Ultrabooks – Crescimento nas vendas nos primeiros meses de 2012



  

Com a evolução do mercado e a melhoria dos dispositivos disponibilizados para compra, o desejo por aparelhos finos e potentes é constante. Para as pessoas que não podem pagar dois mil dólares ou mais em um MacBook com tela de Retina, a saída perfeita são os ultrabooks.

Conforme o NPD Group, estes aparelhos estão colaborando na manutenção do mercado de notebooks dos Estados Unidos. Isso, porque os ultrabooks com Windows e preços acima de US$ 700 corresponderam a 11% das vendas no varejo dos EUA, nos cinco primeiros meses de 2012. Fato que também colaborou para uma queda de apenas 3% na venda de notebooks de linhas Premium com o sistema operacional da Microsoft e um crescimento de 39% (com relação a 2011) nas vendas de notebooks com valores superiores a US$ 900.





Ainda assim, de acordo com o NPD, a queda na venda de computadores que rodam com o Windows no mercado global foi de 17%, para máquinas com preços mais acessíveis. Estes números indicam que as pessoas têm investido mais em computadores melhores, do que se preocupado em economizar dinheiro quando se trata de um novo computador.

Por Guilherme Marcon



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *