Novo notebook pode ser recarregado através da energia solar



  

Um dos principais problemas que todas as pessoas encontram ao usar um notebook é a duração de sua bateria, a qual, geralmente, tem uma duração de, no máximo, 5 horas.

Para solucionar tal problema, a empresa canadense WeWi  desenvolveu e divulgou imagens de uma nova e exelente tecnologia, a qual promete revolucionar o mercado de notebooks, carregando-se utilizando a energia solar, o qual o produto SOL, como é chamado o aparelho, com sua carga completa em duas horas, funcionará por 10 horas, não precisando conectar-se à tomada, economizando, assim, eletricidade.

O produto, que é novidade no mercado, será equipado com uma tela HD de 13,3 polegadas, placas solares localizadas na parte posterior, processador Intel Atom Dual-Core D25000, 1.86 GHz, conexão Wi-Fi, disponibilidade para Bluetooth, 3 entradas USB, 2 GB em sua memória RAM, 320 GB em seu disco rígido, compatibilidade para modem 3G ou 4G, GPS integrado, além de ser à prova do acumulo de poeira e impermeável.

O produto funcionará com sistema operacional Ubuntu e, de início, custará cerca de 300 dólares, uma quantia alta para países onde o IDH é baixíssimo, porém, poderá ser usado com finalidades humanitárias, principalmente em países onde a energia elétrica é algo precário ou escasso. O lançamento do produto será em países de origem africana, tendo início no país de Gana.

Com um design imponente, de característica militar, SOL, apesar de ser uma maravilhosa inovação, por ser um produto de energia limpa, apresenta processadores já ultrapassados, devido aos sistemas mais atuais ainda não conseguirem ser sustentados por alguma fonte de energia renovável.





A previsão de lançamento no Brasil dessa nova tecnologia em notebooks ainda não foi divulgada, mas, provavelmente, será um sucesso de vendas devido tantos benefícios, porém, por tratar-se de um produto que será importado, presume-se um alto valor a ser pago pelos brasileiros.

Por Danilo Lacalle

SOL - Novo notebook recarregável por energia solar

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *