Teclado touch screen pode substituir de vez o tradicional



  

Os usuários de diferentes tipos de plataformas já devem ter sofrido com a quantidade de periféricos de entrada, todos diferentes uns dos outros. Por exemplo, computadores e smartphones possuem teclados bem distintos (físico e touch screen), e a adaptação de um para o outro costuma levar um tempo.

A vantagem dos teclados touch screen é que eles são versáteis e podem servir para diversos fins, além de podermos configurar comandos, aplicar temas e instalar recursos. A desvantagem é a ausência de uma resposta tátil aos comandos, mas é bem provável que essa necessidade que às vezes sentimos seja devido ao costume com teclados físicos.

Se assim for, em futuras gerações, as pessoas sentirão cada vez menos falta disso, acostumando-se a telas sensíveis ao toque.

Para avançar rumo a essa realidade, vamos imaginar: e se essa tecnologia fosse aplicada aos teclados de computador? Pois bem, não é mais preciso usar a imaginação para isso, pois é essa a ideia que o grupo 101touch pretende tornar realidade, com seu projeto no Kickstarter. Eles estão arrecadando fundos para lançar um teclado para computadores que seja totalmente touch screen.

O produto tem o formato de um teclado comum, mas é espécie de tela na qual são exibidos as teclas. Mas as vantagens é que poderemos personalizar, exibir caracteres especiais, e configurar para interagir como controlador para diversas finalidades, desde softwares de edição de vídeos a jogos.

Tudo isso porque nele há uma memória interna de 16 GB, e pode-se instalar temas e aplicativos. Imagine configurar seu teclado para as funções que você desejar, sem estar limitado às teclas físicas dos teclados tradicionais.





Se a plataforma for aberta a outros desenvolvedores para criar seus apps, as possibilidades podem ser infinitas. Quem sabe, com algumas adaptações no formato, o produto também possa substituir o mouse?

O dispositivo tem 18,3 polegadas, e o projeto precisa arrecadar 180 mil libras esterlinas até a metade de Janeiro.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *