Com queda nas vendas, Samsung abandonará o mercado de notebooks na Europa



  

Os tablets e smartphones estão dominando o mercado e a cada novo lançamento chegam modelos que oferecem mais espaço, maior velocidade e mais opções. Tudo isto, somado à praticidade que estes aparelhos oferecem, tem feito com que os usuários adotem um novo estilo de vida, ou seja, se antigamente, praticidade era poder ter um notebook para transportá-lo para todo lugar, hoje o notebook foi praticamente deixado de lado e, na hora de escolher um aparelho tecnológico para usar fora de casa, tablets e smartphones são os favoritos!

Em casa, o computador continua sendo o preferido, apesar das quedas na venda, mas ainda continuam sobrevivendo ao novo mercado. Para usar fora de casa, além de mais caro, o notebook é maior, mais pesado, por isto vem perdendo espaço rapidamente.

Muitas são as empresas que estão tendo que lidar com esta nova realidade e a Samsung é uma delas.

A marca sul coreana é uma das empresas líderes em se tratando de smartphone, mas no mercado de notebook a Samsung não vê mais motivo para continuar e já decidiu que vai abandonar este mercado, primeiramente na Europa.

E várias empresas estão seguindo este mesmo caminho. A Toshiba já anunciou que vai rever sua atuação no mercado de computadores, a Sony já vendeu a Vaio, uma divisão de notebooks.

A Samsung está decidida a investir onde ela mais tem lucro, ou seja, os novos televisores e os dispositivos Android, que são os mais procurados do mercado atualmente e pesquisas indicam que a tendência é que as vendas cresçam ainda mais nos próximos meses.





Na Europa, a Samsung tinha notebooks top de linha, modelos ultrafinos, além de oferecer naquele mercado os modelos intermediários, mas agora não vai mais continuar com este investimento.

Para o próximo ano, apesar das vendas em baixa, o mercado de PC's conseguirá garantir algum lucro, porém, o mercado de notebook tem as piores previsões, enquanto que o mercado de tablets e smartphones irá continuar crescendo.

Com a queda na venda dos notebooks, a Samsung poderá abandonar este mercado em vários países, ainda neste final de ano.

Por Russel

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *