colunista Lauro Jardim, da Revista Veja, apostou nesse dia para a estreia.

O colunista da Veja publicou uma matéria ontem falando sobre um suposto adiamento do lançamento da loja no Brasil. Entretanto, essa era apenas uma entre as várias datas apontadas pelos rumores de diversos sites e revistas, que previam o lançamento da loja para a semana entre o dia 08 e 15 de dezembro.

O mais provável é que a iTunes Store seja lançada no Brasil daqui a uma semana. Este rumor é reforçado pela Revista Macmais, que publicou ontem uma matéria na qual informa que vários representantes da indústria fonográfica estão recebendo convites para um coquetel da Apple no dia 15.

Esse encontro, que acontecerá um dia antes do lançamento do iPhone 4S, nos leva a crer que estão preparando um outro lançamento. Afinal, o evento com a presença de pessoas ligadas à música provavelmente não está associada ao iPhone 4S, e sim à confirmação dos rumores da estreia da iTunes Store no Brasil.

Fonte: MacMagazine

Por Máximo Santana


Agora que o iPad 2 foi lançado, fica a dúvida: quando ele chegará ao Brasil? Será que teremos que esperar até o Natal para por as mãos na segunda geração do tablet? Por enquanto não sei a resposta para essa pergunta. De certo, só que não será no primeiro lote de países no dia 25 de março.

Mas se serve de consolo, a Apple já atualizou a página do iPad no Brasil. Agora quem acessa o endereço www.apple.com/br/ipad se depara com todas as informações sobre o iPad, incluindo belas imagens e também alguns vídeos. Talvez isso indique que o lançamento do tablet por aqui desta vez não demore tanto.

A Apple também incluiu um botão chamado “Avise-me”. Uma vez clicado ele nos leva para uma página que permite cadastrar o e-mail e receber informações em primeira mão sobre a chegada do iPad 2 ao Brasil. Eu, claro, não perdi tempo e já me cadastrei.

Por Maximiliano da Rosa

 

Fonte: iTouchBR


Em ambientes acadêmicos o termo globalização é analisado tanto de maneira positiva como negativa. Na primeira concepção, acesso a serviços e produtos de outros países; na segunda ideia, problemas relacionados ao abafamento das individualidades de cada região em prol de um mundo cada vez mais conectado.

Um dos maiores representantes dessa situação é a internet. Assim como anteriormente descrito, para esta existem pontos bons e ruins, mas dificilmente os cidadãos deixam de usá-la. E se seguir a tendência é estar em consonância com o atual século, o Brasil tem procurado ampliar o acesso da população à rede.

De acordo com Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, além de haver a implantação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), há intenções de se melhorar a qualidade da internet disposta no Brasil com a utilização de cabos de fibra ótica – atualmente estão afixados em apenas algumas regiões.

Concordando com a opinião de especialistas de que a velocidade a ser oferecida pelo PNBL, de 512 kbps, é baixa para padrões de muitos países, Bernardo admite ser necessário muito mais, porém a tecnologia aparelhada pelas companhias privadas é restrita e cara.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Agência Brasil


A IDC Brasil, juntamente com dados apurados pela Receita Federal, informou à Folha os números referentes à importação legal de iPads no ano passado, que atingiu 64 mil aparelhos. Não foram contabilizados os iPads trazidos do exterior.

Para esse ano, espera-se que o número de tablets da Apple vendidos chegue a 300 mil apenas aqui no país. O número de lojas que comercializam o iPad é de aproximadamente 150, e mesmo com tablets de outras marcas, como o Galaxy Tab da Samsung já apontarem no mercado, a procura maior ainda é pelo iPad que teve grande procura durante o Natal.

Segundo Luciano Crippa da IDC Brasil, a realidade que se tem no Brasil não é um mercado consolidado de tablets e sim um mercado de iPads.

Por Andrea Gomes


A CES 2011 trouxe  muitas novidades para o mercado de tablets, smartphones e também para os notebooks. Talvez o maior destaque da feira neste ano, pode ter sido o notebook Sony Vaio da série Y.

O aparelho é equipado com o novíssimo processador Fuison AMD Dual-core E-350. Nele é encontrado apenas um chip, o processador e também a placa de vídeo. Ao que tudo indica não vai demorar para que o novo notebook da Sony Vaio chegue ao mercado brasileiro.

Há rumores de que ele possa dar seu ar da graça em terras brasileiras a partir do mês de fevereiro de 2011. Dentre outras características, o série Y vem com tela LED de 11,6”, 2 GB na sua memória e HD de 500 GB. Ele, que se apresenta em duas cores, tem uma bateria com duração de quase seis horas. Ainda não se tem informação sobre qual preço será praticado no mercado.

Por Oscar Ariel


No mundo inteiro, os tablets PC são um verdadeiro sucesso. Porém, no Brasil, a realidade é outra. Em 2010, o tablet surgiu como uma tendência das mais bem-sucedidas e veio para revolucionar o mercado de PCs, algo parecido com o que fez o Ipod no mercado dos tocadores digitais.

Entretanto, assim como o Ipod, o sucesso do tablet lá fora não reflete nos dados do Brasil, onde apenas 30 mil tablets foram vendidos, sendo que a maioria deles, foram adquiridos no chamado “mercado cinza”, característica dada ao comércio eletrônico exterior, via E-bay, Mercado Livre e afins, segundo dados do IDC. A muito se deve o fato de, por ser um produto novo e importado, seus preços ainda não se encaixam muito bem no bolso do brasileiro, e valores pagos pelas empresas de tecnologia em impostos fiscais acabam inflacionando o valor final do produto.

Devido a esse crescimento pouco expressivo dos tablets no Brasil, é provável que o PC continue como equipamento padrão nos próximos anos.

Por Adriana do Nascimento





CONTINUE NAVEGANDO: