A HP (Hewlett-Packard) informou os lucros do terceiro trimestre de 2013.

A empresa faturou US$ 1,39 bilhão revertendo o prejuízo de US$ 8,86 bilhões referente ao mesmo período de 2012. As ações da e HP também se valorizaram, apresentando o preço de US$ 0,71 a ação, frente à queda de US$ 4,49 por ação do mesmo período do ano passado.

O prejuízo ocorreu, principalmente, pela aquisição da Electronic Data Systems, em 2008. Contudo a boa fase da empresa oscila nos tempos atuais. O valor passou de US$ 0,86, para US$ 1 e depois registrou queda novamente.

A receita da empresa também recuou 8,2% entre o período de junho até agosto de 2013. O percentual já é o oitavo declínio trimestral da HP. Em maio a empresa havia previsto um lucro de US$ 0,84 a US$ 0,87 a ação, o que demonstra um positivismo da empresa, principalmente em relação às previsões dos analistas, entretanto o valor das ações estagnaram em US$ 0,71.

As coisas melhoraram para empresa americana também nos custos, que diminuíram 34%, sobretudo pelos valores gastos no ano passado para a reestruturação os quais chegaram a US$ 1,8 bilhão.

Por Robson Quirino de Moraes


Com cerca de 67% da participação de tablets no segundo trimestre de 2013, o Android, do Google é o sistema operacional que está mais presente nos tablets comercializados no mundo. Segundo dados divulgados pela empresa de consultoria Strategy Analytics, foram vendidos, cerca de 51,7 milhões de aparelhos com o sistema operacional, ficando muito à frente dos principais concorrentes.

A Apple perdeu muito espaço em relação ao ano passado. O sistema iOS, desenvolvido pela empresa contou com uma participação de 28%, ante aos 47,2% do ano passado. Os números tiveram queda de 17 milhões para 14,6 milhões de unidades vendidas com o sistema operacional. Quem ainda perdeu espaço para os modelos com Android foi a Microsoft. A empresa de Bill Gates deteve apenas 4,5% do mercado de tablets no trimestre entre abril e junho, mesmo com a redução dos preços do Surface.

O Android tem ganhado espaço por conta dos parceiros de Hardware. Samsung, Google, Amazon e diversas marcas menores. O somatório das vendas desses tablets saltou de 18,5 milhões no segundo trimestre de 2012 (51,4% do mercado) para 34,6 milhões no mesmo período deste ano. Enquanto a venda de iPads foi de 14,6 milhões de unidades, o que representa uma queda de 14%.

Já a Microsoft vendeu pouco mais de 2,3 milhões de unidades dos tablets com sistema Windows RT. O número baixo em relação aos concorrentes se dá por conta do valor dos tablets, além da pouca oferta de aplicativos e do baixo interesse dos desenvolvedores em trabalhar com o sistema.

Por Robson Quirino de Moraes


Em 2013 a Lenovo revelou que está focando em três pontos bastante importantes para os consumidores. O primeiro é uma categoria nova que a companhia está desenvolvendo com o Horizon, o primeiro tablet PC do mundo todo.

De acordo com Nick Reynolds, diretor global de Marketing da Lenovo, o objetivo do Horizon é a interação entre as pessoas na hora de ouvir músicas, jogar e até rodar aplicativos no aparelho.

O segundo ponto são os aparelhos como o Yoga 11S, o notebook que se transforma em um tablet, que possuem telas capazes de girar em 360º, e o ThinkPad Helix.

O terceiro e último ponto fundamental para a companhia é o toque. A fabricante pretende trazer a tecnologia multi-touch a todos os seus dispositivos, como desktops, all-in-one e notebooks, para facilitar o uso do Windows RT e Windows 8.

De acordo com Reynolds, a Lenovo vem colocando o recurso multi-touch em todos os seus produtos, com preços para todos os tipos de consumidores. Segundo ele, 2013 é o ano do toque, e a companhia colocará a tecnologia em todos os seus dispositivos, pois até agora o feedback que o público está dando é bastante positivo.

Reynolds afirmou que a Lenovo está muito contente com o resultado e satisfeita com a recepção dos consumidores com seus produtos. “Este ano será um ano de grandes novidades e de ótimos resultados”, disse o diretor.

Por Felipe Santos Bonfim





CONTINUE NAVEGANDO: