Acer C720 – Características e novidades do Chromebook



  

O Acer C720 faz parte da segunda geração de Chromebooks da Acer. Isso quer dizer que é apenas uma geração mais avançada do que a C710 que foi lançada por aqui.

Entre as duas gerações a principal diferença ou aquela que, pode-se dizer, é mais evidente é em relação ao processador dos dois aparelhos. Neste caso ambos trazem integrados um Celeron. Porém, no caso do C710 é um modelo de segunda geração, Sandy Bridge, enquanto que o C720 tem uma geração mais atual, a Haswell. Isso significa que o último modelo em termos de performance e autonomia de bateria obteve ganhos significativos.

No que diz respeito ao design do Acer 720 não há muito o que falar sendo basicamente o mesmo apresentado no C710. As diferenças são mínimas.

As conexões do aparelho também foram trabalhadas em alguns aspectos. Ao contrário da versão anterior e devido à espessura do 720 a conexão VGA não está presente bem como a RJ-45 para cabo de internet. O Chromebook da Acer conta agora apenas com uma saída HDMI, uma porta USB 2.0 e outra 3.0, leitor de cartões SD. Também estão presentes nessa versão o combo de conector de energia, fone de ouvido e microfone.

O teclado e o touchpad não têm diferença nenhuma sendo os mesmos para a versão anterior e para esta. A título de curiosidade ambos são inferiores aos presentes nos Chromebooks da Samsung. As teclas do aparelho são bem espaçadas e de um tamanho considerado bom. O problema é a resposta das mesmas. Quem precisa de uma digitação rápida vai ter pela frente um teclado duro para testar suas habilidades, ou melhor, a resistência dos dedos. No caso do touchpad ele responde bem ao toque do usuário, mas não apresenta botões.

O Acer 720 conta com uma tela 11,2 polegadas assim como a maior parte do Chromebooks no mercado. A resolução é de 1366×768 que traz como consequência uma densidade de pixels considerada razoável.





De qualquer maneira um dos maiores destaques do Acer 720 fica mesmo com o processador que é a quarta geração da Intel. Aqueles que foram batizados de Haswell. Como dissemos anteriormente é um Celeron. Mas mesmo assim se comparado com o Celeron Sandy Brigde as diferenças (para melhor) são significativas. Isso se dá tanto pela arquitetura do dispositivo quanto ao fato do mesmo ter um clock mais alto.

Outro ponto que convém chamar a atenção é em relação à bateria do 720 que segundo a fabricante tem potencial para aguentar até 8,5 horas de uso.

Nos Estados Unidos ele pode ser tido como um bom negócio já que sai por US$ 199 o que em reais daria algo em torno de 470.

Por Denisson Soares

Acer C720

Foto: Divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *