Toshiba pretende lançar novo chip de memória que reduz o consumo da bateria de dispositivos móveis



  

A Toshiba anunciou que o mercado terá um novo chip de memória cachê para tablets, computadores e smartphones. Esse novo chip chega com a função de economizar a bateria dos dispositivos que eles estiverem inseridos. O segredo e uma nova forma de guarda a memória temporária. De acordo com a fabricante japonesa, esse novo chip pode gastar até 60% a menos da CPU.

Tudo isso por causa do seu princípio de funcionamento. O chip anterior possuía o cachê L2 que usa a gravação de informação volátil e o mesmo processo que permite o computador perder as informações de depois de desligado. Agora, com a nova tecnologia da Toshiba  os dados vão ficar guardados de acordo com o spin dos elétrons. É considerado assim um método mais eficiente e não vai perder nada quando o aparelho for desconectado.

O sistema operacional usa a memória cachê para guardar as informações. Mas precisa acessar com  frequência durante o seu funcionamento. É uma forma de criar um atalho interno. Não será mais preciso ir ao armazenamento todas as vezes que precisar buscar as informações. O novo chip promete informações mais rápidas, algo em torno de 4,1 nanossegundos para ler e 2,1 nanossegundos para gravar os dados. O melhor é que fará tudo isso sem gastar muita energia.

Quanto a estar disponível no mercado, a Toshiba diz que o próximo passo é investir em ideias para adaptação da tecnologia também para os chips de memória RAM. Isso fará com que as futuras gerações de computadores, tantos os portáteis e os que não são muito mais eficientes do ponto de vista energético.

Resta esperar para que a bateria de nossos aparelhos possa ser ainda mais resistente a cada dia, sem a necessidade de ter que ficar carregando o aparelho várias vezes por dia.





Se estamos cada vez mais tecnológicos, imagina quanto as baterias durante mais tempo ainda?

Por Douglas Lima dos Anjos

Novo chip da Toshiba

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *