Microsoft cria tecnologia que oferece ao usuário sensações físicas ao tocar em tela touchscreen



  

Segundo informações que circulam pela internet, a gigante mundial Microsoft, está trabalhando para seu novo lançamento tecnológico: uma tela sensível ao toque que desperta no usuário sensações físicas de verdade. Uma tecnologia, principalmente, útil para o display de tablets e celulares.

De acordo com um dos responsáveis pelo projeto, baseado em conceitos de eletrovibração, a novidade "funciona como mágica" e pode ser aplicada de diversas formas.

Há alguns anos atrás não era nada comum ver alguém utilizando um dispositivo com tela sensível ao toque, especialmente um celular. Atualmente, smartphones, tablets, GPS e até mesmo monitores que fazem parte do dia a dia trazem telas do gênero. Seja na rua ou dentro de casa, em caixas eletrônicos espalhados pela cidade, por exemplo, não é tão incomum ver alguém usando os dedos (ou uma caneta especial) para manipular o conteúdo mostrado no display.

Apesar de ter caído nas graças dos fabricantes e utilizadores há pouco tempo, a história das telas sensíveis começou há cerca de 50 anos, na Inglaterra, com o inventor E. A. Johnson. De lá pra cá, o conceito evoluiu bastante por meio de contribuições de vários cientistas ao redor do mundo.

Os touchscreens “táteis” foram elaborados para possibilitar que os usuários tenham sensações como a do clique de um mouse, mas ao tocar na tela. O artifício é capaz de fazer, por exemplo, com que a pessoa “sinta” o “peso” virtual das pastas (conforme o seu número de arquivos) ao arrastá-las no visor.
 “É muito, muito legal. É pegar um pequeno pedaço de vidro e fazê-lo ser algo diferente. É quase como mágica”, diz o desenvolvedor.





Segundo ele, o projeto foi criado para proporcionar aos usuários uma experiência “multisensorial”, que difere dos mecanismos de interação “bidimensionais” existentes até hoje. Para isso, eles aplicaram voltagem à superfície do display, o que cria uma fricção entre os dedos do usuário e a tela.

No entanto, essa tecnologia ainda está no estágio inicial e não tem previsão de chegar a dispositivos finais, por enquanto.

Por Michelle de Oliveira

Novidade tecnol?gica da Microsoft

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *