Novo Chromebook Pixel terá lançamento em breve



  

Após um pequeno deslize, o Google acabou confirmando que o novo Chromebook será lançado em breve. Quando a empresa lançou o primeiro modelo do Chromebook a ideia dava a impressão que seria uma inovação total, contudo, a empresa tropeçou nas suas próprias pernas, porque, embora que todas as peças colocadas no modelo fossem de ponta e primeira qualidade, o valor do produto não agradou aos consumidores, devido ao fato dele ser alto, cerca de US$ 1,2 mil por um computador que rodava um sistema operacional muito limitado.

Entretanto, a fim de recuperar o prestígio, a empresa realizou uma atualização nas tarefas que poderiam ser desempenhadas em um Chromebook. Foi daí que surgiu um novo conceito da linha de computadores, que foi o “Superchromebook”, o que deixou a companhia mais confiante, e agora a novidade é a fabricação do modelo Pixel 2.

A divulgação do início da fabricação desse aparelho ocorreu através do portal eletrôncio www.9to5Google.com, que publicou prematuramente o vídeo que estava sendo feito para a divulgação do modelo, porém, como a ideia não era divulgá-lo, a empresa teve que deixar o vídeo no modo privado correr contra o tempo para que fosse retirado do site.

Mas, de uma maneira ou de outra, esta escorregada da companhia serviu para alguma coisa que, diga-se de passagem, foi algo positivo, pois, após a divulgação desta notícia na última terça-feira, dia 24 de fevereiro, a web ficou toda em polvorosa, agora a curiosidade que pairou no ar à respeito do assunto e que muitos desejam descobrir a qualquer preço como será a configuração e os detalhes estéticos do novo Pixel 2 .





Vale ressaltar que, anteriormente, já haviam notícias da imprensa especializada de que o Google realmente já estava trabalhando na criação de um novo Chromebook com tecnologia de ponta.

Nada ainda é oficial, todavia, já há boatos rolando por aí de que o novo Pixel 2 será um computador no modelo 2 em 1, ou seja, será um notebook e tablet no mesmo produto, o qual rodará o Chrome OS, bem como o Android, respectivamente. 

Por Adriano Oliveira

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *