FBI desligou servidor que fornecia internet para computadores contaminados pelo DNSChanger



  

Um servidor que disponibilizava internet para os computadores que foram contaminados pelo vírus DNSChanger foi desligado pelo FBI. De acordo com a BBC, mais de 300 mil máquinas ficaram sem internet em vários países.

O DNSChanger é um vírus que muda todas as configurações de DNS dos computadores e redireciona as páginas e resultados de pesquisas dos usuários para os sites que estão infectados ou que possuam origem maliciosa. O vírus ainda bloqueia o acesso a links que tentem oferecer alguma solução para limpar as máquinas desta ameaça.

No final do ano passado as autoridades americanas prenderam seis pessoas na Estônia, responsáveis pela criação e por espalhar o DNSChanger. O próprio o FBI informou que o malware atingiu cerca de 100 países, sendo que só nos Estados Unidos foram mais de meio milhão de máquinas infectadas, e no Brasil foram seis mil.





Para tentar erradicar o vírus, o FBI conseguiu uma ordem judicial para conseguir trocar os servidores que foram infectados por novos e contratou uma empresa privada para instalar dois servidores para limpar as máquinas em que o vírus foi instalado. O único problema é que essa medida de segurança teve seu prazo vencido no dia 09 de julho.

O FBI desligou os servidores infectados e pediu que os usuários que foram vítimas do malware limpassem seus computadores para evitar que os servidores fossem desligados novamente. Até  o momento a ação foi eficaz.

Por Guilherme Marcon



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *